anvisa

O mais interessante, é que a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) somente agora, depois de publicada essa denúncia pela internet, resolveu proibir a propaganda do Activia. Por quê não o fez antes, já que conhecia o problema, sendo uma “agência técnica”???

Afinal, o que é Activia? O que são os bacilos DanRegularis ?

Bifidobacterium animalis é uma bactéria anaeróbica gram-positiva encontrada nos intestinos de animais de grande porte, inclusive humanos.”

Qual seria então a fonte para se obter o famoso DanRegularis?

NÃO, você não está enganado. São as FEZES HUMANAS!!, SIM, SIM E SIM!!!

Mas o absurdo não para aí.

Muitas empresas têm tentado registrar subespécies específicas como uma técnica de marketing, renomeando estas subespécies com rótulos pseudo-científicos.

A Danone (Dannon) protocolou como marca registrada a cepa DN 173.010, e comercializa o organismo nomeando-o de:

Bifidus Digestum (Reino Unido), Bifidus Regularis (EUA e México), Bifidubacterium Lactis ou B.L. Regularis (Canadá),
DanRegularis (Brasil) e Bifidus Artiregularis (Argentina, Áustria, Bulgária, Chile, Alemanha, Itália, Irlanda, Romênia, Rússia e Espanha).

Cientificamente, o nome correto desta cepa é Bifidobacterium animalis subsp.animalis, strain DN-173.010.

O motivo pelo qual a bebida láctea Activia ajuda na digestão é o simples fato de que a bactéria adicionada pela Danone pertence a uma cepa mais irritante para a mucosa intestinal, que ao entrar em contato trata de expelir o mais rapidamente possível o material fecal.

Sejamos honestos. É saudável, a longo prazo, acostumar o sistema digestivo (ou mais modernamente, sistema digestório) humano a somente funcionar pela introdução de um material irritante/estimulante? Isso não seria viciar o organismo? Não seria mais coerente consumir mais fibras e menos pão branco, o verdadeiro culpado pelos problemas intestinais?

Alimento probiótico, eles dizem… Até quando vamos ser ingênuos (ou seria mais correto otários) de acreditar cegamente em propagandas e em campanhas de marketing??

A bebida láctea contendo Bifidobacterium animalis sp vem sendo comercializada pela Danone pelo mundo afora desde 1990, mas somente no Brasil tiveram a cara-de-pau de colocar o nome da marca Danone (DanRegularis) no nome científico registrado.

Mas, sinceramente, prefira as verduras ao leite de cocô doce.
EM OUTRAS PALAVRAS, A TAL DE BEBIDA LÁCTEA TEM MERDA MESMO!!!!!!
Marília C. Duarte
(Nutricionista)
São Paulo – SP

Anvisa proíbe propaganda do iogurte Activia (Folha Online):
www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u416847.shtml

27/06/2008 –  13h33

Anvisa proíbe propaganda do iogurte Activia

da Folha Online

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determinou nesta sexta-feira a suspensão de todas as propagandas do iogurte Activia por problemas na divulgação de suas propriedades.

Para a agência, a Danone, responsável pelo produto, anuncia o iogurte como se ele fosse “uma forma de tratamento para o funcionamento intestinal irregular.” O decreto, de “interesse sanitário”, foi publicado hoje no “Diário Oficial da União”.

Em seu site, a Danone afirma que “tomar Activia diariamente, como parte de uma dieta equilibrada e de um estilo de vida saudável, proporciona uma quantidade suficiente de bacilos DanRegularis para ajudar a regularizar o seu sistema digestivo.”

A Danone foi procurada pela reportagem por meio de sua assessoria de imprensa, mas ainda não se manifestou.

Isso deixa claro que podemos muito através da internet, podemos mesmo mudar o rumo desta Nação, basta que queiramos. Uma mensagem de caixa a caixa com certeza tudo pode: derrubar um político, baixar o preço de produtos, eliminar coisas avessas ao organismo humano, tipo o Activia,. Basta que saibamos nos unir numa corrente forte…

Na prática não precisamos de coisa nenhuma da Danone e de outras do gênero!

VAMOS POIS BOICOTAR ESTE PRODUTO FEITO COM EXCREMENTO ANIMAL, SABE-SE LÁ QUE TIPO DE DOENÇAS ISSO
PODERA ACARRETAR  DENTRO DO NOSSO ORGANISMO EM UM FUTURO PRÓXIMO COM TANTAS DOENÇAS ESTRANHAS
APARECENDO, EPIDEMIAS,ETC…
SE PUDERMOS VAMOS EVITAR CERTOS TIPOS DE ALIMENTOS.
CARO AMIGO VAMOS REPASSAR ESTA MENSAGEM, É PARA O BEM DA NOSSA SAÚDE!

 

 

Criar alternativas ao desmatamento está entre desafios para Amazônia em 2011

Construção de Belo Monte, no PA, deve ser prioridade do governo.
Debate sobre o Código Florestal também está na pauta de 2011.

Investir em alternativas ao desmatamento será um dos principais desafios para gestores da Amazônia a partir de 2011. O governo brasileiro anunciou no início de dezembro a segunda queda recorde anual consecutiva na devastação da Amazônia, que apresentou em 2010, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), seu menor índice desde 1988. A área devastada foi de 6.451 km², pouco maior que o tamanho do Distrito Federal, em Brasília.

Siga o Globo Amazônia no Twitter

Uma semana depois, o presidente Luis Inácio Lula da Silva comemorou os dados em seu programa “Café com o presidente” e afirmou que o Brasil iria antecipar a promessa feita durante a 15ª Conferência do Clima das Nações Unidas, que ocorreu em Copenhague, na Dinarmarca, no fim de 2009. Na ocasião, o país se comprometeu em reduzir emissões de gases de efeito estufa em 39% e diminuir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020.

Apesar de a queda do desmatamento nos municípios com maiores índices de devastação da floresta amazônica ter sido mais acentuada do que a média geral em 2010, segundo dados preliminares do Ministério do Meio Ambiente (MMA), ainda restam dúvidas sobre a maneira pela qual as economias locais poderão substituir, em 2011, a renda proveniente da atividade madeireira.

clip_image001

Brasil deverá avançar no debate para definir políticas de Redd em 2011. No Acre, que tem 88% do território preservado, um acordo para pagamento de serviços ambientais já foi firmado em 2010. (Foto: Gleilson Miranda/Divulgação)

Números de desmatamento em setembro e outubro divulgados pelo Inpe em 23 de dezembro também evidenciam o crescimento da derrubada em áreas que já constituem novas frentes de preocupação ao governo brasileiro. O investimento em alternativas e fiscalização nessas áreas, que incluem municípios no sul do Amazonas, como Lábrea, Boca do Acre e Manicoré, deverá ser uma das prioridades no combate ao desmatamento em 2011.

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), organização que faz um levantamento paralelo ao oficial da devastação na região amazônica, também alertou, nos últimos relatórios divulgados em 2010, que aumentou consideravelmente a degradação da floresta amazônica. Diferente das medições de desmatamento, que levam em conta o supressão total da mata, a degradação considera áreas intensamente derrubadas e de crescente preocupação.

Apesar da tendência de queda no desmatamento da Amazônia nos últimos anos, estudo publicado em novembro pelo Imazon projeta um possível aumento da derrubada no futuro, sobretudo se mudanças na legislação ambiental brasileira forem aprovadas, diminuindo as áreas de reserva legal em propriedades rurais. Em um cenário projetado de muito desmatamento, os autores da pesquisa estimaram que a derrubada da Amazônia poderia voltar a atingir seus números mais altos, batendo os 12 mil km² por ano.

Um caminho possível, de acordo com a pesquisa, seria submeter os latifundiários à fiscalização para cumprirem a lei ambiental, enquanto os pequenos poderiam receber estímulo financeiro para conservação na forma de crédito rural subsidiado para projetos de manejo ou pagamentos por serviços ambientais (o produtor rural receber dinheiro para manter a mata em pé).

As dicussões sobre mecanismos de Redd (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) avançaram durante a 16ª Conferência do Clima das Nações Unidas em Cancún, no México, mas a Câmara dos Deputados, no Brasil, ainda debate o tema, que deverá ocupar papel central em 2011.

Código Florestal

Outro ponto que deve ser prioridade na Câmara dos Deputados no ano que vem é a possível aprovação do novo Código Florestal brasileiro, que reduz áreas de proteção em reservas legais e anistia proprietários que cometeram crimes ambientais, principais pontos usados por parlamentares ambientalistas contra a bancada ruralista em Brasília.

Durante a campanha política e em entrevista ao Globo Amazônia em setembro, a presidente eleita Dilma Rousseff disser ser contrária a aprovação do novo Código Florestal com o texto que tramita na Câmara. Ela considera o tema  “importantíssimo” e afirmou que “não é possível ser conivente com o desmatamento”.

Belo Monte

Dilma Rousseff também afirmou que dará prosseguimento à construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, em Altamira, no Pará. Ela considera a obra uma “realidade e uma necessidade” e deverá incluí-la na lista de prioridades, mesmo que ambientalistas ainda alertem para a inviabilidade econômica da usina.

Sobre a recuperação da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO) e possui um bom trecho em áreas de floresta conservada, Dilma defende o conceito de “estrada-parque”, que “concilia medidas decididas de monitoramento e fiscalização”, diz ela. A rodovia tem um longo trecho intransitável por falta de manutenção, e ambientalistas defendem que não deve ser reconstruída porque o aumento da circulação pode abrir um vetor de desmatamento.

Outra medida com influências na Amazônia em 2010 foi a renovação da Moratória da Soja, pela qual empresas de agronegócio se comprometem a não comprar, desde 2006, a commodity que tenha origem em áreas desmatadas. O acordo foi renovado por mais um ano e deverá ser novamente discutido em 2011.

O ano que vem também será determinante para a retomada definitva do garimpo em Serra Pelada, no PA, liberada novamente em 2010 após 18 anos de proibição, e para a consolidação do transporte hidroviário no Rio Tocantins, que ganhou em novembro novas eclusas planejadas há 30 anos.

Para a política indígena, a principal articulação do governo em 2010 foi a criação da Secretaria Especial de Saúde Indígena no Ministério da Saúde, que deverá estabelecer em 2011 sua eficiência no tratamento dos índios no país, especialmente na Amazônia, onde o atendimento é mais complexo.

Ação Maçônica Internacional – AMI

Rua Rio de Janeiro, n° 985 – 10° andar – BH-MG

( Telefax (31) 3343-3917

* E-mail ami@aminternacional.org

8 Site www.aminternacional.org

clip_image002

Eu te abençôo meu irmão, e a todos os seus!!!

Somos todos abençoados pelo SENHOR incessantemente… 

DEUS me pediu que te dissesse:
Que tudo irá bem contigo a partir de agora..

Você tem sido destinado para ser uma pessoa vitoriosa e conseguirá todos teus objetivos.

Nos dias que restam deste ano se dissiparão todas as tuas agonias e chegará a vitoria.

Esta manhã bati na porta do céu e DEUS me perguntou…

‘Filho, que posso fazer por você ?’

Respondi:

‘Pai, por favor, protege e bendiz a pessoa que está lendo esta mensagem’.

DEUS sorriu e confirmou: ‘Petição concedida’.
Leia em voz baixa…
‘Senhor Jesus :

Perdoa meus pecados.
Te amo muito, te necessito sempre, estás no mais profundo de meu coração, cobre  com tua luz  preciosa a minha família, minha casa, meu lugar, meu emprego, minhas finanças, meus sonhos, meus projetos e a meus amigos’.


Receberás milagres em tua vida sempre que mantiverdes o teu coração e teu espírito em sintonia com DEUS.
Lembra-te sempre que tudo deve ser para a Glória DELE.

Por este caminho de ascendemos ao PAI.

Deus tem visto suas Lutas.
Deus diz que elas estao chegando ao fim.
Uma bênção especial está vindo em sua direção.

Continues esta corrente, abençoando a todos, porque DEUS nos abençoa incessantemente, assim estarás sintonizado com esta Graça Divina. Envia esta mensagem a quem amas e queres bem, lembres o que Jesus disse:
“se me negas entre os homens, te negarei diante do pai “
Pratiques sempre o bem, e trabalhe com afinco e amor, a prosperidade sempre estará contigo, e a boa nova virá!!!

Fantástico. Excelente truque.

O autor desta inacreditável mágica é um japonês. Sua explicação é em idioma japonês, sem legendas; mas, não se preocupem, eu traduzo para vocês.
Em suma, o mágico se dirige a uma loja de roupas “Lacoste” e lá propõe movimentar de uma camisa polo o crocodilo símbolo da marca. Mas, o japonês (mágico) não se contenta somente com o deslocamento do réptil. Ele pretende aumentá-lo de tamanho! O que ele faz? Telefona para um fast-food e encomenda um hamburguer para alimentá-lo. Faminto, o bicho devora o sanduíche. Alimentado ele cresce de tamanho. Ainda assim, o mágico não se contenta apenas em torná-lo maior, crescido, pois ele tem outros planos… Bem, o resto é com vocês.
Apreciem um dos truques mais intrigantes, pois nunca antes na Via Láctea (isto pega) tive oportunidade de desfrutar de uma mágica tão envolvente e cheia de mistério.
Cliquem abaixo.  
http://www.youmaker.com/video/sv?id=62f43fbc7f3c4c1c88d22b60a1df2282001&f=fs

 

 

 

Motim contra o aumento absurdo do preço da gasolina!!

GASOLINA
(GNV,  DIESEL e ÁLCOOL)
Como  poderemos baixar os preços???
NÃO DEIXE  DE LER ..
Você  lembra do Criança Esperança?
A UNICEF e  a Rede Globo ‘abriram as pernas’…
Foi a  força da Internet contra uma FÁBRICA DE DINHEIRO que  DESCOBRIU-SE nunca chegar a quem de direito.
Então  continue a ler. Não deixe  de participar, mesmo que  vc HOJE não precise abastecer seu carro com gasolina!! Mesmo que você  não tenha carro, saiba que em quase tudo que você consome, compra ou utiliza no seu dia-a-dia, tem o preço dos transportes, fretes e distribuição embutidos no  custo e conseqüentemente repassados a  você.
Você  sabia que no Paraguai (que não tem nenhum poço de petróleo) a  gasolina custa R$ 1,45 o litro e sem adição de álcool . Na Argentina, Chile e Uruguai que juntos (somados os 3) produzem menos de 1/5 da produção brasileira, o  preço da gasolina gira em torno de R$ 1,70 o litro e sem adição de álcool
QUAL É A MÁGICA ??    
Você  sabia, que já desde o ano de 2007 e conforme anunciado aos “quatro ventos” O Brasil já é AUTO-SUFICIENTE em petróleo e possui a TERCEIRA maior reserva  de petróleo do MUNDO.
Realmente,  só tem uma explicação para pagarmos R$ 2,67 (cartel do  DF) o litro: a GANÂNCIA do Governo com seus impostos e a busca desenfreada dos lucros  exorbitantes da nossa querida e estimada estatal brasileira que refina o petróleo por ela mesma explorado nas “terras tupiniquins”
CHEGA !!!
Se  trabalharmos juntos poderemos fazer alguma coisa.
Ou vamos  esperar a gasolina chegar aos R$ 3,00 ou R$ 4,00 o litro? Mas, se  você quiser que os preços da gasolina baixem, será preciso promover  alguma ação lícita, inteligente,  ousada e emergencial.
Unindo  todos em favor de um BEM COMUM !!!
Existia  uma campanha que foi iniciada em São Paulo e Belo Horizonte  que nunca  fez sentido e não tinha como dar certo.  A campanha:  “NÃO COMPRE GASOLINA” em um certo dia da semana previamente combinado não funcionou.
Nos USA e  Canadá a mesma campanha havia sido implementada e sugerida pelo próprios governos de alguns estados aos seus consumidores, mas as Companhias de  Petróleo se mataram de rir porque sabiam que os
consumidores não continuariam “prejudicando a si mesmos” ao se recusarem a comprar gasolina.. Além do que, se você não compra gasolina  hoje… vai comprar MAIS amanhã. Era mais uma inconveniência ao próprio  consumidor, que um problema para os vendedores.
MAS houve  um economista brasileiro, muito criativo e com muita experiência em “relações  de comércio e leis de mercado”, que pensou nesta idéia relatada abaixo  e propôs um plano que realmente funciona.
Nós  precisamos de uma ação enérgica e agressiva para ensinar às produtoras de petróleo e derivados que são os COMPRADORES  que, por serem milhões e maioria, controlam e ditam as regras do mercado, e não os VENDEDORES que são  “meia-dúzia”.

Com o preço da gasolina subindo mais a cada dia,
nós,  os consumidores, precisamos entrar rapidamente em ação!!
O único modo de chegarmos a ver o preço da gasolina diminuir
é atingindo quem produz,na  parte mais sensível do corpo humano: o  BOLSO. Será não comprando a gasolina deles!!!
MAS COMO ??!!
Considerando que todos nós dependemos de nossos carros,
e  não podemos deixar de comprar gasolina, GNV, diesel ou álcool. Mas nós podemos promover um impacto tão  forte a ponto dos  preços dos combustíveis CAIREM, se  todos juntos agirmos para
FORÇAR  UMA GUERRA DE PREÇOS ENTRE ELES MESMOS.

É assim que o mercado age!!!
Isso  é Lei de Mercado e Concorrência

Aqui está a idéia:

Para  os próximo meses ( junho/ julho / agosto de 2011…) não compre gasolina da principal fornecedora brasileira de derivados de petróleo, que é a
PETROBRÁS (Postos BR).
Se ela tiver totalmente paralisada a venda de sua gasolina,
estará inclinada e obrigada, por via de única opção que terá, a reduzir os preços de seus próprios produtos, para recuperar o seu mercado.
Se ela fizer isso, as outras companhias
(Shell, Esso, Ipiranga, Texaco, etc…) terão que seguir o mesmo rumo, para não sucumbirem economicamente e perderem suas fatias  de mercado.
Isso  é absolutamente certo e já vimos várias vezes isso acontecer!
CHAMA-SE  LEI DA OFERTA E DA PROCURA

Mas,  para haver um grande impacto,
nós precisamos alcançar milhões de consumidores da Petrobrás.
É realmente simples  de se fazer!!
Continue abastecendo  e consumindo normalmente!!
Basta escolher qualquer outro posto ao invés de um BR (Petrobrás). Porque  a BR?
Por tratar-se da maior companhia distribuidora
hoje no Brasil e consequentemente com maior poder sobre o mercado e os preços praticados.
Mas  não vá recuar agora… Leia mais e veja como é simples alcançar milhões de  pessoas!!

Essa mensagem foi enviada a aproximadamente trinta pessoas.
Se cada um de nós enviarmos a mesma mensagem para, pelo menos,  dez pessoas a mais
(30 x 10 = 300)
e se cada um desses 300 enviar para pelo menos mais dez  pessoas,
(300 x 10  = 3.000),
e assim por diante, até que a mensagem alcance os necessários
MILHÕES de consumidores!
É UMA “PROGRESSÃO GEOMÉTRICA”
QUE EVOLUI RAPIDAMENTE E QUE VOCE CERTAMENTE JÁ CONHECE !!
Quanto tempo levaria a campanha?
Se cada um de nós
repassarmos este e-mail para mais 10 pessoas A estimativa matemática (se voce repassá-la ainda hoje) é que dentro de 08 a 15 dias, teremos atingido, todos os presumíveis 30 MILHÕES* de consumidores da Petrobrás (BR),
(fonte da ANP –  Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis)
Isto seria um impacto violento e de consequências
invariavelmente conhecidas…
A  BAIXA DOS PREÇOS
Agindo juntos, poderemos fazer a diferença.
Se isto fizer sentido para você,
por favor, repasse esta mensagem, mesmo ficando inerte.
PARTICIPE DESTA CAMPANHA DE CIDADANIA ATÉ QUE ELES BAIXEM SEUS PREÇOS E OS MANTENHAM EM PATAMARES RAZOÁVEIS ! ISTO REALMENTE FUNCIONA.
VOCÊ SABE QUE ELES AMAM OS LUCROS SEM SE PREOCUPAREM COM MAIS NADA!
O BRASIL CONTA COM VOCÊ!!!

 

ENTRE DIRETO NOS SITES SEM PRECISAR DIGITÁ-LOS  !!!!

                                                   PRESENTÃO!!!

Era tudo que faltava…  Não podia ser melhor, prático e bem apresentado ….

A cada dia as informações estão ao nosso alcance com mais rapidez !

http://www.cliqueepronto.com.br/

COMO COLETAR E DESCARTAR CACOS DE LÂMPADAS MINI FLUORESCENTES QUEBRADAS
ELAS CONTEM MERCÚRIO !!!!!!

Nem sempre sabemos o que fazer quando quebramos estas lâmpadas, então veja o aviso:

Aviso do Ministério britânico da Saúde …

Atenção às lâmpadas de baixo consumo de energia. Se alguma se quebrar, devemos seguir as instruções do Ministério da Saúde britânico, que repasso, para evitar os graves danos causados pelo mercúrio à sua saúde e principalmente ao meio ambiente:

clip_image001[4]clip_image002[4]clip_image003clip_image004clip_image005

clip_image006clip_image007clip_image008

Estes tipos de lâmpadas que são chamadas de lâmpadas de baixa energia, são perigosas quando se quebram! Em caso de quebra acidental todo mundo vai ter que sair da sala/quarto, pelo menos por 30 minutos, devido aos vapores tóxicos do Mercúrio que se espalham pelo ambiente!!

Estas mini lâmpadas contém Mercúrio (venenoso), que causa enxaqueca, desorientação,  desequilíbrios e diferentes outros problemas de saúde quando inalado.

Em pessoas com alergias, causa problemas de pele e outras doenças graves se for tocado e/ou inalado.

Além disso, o ministério da saúde britânico alertou para não usar aspirador de pó para coletar os restos da lâmpada quebrada , pois a contaminação (por mercúrio) se espalhará em outras regiões da casa quanto você estiver usando o aspirador de pó novamente.

Como recolher / descartar os cacos da lâmpada:
1) Se tiver em casa uma máscara descartável (daquelas usadas para proteção do virus da Gripe H1N1), use-a evitando inalar o vapor do Mercúrio.
2) Use uma luva de borracha para pegar cuidadosamente os cacos da lâmpada quebrada, inclusive o que sobrou dela.
3) Coloque os cacos / sobras da lâmpada sobre um pano/flanela velha (nunca use jornal) embrulhando bem, e coloque (o pano com os cacos) dentro de um saco plástico. Amarre a boca do saco plástico.
4) Descarte o saco plástico (com os resíduos da lâmpada) em local adequado para descarte de baterias de celular ou pilhas comuns (algumas lojas como a Leroy Merlin tem este serviço).
5) Passe adiante esta informação

Aviso: O mercúrio é mais venenoso que o chumbo ou arsênio!!

Assunto: Remédios – Site Incrível
Olá,serviço utilidade pública…….

(a)
Basta  digitar o nome do remédio desejado no site abaixo, e você terá  também os  genéricos e os similares de todas as marcas, com os respectivos  preços em todo o Território  Nacional.. 

Como   tudo que é bom não é divulgado,
peço-lhes que divulguem aos seus parentes e  conhecidos.
Façam bom   uso!!!


http://www.consultaremedios.com.br

LabConsS – www.ufrj.br/consumo Médico diz que paracetamol pode levar paciente de dengue à morte

Um e-mail que circula pela internet alerta para os perigos do consumo de paracetamol, o tylenol, por pessoas com sintomas de dengue. Segundo a mensagem, o medicamento é responsável por piorar o quadro do paciente,
podendo até levar à morte por insuficiência hepática. O remédio é indicado pelo Ministério da Saúde para tratamento de sintomas da dengue, como febre e dor. O órgão defende que o paracetamol tem efeitos
adversos mais favoráveis quando usado em doses terapêuticas.
O médico, pesquisador e professor da Famerp (Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto), Renan Marino, citado como fonte das informações do e-mail, confirmou o alerta. Segundo ele, o paracetamol afeta o fígado do paciente. “A dengue causa hepatite e paracetamol também causa hepatite química. Dessa forma, o paciente pode morrer e vai ser erroneamente diagnosticado com dengue hemorrágica, quando foi causada por paracetamol.”
O especialista afirmou, ainda, que a medicação é cada vez mais incriminada como tóxica ao redor mundo, sendo que seu uso foi considerado a maior causa de transplante de fígado na Inglaterra e nos Estados Unidos. “Não tem um
trabalho no mundo dizendo que pode usar paracetamol na dengue”, afirmou. “O que está por trás disso? Preservar a vida das pessoas não é”, questionou. Para Marino, a indicação do medicamento se deve a um suposto lobby no
Ministério da Saúde. Outros dois médicos, o toxicologista Anthony Wong, do Centro de Assistência
Toxicológica do Hospital das Clínicas, e o infectologista da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), Luís Alberto Marinho também já deram depoimentos públicos contra o uso do medicamento. Wong chegou a dizer que não sabe o motivo pelo qual o remédio ainda continua sendo comercializado.
*Ministério da Saúde* Já de acordo com o Ministério da Saúde, o uso do paracetamol em pacientes
com dengue e com doença hepática “pode ser realizado de forma segura sem agravamento do quadro”. Em nota enviada ao *eBand*, o órgão defendeu que  a insuficiência hepática não é específica da dengue e que a hepatite
fulminante causada pela doença é “raríssima”. “O paracetamol tem sido preferencialmente usado na prática clínica devido a menor indução de irritação digestiva”, justificou o ministério.
O órgão ressaltou ainda que a recomendação de uso do paracetamol é feita aos médicos e que o paciente não deve tomar medicamento por conta própria. “Ao surgirem os sintomas, a pessoa deve ir ao serviço de saúde mais próximo”.
Outro remédio indicado para conter os sintomas da dengue é a dipirona.
Ainda assim, o médico Renan Marino entrou com uma representação contra o Ministério da Saúde no Ministério  público Federal, que aceitou a denúncia e deve investigar o caso. “O que mata na dengue é o paracetamol. Por negligência, o Ministério da Saúde é um dos maiores responsáveis.”  Fonte: http://www.band.com.br/jornalismo/saude/conteudo.asp?ID=100000414093

 

 

 

BOM DIA!

Leila Ferreira é uma jornalista mineira  com  mestrado em Letras e doutora em Comunicação, em Londres.
Apesar disso, optou por viver uma vidinha mais simples, em Belo Horizonte…

(Leila Ferreira)

Estamos obcecados com “o melhor”.
Não sei quando foi que começou essa mania, mas hoje só queremos saber do “melhor”.

Tem que ser o melhor computador, o melhor carro, o melhor emprego, a melhor dieta, a melhor  operadora de celular, o melhor tênis, o melhor vinho.

Bom não basta.

O ideal é ter o top de linha, aquele que deixa os outros pra trás e que nos distingue, nos faz sentir importantes, porque, afinal, estamos com “o melhor”.
Isso até que outro “melhor” apareça e é uma questão de dias ou de horas até isso acontecer.

Novas marcas surgem a todo instante.
Novas possibilidades também. E o que era melhor, de repente, nos parece superado, modesto, aquém do que podemos ter.
O que acontece, quando só queremos o melhor, é que passamos a viver inquietos, numa espécie de insatisfação permanente, num eterno desassossego.
Não desfrutamos do que temos ou conquistamos, porque estamos de olho no que falta conquistar ou ter.

Cada comercial na TV nos convence de que merecemos ter mais do que temos.
Cada artigo que lemos nos faz imaginar que os outros (ah, os outros…) estão vivendo melhor, comprando melhor, amando melhor, ganhando melhores salários.
Aí a gente não relaxa, porque tem que correr atrás, de preferência com o melhor tênis.
Não que a gente deva se acomodar ou se contentar sempre com menos. Mas o menos, às vezes, é mais do que suficiente.
Se não dirijo a 140, preciso realmente de um carro com tanta potência?
Se gosto do que faço no meu trabalho, tenho que subir na empresa e assumir o cargo de chefia que vai me matar de estresse porque é o melhor cargo da empresa?
E aquela TV de não sei quantas polegadas que acabou com o espaço do meu quarto?
O restaurante onde sinto saudades da comida de casa e vou porque tem o “melhor chef”?

Aquele xampu que usei durante anos tem que ser aposentado porque agora existe um melhor e dez vezes mais caro?
O cabeleireiro do meu bairro tem mesmo que ser trocado pelo “melhor cabeleireiro”?

Tenho pensado no quanto essa busca permanente do melhor tem nos deixados ansiosos e nos impedido de desfrutar o “bom” que já temos.
A casa que é pequena, mas nos acolhe.
O emprego que não paga tão bem, mas nos enche de alegria.
A TV que está velha, mas nunca deu defeito.
O homem que tem defeitos (como nós), mas nos faz mais felizes do que os homens “perfeitos”.
As férias que não vão ser na Europa, porque o dinheiro não deu, mas vai me dar a chance de estar perto de quem amo…
O rosto que já não é jovem, mas carrega as marcas das histórias que me constituem.
O corpo que já não é mais jovem, mas está vivo e sente prazer.
Será que a gente precisa mesmo de mais do que isso?
Ou será que isso já é o melhor e na busca do “melhor” a gente nem percebeu?

Sofremos demasiadamente pelo pouco que nos falta e alegramo-nos pouco pelo muito que temos.

 
   

Torá das mulheres

Após enfrentar resistência e até agressão dentro de sua própria comunidade, a brasileira Rachel Reichhardt escreveu pela primeira vez, ao lado de outras mulheres escribas, o livro religioso judaico

Keila Bis – especial para o Suplemento Feminino

A data 16 de outubro de 2010 foi um grande marco para o judaísmo. Neste dia, foi lida a primeira Torá escrita por mulheres na história judaica. Justamente por elas, que, de acordo com os preceitos da tradição ortodoxa, não podiam ler nem tocar no livro sagrado. O feito inédito se concretizou em Seattle, nos Estados Unidos, na comunidade judaica Kadima, onde se encontrava uma brasileira muito feliz e orgulhosa.
Seu nome é Rachel Reichhardt, uma das componentes do grupo de seis mulheres escribas – duas americanas, uma canadense e duas israelenses – que se uniram pela primeira vez no glorioso dia para costurar os pergaminhos que cada uma escreveu à mão, em uma empreitada que teve início em 2003. “Nós nunca tínhamos nos encontrado pessoalmente. Cada uma escreveu a sua parte da Torá em seu país. Esse encontro foi emocionante. Dentro do judaísmo, o significado disso tudo é uma mudança de paradigma. Nós mudamos a história”, explica Rachel.
Uma Torá é composta pelos cinco livros do Antigo Testamento (Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio) que, de uma forma geral, ditam os ensinamentos básicos de vida para esse povo. A Torá sempre foi escrita, durante 3 mil anos, por escribas homens. Isso porque o judaísmo não permite que uma mulher saiba mais do que um homem ou que ocupe um lugar de destaque. Ela deve ser sempre subordinada a ele.
“Para se ter uma ideia da dificuldade para se tornar um escriba, existem cerca de 4 mil regras. Vinte delas, por exemplo, explicam como formar cada letra do alfabeto hebreu, assim como existe um capítulo inteiro demonstrando como se escreve o nome de Deus”, explica Wendy Graff, diretora do Projeto Mulheres Torá, entidade que acreditou, incentivou, organizou e angariou os US$ 25 mil necessários para o projeto.
(…)
Rachel foi também a primeira mulher a colocar filacterios – uma faixa de pergaminho, com escritos religiosos, que os judeus enrolam no braço e prendem à fronte, ao fazer as orações. “Além disso, a mulher é considerada impura por menstruar. Sendo assim, ela não pode segurar a Torá, que é sagrada. Mas com o tempo de estudo, descobri que o sagrado é absoluto, então, a mulher não tem como deixá-lo impuro.”
Devido a esse tipo de comportamento revolucionário, Rachel já foi agredida por rezar no Muro das Lamentações, em Jerusalém, onde somente os homens têm esse direito. “Jogaram pedra, ovo, cadeira em mim. E nesse dia eu estava andando de muletas, pois tinha quebrado meus dois pés. Eu só não fui presa, mas poderia ter sido. Quando fui agredida, pensei: ‘Isso não pode ser religioso. Quem está afastado do sagrado não sou eu, são eles’”, lembra.
(…)
Foi na época em que cursava o mestrado em Israel que Rachel teve a oportunidade de fazer o curso de caligrafia judaica – que, mais tarde, lhe seria útil para escrever a Torá. “Este curso nos ensina a trabalhar com as penas, com pergaminho e as letras. Tudo o que era proibido para as mulheres e que eu sonhava em fazer. Mas o professor que se dispôs a me ensinar disse que me ensinaria tudo, menos a escrever o nome de Deus”, afirma a brasileira.
Mais tarde, Rachel conheceu, no Canadá, outro rabino que lhe autorizou a, enfim, escrever o nome de Deus. “Como eu trabalho com religião, era muito importante para mim ter essa autorização”, explica. Graças a esses rabinos, aos infindáveis questionamentos da brasileira e de suas companheiras do Projeto Mulheres Torá, o judaísmo começa agora a dar os primeiros passos para uma história mais igualitária, em que a mulher caminha ao lado dos homens e não atrás.
Livro sagrado
Fala-se “a” Torá, pois, na língua hebraica, todas as palavras com terminação em “a” são femininas
É escrita da mesma forma há mais de 3 mil anos, com a mesma letra
Tamanho: cerca de 48 metros de comprimento
É feita em pergaminho de couro de vaca
É escrita em hebraico com pena de pato e tinta orgânica
Os pergaminhos são costurados com tendão de animal.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s