o Cérebro

QQ.’. IIr.’.

Recebi esta entrevista, achei muito interessante e gostaria de compartilhar com os IIr.’.  .

Um ótimo 2012 a todos !

T.’.F.’.A.’.

Claudio

POR DENTRO DO CÉREBRO –

Entrevista com Paulo Niemeyer Filho, neurocirurgião


Parte da entrevista da revista PODER com o neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho,

Abaixo quando lhe foi perguntado:
o que fazer para melhorar o cérebro ?

Resposta:

Vc. tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter motivação. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a autoestima no ponto.

PODER: Cabeça tem a ver com alma?
PN
: Eu acho que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma… Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo.
PODER
: O que se pode fazer para se prevenir de doenças neurológicas?
PN
: Todo adulto deve incluir no check-up uma investigação cerebral. Vou dar um exemplo: os aneurismas cerebrais têm uma mortalidade de 50% quando rompem, não importa o tratamento. Dos 50% que não morrem, 30% vão ter uma sequela grave: ficar sem falar ou ter uma paralisia. Só 20% ficam bem. Agora, se você encontra o aneurisma num checkup, antes dele sangrar, tem o risco do tratamento, que é de 2%, 3%. É uma doença muito grave, que pode ser prevenida com um check-up.
PODER
: Você acha que a vida moderna atrapalha?
PN
: Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor.
PODER
: Existe algum inimigo do bom funcionamento do cérebro?
PN
: O exagero.
Na bebida, nas drogas, na comida.
O cérebro tem de ser bem tratado como o corpo. Uma coisa depende da outra.
É muito difícil um cérebro muito bem num corpo muito maltratado, e vice-versa.
PODER
: Qual a evolução que você imagina para a neurocirurgia?
PN
: Até agora a gente trata das deformidades que a doença causa, mas acho que vamos entrar numa fase de reparação do funcionamento cerebral, cirurgia genética, que serão cirurgias com introdução de cateter, colocação de partículas de nanotecnologia, em que você vai entrar na célula, com partículas que carregam dentro delas um remédio que vai matar aquela célula doente. Daqui a 50 anos ninguém mais vai precisar abrir a cabeça.
PODER
: Você acha que nós somos a última geração que vai envelhecer?
PN
: Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem de saúde, de aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha.
PODER
: Hoje a gente lida com o tempo de uma forma completamente diferente. Você acha que isso muda o funcionamento cerebral das pessoas?
PN
: O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai funcionar nessa rapidez. Ele tem de entrar nesse clique, porque senão vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando.
Você acredita em Deus?

PN
: Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela adrenalina toda, quando acabamos de operar, vai até a família e diz:
“Ele está salvo”.
Aí, a família olha pra você e diz:
“Graças a Deus!”.
Então, a gente acredita que não fomos apenas nós.

 

 

Tipos de Maçons:

Maçom girafa – corpo na Loja cabeça lá fora.

Maçom gatinho – só está contente se mimado.

Maçom urubu – sempre no meio da carniça.

Maçom papagaio – precisa ter os pés amarrados e as asas cortadas para ser mantido na linha.

Maçom matraca – fala muito e fora de hora.

Maçom perua – só quer aparecer.

Maçom cigarra – sempre chiando enquanto os outros trabalham.

Maçom quiabo – está sempre escapando dos serviços em Loja ou fora dela.

Maçom casca de banana – sempre escorregando no que não sabe (e não viu).

Maçom bolo – só aparece nas festas.

Maçom açúcar – quando chove não vai para a Loja

Maçom pipoca – vive pulando daqui para ali, de Loja em Loja.

Maçom MacDonalds – quer as sessões em 30 segundos.

Maçom Denorex – parece que é mas não é.

Maçom Sonrisal – só agita.

Maçom iô-iô – ora subindo ora descendo, nunca se sabe se vem à Loja ou se vai cooperar.

Maçom carrinho de mão – precisa sempre ser empurrado.

Maçom reboque – precisa sempre ser puxado.

Maçom canoa – só vai se alguém remar para ele.

Maçom secreto – ninguém sabe que ele é Maçom, nem os Irmãos.

Maçom balão a gás – vive sempre cheio de ar e pronto para explodir.

Maçom “Seu” Lunga – tolerância zero.

Maçom celular – vive chiando e sempre fora de área quando se precisa dele.

Maçom clima – instável e inconstante.

Maçom nascer do sol – podemos sempre contar com ele para uma nova missão.

Maçom bateria descarregada – sem nenhuma energia nem força para ajudar os Irmãos e a Loja.

Maçom reconhecido pelo Irmão – firme em seus estudos, constante nos trabalhos e presente em sua Loja.

Quando vc era bem pequeno… 
clip_image001
…eles gastavam horas lhe ensinando a usar talheres  nas refeições…
clip_image002
… ensinando você a se vestir,  amarrar os cadarços dos  sapatos, fechar os botões da camisa..
clip_image003
Limpando-o quando você sujava suas fraldas lhe ensinando a lavar o rosto  a se banhar a pentear seus cabelos…
clip_image004
…lhe  ensinando valores  humanos…
clip_image005
Por isso…
clip_image006
…quando eles ficarem velhos um  dia…e seria bom que todos pudessem chegar até aí (não preciso  explicar…não é?)
clip_image007
…quando eles começarem a ficar  mais esquecidos e demorarem a responder…
clip_image008
…não se chateie com eles…
clip_image009
…quando eles começarem a esquecer  de fechar botões da camisa, de amarrar cadarços de sapato…
clip_image010
…quando eles começarem a se sujar nas  refeições…
clip_image011
…quando as mãos deles começarem a  tremer enquanto penteiam cabelo…
clip_image012
…por favor, não os  apresse…porque você está crescendo aos poucos, e eles  envelhecendo…
clip_image013
…basta sua presença… sua  paciência… sua generosidade… sua  retribuição…
clip_image014
…para que os corações  deles fiquem aquecidos…
clip_image015
…se um dia eles não conseguirem  se equilibrar ou caminhar direito…
clip_image016
…segure firme as mãos deles e os  acompanhe bem devagar respeitando o ritmo deles durante a caminhada… da  mesma forma como eles respeitaram o seu ritmo quando lhe ensinaram a  andar…
clip_image017
fique perto dêles…assim  como…
clip_image018
…eles sempre estiveram  presentes em sua vida, sofrendo por você… torcendo por você… 
e vivendo “POR  VOCÊ”

clip_image019


“Não eduque  seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz.
Assim ele  saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO”
(Max  Gehringer)

 
 
 
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s