A reunião das trevas…

A Reunião das Trevas

O chefe dos espiritos das trevas convocou espíritos obsessores para uma convenção.

Em seu discurso de abertura, ele disse:

“Não podemos impedir os cristãos de irem aos seus templos.”

“Não podemos impedí-los de ler os livros e conhecerem a verdade.”

“Nem mesmo podemos impedí-los de formar um relacionamento íntimo com Deus, Jesus e Espíritos Elevados.

Pois, uma vez que eles ganham essa conexão, o nosso poder sobre eles está quebrado.

“Então vamos deixá-los ir para suas Igrejas, Templos ou Centros Espíritas, vamos deixá-los com os almoços e jantares que neles organizam, MAS, vamos roubar-lhes o TEMPO que têm, de maneira que não sobre tempo algum para desenvolver um relacionamento elevado”.

“Quero que vocês façam é o seguinte”- disse o obsessor-chefe:

“Distraia-os a ponto de que não consigam aproximar-se de Deus, Jesus ou dos espíritos superiores.”

Como vamos fazer isto? Gritaram os seus asseclas.

A Resposta do chefe:

“Mantenham-nos ocupados nas coisas não essenciais da vida, discussões, desavenças,

inutilidades do dia-dia cobranças inúteis… e inventem inumeráveis assuntos e situações

que ocupem as suas mentes.”

“Tentem-nos a consumirem, a gastarem e gastarem…

assim como tomar emprestado fazendo empréstimos intermináveis…”

*”Persuadam as suas esposas e maridos a irem trabalhar durante longas horas, trabalharem de 6 à 7 dias por semana, durante 10 à 12 horas por dia, a fim de que eles tenham capacidade financeira para manter os seus estilos de vida fúteis e vazios”

“Criem situações que os impeçam de passar algum tempo com os filhos.”

“À medida que suas famílias forem se fragmentando, muito em breve seus lares já não mais oferecerão um lugar de paz para se refugiarem das pressões do trabalho”.

“Estimulem suas mentes com tanta intensidade, que eles não possam mais escutar aquela voz suave tranquila que orienta seus espíritos”.

“Bombardeiem as suas mentes com noticias, 24 horas por dia”.

“Invadam os momentos em que estão dirigindo, fazendo-os prestar atenção a cartazes chamativos”.

“Inundem as caixas de correio deles com papéis totalmente inúteis, catálogos de lojas

que oferecem vendas pelo correio, loterias, bolos de apostas, ofertas de produtos

gratuitos, serviços, e falsas esperanças”.

“Mantenham lindas e delgadas modelos nas revistas e na TV, para que os maridos acreditem que esta forma é a ideal e eles se tornarão insatisfeitos com suas próprias esposas”…

“Mantenham os casais demasiadamente cansados para se amarem, de forma que eles procurem relacionamentos fora do casamento, isto sem dúvida, fragmentará as suas famílias mais rapidamente.”

“Dê-lhes Papai Noel, para que esqueçam da necessidade de ensinarem aos seus filhos o significado real do Natal. Induzam-nos a consumirem mais e mais…

“Dê-lhes o Coelho da Páscoa, para que eles não reflitam sobre a ressurreição de Jesus, ao invés disso que eles consumam doces e mais doces para prejudicarem sua saúde.

“Até mesmo quando estiverem se divertindo, se distraindo, que seja tudo feito com excessos, para que ao voltarem dali estejam exaustos!”.

“Mantenha-os de tal modo ocupados que nem pensem em andar ou ficar na natureza, para refletirem na criação de Deus.

Ao invés disso, mande-os para parques de diversão, acontecimentos esportivos, peças de teatro banais, apresentações artísticas mundanas e à TV entorpecedora.

Mantenha-os ocupados, ocupados.”

“E, quando se reunirem para um encontro, ou uma reunião espiritual, envolva-os em mexericos e conversas sem importância, principalmente fofocas, para que, ao saírem, o façam com as consciências comprometidas”.

“Encham as vidas de todos eles com tantas causas supostamente importantes a serem defendidas que não tenham nenhum tempo para buscarem a espiritualidade e Jesus”.

*Muito em breve, eles estarão buscando, em suas próprias forças, as soluções para seus problemas e causas que defendem, sacrificando sua saúde e suas famílias pelo bem da causa.”

“Isto vai funcionar!! Vai funcionar !!” *

*Os espíritos trevosos ansiosamente partiram para cumprirem as determinações do chefe, fazendo com que os cristãos, em todo o mundo, ficassem mais ocupados e mais apressados, indo daqui para ali e vice-versa, tendo pouco tempo para Deus e para suas família, não sobrando nenhum tempo para contar a outros sobre a sublimidade e o poder do Evangelho de Jesus para transformar suas vidas.

E a esperança deles é que as fiquem somente repassando e-mail não se preocupando em mudar, para melhor, seus comportamentos. Aí será a glória da treva!!!

E… SE VOCÊ NÃO ESTIVER MUITO OCUPADO… REPASSE E PROCURE AVALIAR MELHOR SEUS COMPORTAMENTOS!!!

 

 

**Hoje, refletindo sobre o efeito do nada, sobre o porra nenhuma, me dei conta de que o Brasil é o único país do mundo que foi:**
a) governado por um alcoólatra que instituiu uma lei seca;

b) um analfabeto que assinou uma reforma ortográfica;
c) tem um filho formado em porra nenhuma, que é o gênio das finanças, e
d) teve a cara de pau de pedir a Deus para dar INTELIGÊNCIA a Barack Obama, que é formado em Harvard.

Depois disso, EU TINHA QUE MUDAR DE LADO.

Resolvi ficar ao lado de Lula. Que me desculpem os meus amigos e, por favor, não me critiquem, nem mandem e-mail’s indignados.

Antes, reflitam melhor sobre a situação atual. Tenho certeza que também ficarão ao lado do Lula.

Afinal, se eu ficar atrás… ele me caga e se eu Ficar na frente, ele me fode…

Portanto, a melhor opção é ficar ao lado dele.

ENQUANTO ISSO, ESPERO E SONHO QUE TUDO VOLTE AO NORMAL.

Será o dia em que:


ARRUDA será uma simples plantinha pra espantar mal olhado;


GENUÍNO será algo verdadeiro;
GENRO apenas o marido da filha;
SEVERINO apenas o porteiro do prédio;
FREUD voltará a ser o só criador da Psicanálise;
LORENZETTI será só uma marca de chuveiro;
GREENHALGH voltará a ser um almirante que participou de nossa história;
Dirceu, Palloci, Delúbio, Silvio Pereira, Berzoini,Gedimar, Valdebran, Bargas, Expedito Veloso, Gushiken,Renan etc, serão simples, presidiários.

E LULA APENAS UM FRUTO DO MAR.
Finalmente, quando olho meu título de eleitor velhinho, coitado, sempre
usado desde 1976 e vejo o Lula aliado ao  Collor e, pasmem, na defesa
da vida ilibada dos Sarneys, concluo que entendo o verdadeiro significado do nome ‘ZONA ELEITORAL’  escrito nele!”

“A  mente que se abre a uma nova idéia

Jamais voltará ao seu tamanho original “

   Einstein.

 

VOCE SABE QUE ESTA SE TORNANDO MAAVILHOSAMENTE MADURO(A) QUANDO..

clip_image001

Vc sabe que está se tornando

maravilhosamente madura(o) quando…

01. Você e seus dentes não dormem juntos.

02. Você tenta esticar as pregas nas suas meias e descobre que não está usando nenhuma.

03. Na hora do café da manhã você escuta snap, crack, pop e você não está comendo cereal.

04. Precisa de duas tentativas para se levantar do sofá

clip_image002

05. Quando sua ideia de uma noite fora é ficar sentado no quintal.
06. Quando  ‘happy hour’ é tirar uma soneca.
07. Está de férias e sua energia acaba antes do seu dinheiro.
08. Diz alguma coisa para seus filhos que sua mãe dizia para VC e que VC sempre odiava..

09. Tudo que quer de aniversário é não ser lembrado da sua idade.
10. A sua idéia de levantamento de peso é ficar de pé.

12. Sua memória está mais curta e suas queixas mais longas.
13. Seu livro de endereços tem mais nomes que começam com Dr.

clip_image003

14. Senta-se numa cadeira de balanço e não consegue fazê-la balançar.
15. O farmacêutico se tornou seu novo melhor amigo.
17. Ser sortudo significa que encontrou seu carro no estacionamento.
18. O brilho nos seus olhos é meramente o reflexo do sol nos seus bifocais.

clip_image004

19. Tudo dói, e o que não dói – não funciona.
20. Procura por seus óculos durante meia hora e eles estavam no alto da sua cabeça o tempo todo.

21. Vc afunda seus dentes num pedaço de carne e seus dentes ficam lá. 

clip_image005

Palavra do Grão-Mestre Geral do GOB

A Recepção

A cordialidade é fator preponderante para as pessoas serem recebidas em qualquer ocasião, independentemente das finalidades que as levaram a  se deslocarem para determinados locais, cabendo àqueles que os recepcionarão proporcionar-lhes as melhores acolhidas de boas vindas, como determinam as normas de bom acolhimento.
Os Irmãos que frequentemente estão em contato, em Loja ou fora dela, sempre trocam idéias sobre os mais diversos assuntos, não só com relação a nossa Ordem, como, também, no que tange a outros aspectos  de ordem familiar ou de interesse público.
Ocorre que, quando um Irmão menos assíduo deixa de participar de algumas cessões suas ausências passam despercebidas e, não raras vezes, se um Irmão  não toma a iniciativa de procurar saber os motivos de sua ausência, acaba sendo esquecido.
É bem verdade que cabe ao faltoso entrar em contato com um dos Irmãos da Loja, justificando as razões de suas faltas, mas, quando isso não acontece, pode passar um bom tempo sem que ninguém saiba dos reais motivos de seu afastamento, podendo inclusive ser considerado como irregular.
No entanto situação desagradável já foi presenciada, no momento em que um Irmão ao retornar à Loja, após um período de ausência, outro Irmão, em tom de  brincadeira, a ele dirige-se e  indaga-o se ele vai assinar o Livro de Presença para Visitantes.
Tal atitude em nada contribui para o fortalecimento da fraternidade, pelo contrário só causa constrangimento, pois ao invés de procurar saber os motivos da ausência e oferecer o indispensável apoio, aquele que retorna é recebido com escárnio, com requinte de desprezo.
Aquele que preza pela Ordem e pela presença do Irmão faltoso deveria expressar-se de forma enfática enaltecendo o fato da importância do retorno daquele Irmão, dizendo-lhe: MEU IRMÃO QUE BOM QUE VOCÊ ESTÁ AQUI CONOSCO, QUE FALTA QUE VOCÊ FEZ, COMO SENTIMOS A SUA AUSÊNCIA, AGORA NOSSA CORRENTE DE FRATERNIDADE FOI RESTABELECIDA. SEJA MUITO BEM VINDO. GRAÇAS AO GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO NÓS O TEMOS DE VOLTA.

06.06.2012

Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral

Sec:. Geral de Comunicação e Informática

 

O FOLHETO!

(Se gostar, repasse. Antes, enxugue as lágrimas…)

Todos os domingos à tarde, depois da missa da manhã na igreja, o velho padre e seu sobrinho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos sacros.
Numa tarde de domingo, quando chegou à hora do padre e seu sobrinho
saírem pelas ruas com os folhetos, fazia muito frio lá fora e também
chovia muito. O menino se agasalhou e disse:
-Ok, tio padre, estou pronto. ‘
E o padre perguntou:
-‘Pronto para quê?’:
-‘Tio, está na hora de juntarmos os nossos folhetos e sairmos. ‘
O padre respondeu:
-‘Filho, está muito frio lá fora e também está chovendo muito. ‘
O menino olhou surpreso e perguntou:
-‘Mas tio, as pessoas não vão para o inferno até mesmo em dias de chuva?’
O padre respondeu:
-‘Filho, eu não vou sair nesse frio. ‘
Triste, o menino perguntou:
-‘Tio, eu posso ir? Por favor!’
O padre hesitou por um momento e depois disse:
-‘Filho, você pode ir. Aqui estão os folhetos. Tome cuidado, filho. ‘
-‘Obrigado, tio!’
Então ele saiu no meio daquela chuva. Este menino de onze anos
caminhou pelas ruas da cidade de porta em porta entregando folhetos
sacros a todos que via.
Depois de caminhar por duas horas na chuva, ele estava todo molhado,
mas faltava o último folheto. Ele parou na esquina e procurou por
alguém para entregar o folheto, mas as ruas estavam totalmente
desertas. Então ele se virou em direção à primeira casa que viu e
caminhou pela calçada até a porta e tocou a campainha. Ele tocou a
campainha, mas ninguém respondeu.
Ele tocou de novo, mais uma vez, mas ninguém abriu a porta. Ele esperou, mas não houve resposta.
Finalmente, este soldadinho de onze anos se virou para ir embora, mas
algo o deteve.
Mais uma vez, ele se virou para a porta, tocou a campainha e bateu na porta bem forte.
Ele esperou, alguma coisa o fazia ficar ali na varanda.
Ele tocou de novo e desta vez a porta se abriu bem devagar.
De pé na porta estava uma senhora idosa com um olhar muito triste. Ela
perguntou gentilmente:
-‘O que posso fazer por você, meu filho?’
Com olhos radiantes e um sorriso que iluminou o mundo dela, este
pequeno menino disse:
-‘Senhora, me perdoe se eu estou perturbando, mas só gostaria de
dizer que JESUS A AMA MUITO e eu vim aqui para lhe entregar meu
último folheto que lhe dirá tudo sobre JESUS e seu grande AMOR. ‘
Então ele entregou o seu último folheto e se virou para ir embora.
Ela o chamou e disse:
-‘Obrigada, meu filho!!! E que Deus te abençoe!!!’
Bem, na manhã do seguinte domingo na igreja, o Padre estava no altar,
quando a missa começou ele perguntou:
– ‘Alguém tem um testemunho ou algo a dizer?’
Lentamente, na última fila da igreja, uma senhora idosa se pôs de pé.
Conforme ela começou a falar, um olhar glorioso transparecia em seu rosto.
– ‘Ninguém me conhece nesta igreja. Nunca estive aqui. Vocês sabem
antes do domingo passado eu não era cristã. Meu marido faleceu a algum
tempo deixando-me totalmente sozinha neste mundo.
No domingo passado,sendo um dia particularmente frio e chuvoso, tinha decidido no meu coração que chegaria ao fim da linha, não tinha mais esperança ou vontade de viver.
Então peguei uma corda e uma cadeira e subi as escadas para o sótão
da minha casa. Amarrei a corda numa madeira no telhado, subi na
cadeira e coloquei a outra ponta da corda em volta do meu pescoço.
De pé naquela cadeira, tão só e de coração partido, eu estava a ponto
de saltar, quando, de repente, o toque da campainha me assustou.
Pensei:
-‘Vou esperar um minuto e quem quer que seja irá embora. ‘
Esperei e esperei, mas a campainha era insistente; depois a pessoa
que estava tocando também começou a bater bem forte. Eu pensei:
-‘Quem neste mundo pode ser? Ninguém toca a campainha da minha casa ou vem me visitar. ‘
Afrouxei a corda do meu pescoço e segui em direção à porta,
enquanto a campainha soava cada vez mais alta.
Quando abri a porta e vi quem era, mal pude acreditar, pois na
minha varanda estava o menino mais radiante e angelical que já vi em
minha vida. O seu SORRISO, ah, nunca poderia descrevê-lo a vocês!
As palavras que saíam da sua boca fizeram com que o meu coração que
estava morto há muito tempo SALTASSE PARA A VIDA quando ele exclamou com voz de querubim:,
-‘Senhora, só vim aqui para dizer QUE JESUS A AMA MUITO. ‘
Então ele me entregou este folheto que eu agora tenho em minhas mãos.
Conforme aquele anjinho desaparecia no frio e na chuva, eu fechei a porta e atenciosamente li cada palavra deste folheto.
Então subi para o sótão para pegar a minha corda e a cadeira. Não iria precisar mais delas.
Vocês vêem – eu agora sou uma FILHA FELIZ DE DEUS!!!
Já que o endereço da igreja estava no verso deste folheto, eu vim aqui
pessoalmente para dizer OBRIGADO ao anjinho de Deus que no momento certo livrou a minha alma de uma eternidade no inferno. ‘
Não havia quem não tivesse lágrimas nos olhos na igreja.
O Velho Padre desceu do altar e foi em direção a primeira fila onde o
seu anjinho estava sentado. Ele tomou o seu sobrinho nos braços e
chorou copiosamente.
Provavelmente nenhuma igreja teve um momento tão glorioso como este.
Bem aventurados são os olhos que vêem esta mensagem.
Não deixe que ela se perca, leia-a de novo e passe-a adiante.
Lembre-se:
a mensagem de Deus pode fazer a diferença na vida de alguém próximo a você.
Por isso…
– Me perdoe se estou perturbando, mas só gostaria de dizer que JESUS TE AMA MUITO e vim aqui para lhe entregar o meu último folheto.

 

 

 

O Espelho de Gandhi

Perguntaram a Mahatma Gandhi

quais são os fatores que destroem os seres humanos.

Ele respondeu:

“A Política, sem princípios;

o Prazer, sem compromisso;

a Riqueza, sem trabalho;

a Sabedoria, sem caráter;

os negócios, sem moral;

a Ciência, sem humanidade;

a Oração, sem caridade.

A vida me ensinou que as pessoas são amigáveis, se eu sou amável;

que as pessoas são tristes, se estou triste;

que todos me querem, se eu os quero;

que todos são ruins, se eu os odeio;

que há rostos sorridentes, se eu lhes sorrio;

que há faces amargas, se eu sou amargo;

que o mundo está feliz, se eu estou feliz;

que as pessoas ficam com raiva quando eu estou com raiva

e que as pessoas são gratas, se eu sou grato.

A vida é como um espelho:

se você sorri para o espelho, ele sorri de volta.

A atitude que eu tome perante a vida

é a mesma que a vida vai tomar perante mim.

Quem quer ser amado, ame.

O caminho para a felicidade não é reto.

Existem curvas chamadas EQUÍVOCOS,

existem semáforos chamados AMIGOS,

luzes de cautela chamadas FAMÍLIA,

e tudo se consegue se tens: um estepe chamado DECISÃO,

um motor poderoso chamado AMOR,

um bom seguro chamado Fé,

combustível abundante chamado PACIÊNCIA,

mas acima de tudo um motorista habilidoso chamado DEUS!”

______________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

Descubra suas crenças através da sua realidade

                Acreditamos em muitas coisas negativas que influenciam de uma forma profunda a nossa vida. Boa parte das vezes nem temos consciência das nossas crenças limitantes e o quanto elas tem o poder de dirigir nossos pensamentos e ações, dando origem a vários tipos de problema nas mais diversas áreas.

                Algumas pessoas conseguem reconhecer suas crenças, mas acham que elas são verdades. Outros reconhecem e tem consciência que é uma negatividade que pode ser curada (melhor assim pois auto sabotagem fica menor). E alguns sequer tem noção das crenças negativas que carregam e o quanto elas estão gerando problemas. Vamos explicar melhor esse terceiro caso.

                Essas pessoas que não tem noção das suas crenças podem dizer coisas do tipo: eu me sinto merecedor de prosperar, eu quero prosperar,  ter uma vida abundante, uma ótima renda, e vejo um dinheiro como uma ferramenta maravilhosa que só pode nos trazer coisas boas.

                Mas qual é a realidade dessa pessoa? Trabalha muito, ganha pouco. Nunca consegue crescer. Quando começa a melhorar financeiramente, sofre um golpe e perde. Por mais que tente, não consegue criar a realidade abundante que diz desejar e merecer.

                Quando isso ocorre, a nossa realidade está nos dizendo que temos crenças negativas contrárias aquilo que estamos dizendo da boca pra fora. A realidade está gritando, nos informando que essa pessoa tem várias crenças que podem dizer: Eu não mereço ou não me sinto digno de uma vida confortável. Pra ganhar bem vou ter que me matar de trabalhar e eu não quero isso. Dinheiro pode trazer uma série de problemas que eu não quero ter. Na minha profissão não é possível ganhar bem. No fundo, eu não quero ganhar melhor. Tenho medo de crescer por tais e tais razões…

                E pode haver ainda muitas outras crenças limitadoras associadas a esse problema que ela não enxerga: se eu ganhar melhor podem ficar com inveja de mim; não posso ter uma vida mais feliz que a do meu pai que sofreu tanto; se eu ganhar muito vou estar tirando a chance de outras pessoas; a culpa da pobreza é dos que tem muito; quem sou eu para querer ter uma vida confortável; eu não tenho competência; eu não sou bom o suficiente; e se eu ficar bem e depois perder tudo?

                A realidade é quem manda. É ela quem nos dá os indícios daquilo que guardamos no nosso interior. Uma realidade saudável, abundante, cheia de bons relacionamentos mostra que guardamos pouca negatividade. De forma análoga, uma realidade de escassez e sofrimento reflete que temos muitos pensamentos, crenças e sentimentos a serem curados.

                Quer ter uma noção daquilo de negativo que você guarda? Faça o seguinte exercício. Observe as áreas problemáticas da  sua vida, seja na parte profissional, relacionamentos sociais o ou amorosos. Descreva detalhadamente esses problemas e como eles se manifestam. Depois, como se você estivesse analisando a vida uma outra pessoa, faça a seguinte pergunta: Que pensamentos, crenças e sentimentos negativos uma pessoa que tem esses tipo de problema pode estar carregando? Deixe surgir as repostas. Não censure nada. É possível que você se surpreenda com a quantidade de coisas negativas que você vai descobrir a seu respeito. É importante fazer o exercício como se estivéssemos analisando a vida de uma outra pessoa.

                Brigas e mágoas acontecem com frequência na sua vida? É possível que você encontre sentimentos e crenças que digam: o ser humano é muito difícil; as pessoas não são confiáveis; todo mundo quer passar por cima do outro; é muito difícil ter uma amizade verdadeira. E em qualquer área onde temos problemas, sempre vai haver também questões de autoestima contribuindo negativamente: Não mereço; não sou bom o suficiente; não é pra mim; não tenho competência; os outros podem mas eu não; me sinto inferior… E tudo isso é gerado e alimentado por sentimentos guardados do passado de rejeição, perdas, críticas, fracassos e etc.

                As vezes enxergamos as crenças, mas as temos como verdades incontestáveis, ou seja, nem nos damos conta que é apenas uma negatividade que pode ser curada.

                Vou dar um exemplo para ilustrar melhor. Vejo muitas mulheres se queixando que é muito difícil arranjar um relacionamento. E elas justificam essa dificuldade apontando várias “verdades” que elas observam na “realidade”: Falta homem no mercado; os homens não prestam;  homem é tudo igual; só tem mulher; todos os que valem alguma coisa já estão casados ou namorando; os que estão solteiros não querem nada com a vida ou então no fundo são gays.

                Enquanto isso, tem mulher que está em um ótimo relacionamento. Enquanto isso, tem aquelas que acabam um relacionamento e já começam outro, não demora muito tempo. E paralelamente, tem aquela encalhada que passa anos solteira, e que é sempre rejeitada, ninguém quer namorar com ela. O mercado é o mesmo para as duas. Só que esse segundo tipo de mulher acredita piamente nas crenças descritas no parágrafo anterior e talvez outras mais (muitas delas com relação a autoestima, sem dúvida).

                O primeiro tipo de mulher tem algo que as outras não tem. Não é questão de beleza física nem de sorte. São características emocionais e na autoestima que a levam a criar uma realidade diferente das outras mal sucedidas.

                As mal sucedidas não conseguem ver a verdadeira causa da sua dificuldade em encontrar e manter um bom relacionamento saudável e acabam culpando fatores externos que não estão ao seu alcance de mudar. Isso é um grande engano. Se ela mudar o seu interior, curando sentimentos negativos guardados, inseguranças, medos, rejeições do passado e uma série de outras emoções negativas, seu pensamento mudará, suas ações também se modificarão e sua realidade vai refletir a mudança.

                Entretanto, quando estamos nesse estado negativo, os pensamentos e crenças limitantes nos convencem o tempo todo que eles são muito verdadeiros e que não depende de nós, gerando uma alto grau de auto sabotagem. A negatividade tem todo um mecanismo próprio de nos provar sua falsa verdade. Ficamos perdidos, presos, culpando o exterior e perdemos a oportunidade de descobrir e curar a verdadeira fonte dos problemas que está dentro de nós.

                Ao atender pessoas com a EFT, meu trabalho como terapeuta é encontrar, através dos problemas que a pessoa relata, suas crenças, pensamentos negativos e problemas de autoestima que podem estar por trás daquelas dificuldades. E assim que encontramos algo, vamos pacientemente utilizando a EFT para dissolver essa negatividade. Os resultado dessa cura interior se refletirá mudando a realidade da pessoa.

Para quem deseja uma experiência mais profunda com a EFT, ministrarei cursos presenciais de EFT nas seguintes cidades:

MiniCurso de EFT e Prosperidade em São Paulo (sábado, dia 09 de junho): 
http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=70

Curso básico (final de semana):
Porto Alegre: http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=13

Brasilia: http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=33

Florianópolis: http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=14

Rio de Janeiro: http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=73

São Paulo: http://www.eftbr.com.br/curso-presencial.asp?i=74

Abraços,

Andre Lima – www.eftbr.com.br

(81) 8721-2534                                                                                 

*************************************

Mais artigos sobre a EFT,:

 

 

 

 

 

A Mesa do Velho Avô

Um frágil e velho homem foi viver com seu filho, nora e o seu neto, de quatro anos.

As mãos do velho homem tremiam, e as vistas eram embaralhadas, e seus passos, hesitantes.

A família comeu junto à mesa. Mas as mãos trêmulas do avô ancião e sua visão falhando, tornava difícil o ato de comer. Ervilhas rolaram da colher dele sobre o chão. Quando ele pegou seu copo, o leite se derramou na toalha da mesa.

A bagunça generalizada irritou seu filho e sua nora:

– Nós temos que fazer algo sobre o vovô – disse o filho. Já tivemos bastante do seu leite derramado, já o ouvimos comer ruidosamente e muita de sua comida está no chão.

Marido e esposa prepararam uma mesa pequena no canto da sala. Lá o vovô comia sozinho, enquanto o resto da família desfrutava do jantar. Desde que o avô tinha quebrado um ou dois pratos, a comida dele passou a ser servida em uma tigela de madeira. Quando a família olhava, de relance, na direção do vovô, às vezes, percebiam-se lágrimas em seus olhos. Ainda assim, as únicas palavras que o casal tinha para ele eram advertências acentuadas quando ele derrubava um garfo ou derramava comida.

O neto de quatro anos assistia a tudo em silêncio.

Uma noite, antes da ceia, o pai notou que seu filho estava brincando no chão com pedaços de madeira. O pai perguntou docemente para a criança:

– O que você está fazendo?

De mesma maneira dócil o menino respondeu:

– Estou fabricando uma pequena tigela para você e mamãe comerem sua comida quando eu crescer.

O garoto sorriu, e voltou a trabalhar.
As palavras do menino golpearam os pais, a tal ponto, que emudeceram. Grossas lágrimas começaram a escorrer de seus olhos. Ninguém falou nada, mas sabiam o que fazer.

Naquela noite o marido pegou a mão do vovô, e com suavidade o conduziu até à mesa familiar. Até o resto de seus dias de vida, ele comeu com a família. E por alguma razão, nem marido nem esposa pareciam se preocupar mais quando um garfo era derrubado, ou leite derramado, ou que a toalha da mesa tinha sujado.

O pai sábio percebe, diariamente, que tipo de alicerce está sendo construído para os seus.

Seja sábio!

Dê bons exemplos.

Seja para quem for!

www.planetamais.com.br

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s