vergonha.

Seremos, algum dia, japoneses?

RUTH DE AQUINO, é colunista de ÉPOCA – raquino@edglobo.com.br

O dinheiro e as barras de ouro estavam em cofres e carteiras de vítimas do tsunami no Japão. Em casas e empresas destruídas. Nas ruas, entre escombros e lixo. Ao todo, o equivalente a R$ 125 milhões. Dinheiro achado não tem dono. Certo?

Para centenas ou milhares de japoneses que entregaram o que encontraram à polícia, a máxima de sua vida é outra: ‘não fico com o que não é meu’!  E em quem eles confiaram? Na Polícia, que localizou as pessoas em abrigos ou na casa de parentes e já conseguiu devolver 96% do dinheiro.

A reportagem foi do correspondente da TV Globo na Ásia, Roberto Kovalick. A história encantou. “Você viu o que os japoneses fizeram?” Natural a surpresa. Num país como o Brasil, onde a verba destinada às inundações na serra do Rio de Janeiro vai para o bolso de prefeitos, secretários e empresários, em vez de ajudar as vítimas que perderam tudo, esse exemplo de cidadania parece um conto de fadas. O que aconteceu em Teresópolis
e Nova Friburgo não foi um mero e imoral desvio de dinheiro público. Foi covardia. (O mesmo aconteceu com as doações e mantimentos enviados para os desabrigados pelas enchentes em Santa Catarina)

Político japonês, também pode não ser santo. Em que instante a nossa malandragem deixa de ser folclórica e cultural e passa a ser crime de desonestidade? Por que a lei de tirar vantagem em tudo está incrustada na mente de tantos brasileiros? A tal ponto que os honestos passam a ser otários porque o mundo seria dos espertos?

Eles devolveram às vítimas do tsunami R$ 125 milhões. Precisamos – nós e a Polícia – aprender a agir assim.

Um dia, todos precisaremos aprender que não se coloca no bolso, na bolsa, nas meias e nas cuecas um dinheiro que não nos pertence.  É roubo.

 

 

_________________________________________________________________________________

FALAR COM CRIANÇA É ISSO AÍ

_________________________________________________________________________________

—–  A Presidenta de um certo País e seu Ministro da Educação,

visitam uma escola modelo nesse país maravilha…
Numa sala de aula do ensino fundamental,

cheia de jornalistas,

a ensaiada “cumpanhêra” professora,

com ambição a uma futura boa colocação,

pergunta aos alunos:


– Onde existem as melhores escolas do mundo?
– No Brasil. – Respondem todos.


– Onde existem os melhores livros escolares do mundo?
– No Brasil. – Respondem.
– E onde há os melhores recreios do mundo?
– No Brasil. – Respondem mais uma vez.


– E onde existem as melhores cantinas, que servem os melhores almoços,

com boas sobremesas?


– Nas escolas do Brasil!


A professora ainda insaciada, continua:

– Onde é que vivem as criançasmais felizes do mundo?
-No Brasil! – respondem os alunos com a lição bem estudada.


Os tradutores iam informando à comitiva estrangeira,

todos abanavam a  cabeça, impressionadíssimos.

Nisto, uma garota no fundo da sala começa a chorar.
Com as televisões transmitindo ao vivo, a Presidenta desse País,

para impressionar os convidados e jornalistas,

pondo-se a jeito para as câmeras, resolve acudir à menina

perguntando-lhe:
– Que tens minha menina?
Responde a menina, soluçando:

– QUERO IR PARA O BRASIL!

 

O amigo Orlando de Moraes (Paparazzi) foi quem mandou.

Essa história lembra outra recentemente contada por José Simão:

Em meio a feira livre um idoso passa mal e vai ao chão.

Alguém ligou e logo chega o SAMU.

Enquanto os para-médicos preparavam o paciente

ele grita desesperado; LEVEM-ME PARA O SÍRIO LIBANÊS….

 

 

Cérebro Melhor | Seu corpo precisa de exercícios. Seu cérebro também.

Newsletter

Cérebro Melhor

Nº 12 | 2012

Assine já! | Conheça nossos pacotes de assinatura e assine já o programa

Novidade

Cérebro Melhor comemora 2 anos

Novidade | Cérebro Melhor comemora 2 anos

Foto: Reprodução internet

Seguindo a comemoração da marca de mais de 100 milhões de exercícios completados ao redor do mundo no mês de abril, neste mês estamos comemorando dois anos de atividade no Brasil.

Ao longo desses dois anos, além da oferta pioneira do serviço Cérebro Melhor, destacamos as dezenas (quase uma centena) de artigos que publicamos e que foram compartilhados pelo mundo afora. O principal objetivo destes artigos sempre foi divulgar para a sociedade as novidades e descobertas da neurociência, bem como propagar dicas de qualidade de vida e bem-estar, buscando o despertar de consciência para os benefícios proporcionados àqueles que cuidam bem do seu cérebro.

Como forma de compartilhar com você um pouco dessa trajetória, veja a seguir uma seleção dos 24 artigos de maior repercussão durante esse período.

Leia o artigo completo no site do Cérebro Melhor

Desafio

Costurando

Desafio

Você deve encontrar a palavra que está oculta nesta confusão de letras. A única regra é que as letras da palavra precisam estar em casas contíguas na horizontal, vertical ou diagonal. Além disso, você não poderá usar a mesma casa duas vezes.
Dicas:
– tem 9 letras
– pertence ao tópico “Partes do corpo”
– letras na diagonal não são permitidas
Confira a resposta na newsletter da próxima semana.

Resposta

Resposta da semana anterior:
FRAGMENTO

Jogo em Destaque

Brasões

Saiba mais

Categoria

Memória

Jogo em Destaque | Brasões

 

A heráldica surgiu quase simultaneamente em toda a Europa Ocidental. Ao longo do tempo, foram aparecendo traços distintivos que diferenciavam as tradições heráldicas de cada país. Neste exercício, você deve memorizar os diversos elementos que compõem um brasão de armas, com formas, cores e padrões de complexidade variáveis. Para tornar o jogo mais desafiador, uma tarefa intermediária surgirá como distração para perturbar o seu processo de memorização.

Este exercício ajuda a fortalecer a memória visual, a memória espacial e a sua capacidade de se concentrar em detalhes visuais. A memória visual permite ao cérebro guardar representações sobre informações que se assemelham a objetos, símbolos, lugares, animais e pessoas como uma espécie de imagem mental. A memória espacial, que pode ser considerada uma subcategoria da memória visual, consiste na associação entre objetos memorizados e onde eles aparecem no ambiente – por exemplo, em que posição de um brasão.

Você depende da memória visual para lembrar do que vê, e também dos detalhes que permitem identificar uma imagem e distingui-la de outras. Lembrar-se corretamente de marcos da cidade, dos logotipos de produtos de que você gosta ou não, ou reproduzir mentalmente uma cena, desenho, ou estampa requer uma boa memória visual. Ao mesmo tempo, uma boa memória espacial lhe permite recordar-se de objetos em relação uns aos outros – por exemplo, das posições das lojas em um shopping center, ou de duas cidades em um mapa. Exercitar a memória visual, portanto, é uma grande ajuda para você negociar cada vez melhor suas andanças pelo mundo em que vive.

_______________________________________________________________________

| ASSINE JÁ |

Conheça nossos pacotes de assinatura e escolha o mais adequado para você.

| SIGA-NOS |

TwitterOrkutFacebookRSS

| ENTRE EM CONTATO |

Se você tem dúvidas, sugestões ou recebeu esta mensagem com erro, por favor envie um email para contato@cerebromelhor.com.br ou responda diretamente este email.

clip_image001

Recebi da amiga e vizinha Aparecida Guelf.

Valeu!

DEVANIR

Bom dia

“Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida…
Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:
“Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes”.
No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:
– Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
– Ainda bem que esse infeliz morreu !
Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.
A pergunta ecoava na mente de todos: “Quem está nesse caixão”?
No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo… Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. “SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA… QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA.”
O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando “você muda”.
Luís Fernando Veríssimo

 

 

 

LEI Nº 480 – MUITO BOA!!.. DIVULGUEM!!!

“Nós nos transformamos naquilo que 

praticamos com frequência. A perfeição,

portanto, não é um ato isolado.

É um hábito.”

(Aristóteles )

ESSA É A SOLUÇÃO – Parabéns Cristovam Buarque

Projeto obriga os eleitos a matricularem seus filhos em escolas públicas.

clip_image002
Uma ideia muito boa do Senador Cristovam Buarque.
Ele apresentou um projeto de lei propondo que todo político eleito (vereador, prefeito, Deputado, etc.) seja obrigado a colocar os filhos na escola pública.
As conseqüências seriam as melhores possíveis.
Quando os políticos se virem obrigados a colocar seus filhos na escola pública, a qualidade do ensino no país irá
melhorar. E todos sabem das implicações decorrentes do ensino público que temos no Brasil.
SE VOCÊ CONCORDA COM A IDEIA DO SENADOR, DIVULGUE ESSA MENSAGEM.
Ela pode, realmente, mudar a realidade do nosso país.
O projeto PASSARÁ, SE HOUVER A PRESSÃO DA OPINIÃO PÚBLICA.
Acompanhe em:

http://www.senado.gov.br/atividade/materia/detalhes.asp?p_cod_mate=82166
PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 480, DE 2007
Determina a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes
em escolas públicas até 2014.
PARABÉNS PARA O SENADOR CRISTOVAM BUARQUE.
BOA SORTE JUNTO A SEUS PARES.
IDEIA SENSACIONAL!
Sabe aquele e-mail… que vale a pena divulgar? É este!

“Quando a boca cala, o corpo fala”…

Artigo interessante sobre Metafísica da Saúde. Ou seja, o quanto nossas emoções afetam nossa saúde e bem-estar.
Doenças – Seu Corpo Envia Sinais


A dor de garganta
aparece quando não é possível comunicar as aflições e frustrações. Não engula desaforos, mágoas, reclamações. Saiba ter voz, seja uma pessoa assertiva, não precisa brigar! Aprenda a se comunicar e expressar seus pensamentos de maneira clara e objetiva, sem perder a paciência. Se você viver guardando seus sentimentos e pensamentos, uma hora, uma das duas coisas ocorre: pode ocorrer um problema sério na região da boca e garganta (saúde) ou você estoura e diz de uma vez só, tudo o que pensa, com raiva e ressentimentos e acaba magoando todos ao redor. Procure não acumular fatos. Assim que ocorrer algo que te desagrade, você pode chamar a pessoa que o magoou e dizer: eu admiro esta característica sua. Comece sempre com algo positivo daquela pessoa. E quando for “reclamar”, reclame de um fato, de uma atitude, não da pessoa. Diga: Não gostei quando você fez isso, pois me senti assim…  Um bom líder sabe se comunicar. Elogia pessoas em público e crítica fatos em particular.

O resfriado escorre quando o corpo não chora. Chorar alivia, então chore sempre que sentir vontade. No passado, a pior crença repassada por nossos antepassados era: homem de verdade não chora. Então muitos homens guardaram tão profundamente suas dores e sofrimentos que acabaram cedo com sua saúde e morreram antes do tempo. Precisamos tirar um momento para rir, chorar, brincar, viajar, fazer exercícios físicos, dançar, curtir a vida. Equilíbrio! E lembre-se: chorar de vez em quando, é natural, faz bem e só mostra que você tem sensibilidade e não tem medo de mostrar suas emoções. O estômagoarde quando as raivas não conseguem sair, quando algo acontece e você não aceita, não consegue digerir o fato. Ache uma válvula de escape, grite, dê soco no travesseiro, escreva tudo num papel e queime, pratique um esporte, lute boxe, ache uma maneira de extravasar as emoções, faça terapia. E se possível, elimine as pessoas “nocivas” na sua vida.
O diabetes invade quando a solidão dói. Mas estar sozinho é sempre uma escolha, então se abra para o mundo. Não espere receber amor primeiro, aprenda a dar e receberá de volta. Se todos pararem e esperarem o outro dar o primeiro passo, não haverá mais amor no mundo.
O corpo engorda quando a insatisfação com o mundo aperta. Aprenda a aceitar as coisas como elas são. Não seja exigente demais com você, nem com o mundo. Relaxe! Deixe a ansiedade desaparecer… O mundo é perfeito exatamente como é. E se sua frustração refere-se a resultados obtidos, saiba que você pode estar bem mais próximo(a) dos seus sonhos do que imagina. Tenha paciência, nada é impossível e o amanhã pode ser bem melhor, dê mais uma chance para você e seus sonhos. Antes de comer algo, pergunte-se: estou com fome de que? Se não for uma fome física e sim algo emocional/espiritual, não tente resolver com a comida. Coma o que desejar, mas apenas quando estiver com fome e esteja presente quando mastigar – foque no agora. Ao invés de engolir desesperadamente na frente da TV, sem sentir o gosto da comida, saboreie cada mordida, sinta o sabor, cheire, feche os olhos, sinta a textura dos alimentos na sua boca e tenha gratidão a ele. Se você conseguir fazer isso, seu metabolismo funcionará perfeitamente e tudo que não for necessário, seu corpo expelirá.
A dor de cabeça aparece quando as duvidas aumentam e aparecem as críticas. Surge um desconforto como se você estivesse vivendo um problema sem saída. Relaxe, ore, medite, converse com alguém, peça ajuda! Confie mais em você e na vida. Acalme-se, tenha mais fé, creia mais em você e em Deus. Como dizem os orientais: se um problema tem saída, resolva! E se não tem, por que se preocupar tanto? Neste caso, aceite-o!

Problemas na coluna indicam que você tem a sensação de que há pessoas ao seu redor que dependem de você. É como se você não quisesse, mas sente que tem que carregar o mundo nas costas, pois acha que os outros são incapazes de resolver seus problemas sem a sua ajuda. Isso não é verdade! Todo mundo tem a capacidade para resolver as coisas. É você quem acha isso, então liberte-se desta crença. Acredite mais nos outros. Cada um tem o direito de viver a vida como deseja, não queira impor seu modo de viver a outros. Aceite as diferenças, afinal você também quer ser aceito(a) exatamente como é, não é mesmo?
O coração pára quando o sentido da vida parece terminar. Mantenha seu coração sadio, procure pontos negativos em fatos passados e atuais. Dê mais sentido aos fatos. Você já reparou que tudo tem seu lado positivo? Basta saber procurar… E sempre tenha planos ousados e divertidos para o futuro, isso o manterá vivo e “motivado”, com o coração leve e saudável.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. Ninguém consegue manifestar perfeição, pois é impossível até mesmo defini-la. Quem poderia citar o que seria mundialmente considerado perfeito? Aceite-se e aceite o mundo exatamente como ele é. Pare de querer controlar tudo. São as diferenças e as pequenas imperfeições que fazem do mundo um lugar tão maravilhoso… Isso vale para seu corpo também. Aceite-se exatamente como é, seu corpo é o templo da sua alma. Se existir algo que queira mudar em seu corpo, faça; mas não deixe que sua felicidade e amor próprio dependam disso. Se você está num relacionamento e seu parceiro(a) não está satisfeito com seu corpo, mude de parceiro. Afinal, você é muito mais maravilhoso e especial do que seu corpo físico. Você é a auto-manifestação de Deus na terra. E pode ter certeza: existem muitas pessoas que gostariam de estar com você! Para você ser completamente amado e aceito por alguém, comece se aceitando e se amando e isso ocorrerá naturalmente.
As unhas quebram, os cabelos e a pele perdem a força e o brilho quando as defesas ficam ameaçadas. E isso acontece quando você está se sentindo deprimido, sem vontade de seguir além… Se estiver com depressão, procure os amigos, familares e/ou ajuda médica. Deseje melhorar, leia bons livros, assista a programas divertidos, instrutivos e/ou inspiradores, tenha um tempo só pra você, faça coisas de que gosta,ria em frente ao espelho,  divirta-se! Insira mais diversão na sua vida, isso só depende de você!
O peito aperta quando o orgulho escraviza. Você não é vítima do mundo. Ninguém é, a menos que se coloque nesta posição. Para todo ditador, existe um ou vários submissos. Não tenha pena de você, pelo contrário, orgulhe-se de ser a pessoa que é. Encontre características positivas suas. Se estiver difícil, pergunte a amigos e familiares, pode ter certeza de que você ficará muito feliz com o feedback deles. E escreva num caderno para se lembrar e comece a fazer as suas anotações positivas sobre você, as pessoas e fatos ao redor.
A pessoa enfarta quando sente a ingratidão e estresse. Procure não exigir tanto das pessoas. Quando fizer algo pequeno, médio ou grande por alguém, não espere algo em troca. A pessoa pode não retribuir da maneira que você deseja e você envenena seu coração com raiva e sentimento de frustração e ingratidão. Na maioria das vezes a pessoa nem imaginava o quanto isso era importante pra você, é a sua visão que coloca este peso. Não deixe que suas exigências de como os outros devem se comportar atrapalhe a sua saúde e felicidade. Você pode ter feito coisas que magoaram muitas pessoas e você nem imagina. Perdoe SEMPRE! E perdoe-se!

A pressão sobe quando o medo aprisiona. Mas medo de que? Muitas vezes o medo é irracional. A menos que você esteja realmente numa situação perigosa (perdido em alto mar, sem socorro á vista, seu avião caiu no meio da Amazônia e você está perdido, sozinho e machucado, etc…) a menos que a adrenalina gerada seja algo que pode te ajudar a reagir corretamente numa situação de emergência, acalme-se! Faça a pergunta: E se este fato que eu receio realmente venha a ocorrer, qual é a pior coisa que poderia me acontecer? Faça as pazes com todas as possibilidades. Se você não tem controle sobre algum fato, solte-o! Entregue a Deus, ore, medite, relaxe… E entregue ao universo. Cuidado com os 15 minutos antes de dormir, não tenha medo do amanhã, confie de que tudo ocorrerá da melhor maneira, entregue o problema a Deus e durma bem. Muitas vezes ao acordar, o problema terá diminuído ou até desaparecido, pois muitos dos nossos medos são irreais.
As neuroses paralisam quando a”criança interna” tiraniza. Quando você repetidamente não consegue realizar sonhos e projetos importantes, acaba se frustrando, sente que não tem controle ou que o mundo está contra você. Neste momento, tudo parece ser um empecilho, você vê um mundo perigoso e injusto e se sente como uma criança sozinha e desamparada, despreparada para lidar com as situações. Mas você não é mais uma criança, é um adulto e tem força e capacidade para resolver e realizar qualquer coisa que deseja, procure ajuda, mude e seja feliz! Muitas pessoas procuram remédios físicos quando na verdade precisam mudar suas atitudes, pensamentos e sentimentos.

A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Se sua temperatura subiu, você está se sentindo sem forças para lidar com as situações. Não se compare com outras pessoas, não pense que só você tem problemas ou que existem pessoas sortudas e pra você, nada dá certo. Isso não é verdade! Todos temos problemas, o que muda é como os encaramos e resolvemos. Você é capaz de resolver qualquer situação. Dê uma chance para você e seus sonhos grandiosos… Não seja tão exigente, deixe que tudo ocorrerá no tempo de Deus. Equilibre seu organismo, equilibrando suas emoções. O câncer se instala quando a pessoa guardou mágoas e rancores por toda uma vida. É como se aqueles sentimentos estivessem comendo a pessoa de dentro pra fora. É por isso que não adianta curar apenas com remédios, é preciso aprender a perdoar as pessoas, principalmente a si mesmo e seguir em frente, vivendo no presente, com planos concretos para o futuro. Perdoar é um processo, pode levar tempo, mas nada é tão belo e transformador do que o perdão, ele liberta a alma, a pessoa se renova e se cura.

Para todos os casos acima, 15-20 minutos de oração/meditação
ou uma respiração profunda e lenta ao acordar podem fazer “milagres”…
Experimente começar o dia em paz e harmonia,
seu corpo agradece e você verá o resultado na sua vida em geral.
Tente, é de graça, e pode salvar a sua vida!

 

 

A Farsa da Inconfidência Mineira

A “história” do Brasil é uma grande MENTIRA bem contada!
Se a “cereja do bolo” da história brasileira é uma grande farsa, imagine o resto do “bolo”…
O MARTÍRIO DE TIRADENTES:
UMA FARSA CRIADA POR LÍDERES DA INCOFIDÊNCIA MINEIRA

Ele estava muito bem vivo, um ano depois, em Paris. O feriado de 21 de abril é fruto de uma história fabricada que criou Tiradentes como bode expiatório, que levaria a culpa pelo movimento da Inconfidência Mineira.
Quem morreu no lugar dele foi um ladrão chamado Isidro Gouveia.
A mentira que criou o feriado de 21 de abril é: Tiradentes foi sentenciado à morte e foi enforcado no dia 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro, no local chamado Campo da Lampadosa, que hoje é conhecido como a Praça Tiradentes.
Com a Proclamação da República, precisava ser criada uma nova identidade nacional.
Pensou-se em eternizar Marechal Deodoro, mas o escolhido foi Tiradentes. Ele era de Minas Gerais, estado que tinha na época a maior força republicana e era um polo comercial muito forte. Jogaram ao povo uma imagem de Tiradentes parecida com a de Cristo e era o que bastava: um “Cristo da Multidão”. Transformaram-no em herói nacional cuja figura e história “construída” agradava tanto à elite quanto ao povo.
A vida dele em poucas palavras: Tiradentes nasceu em 1746 na Fazenda do Pombal, entre São José e São João Del Rei (MG). Era filho de um pequeno fazendeiro. Ficou órfão de mãe aos nove anos e perdeu o pai aos 11. Não chegou a concluir o curso primário. Foi morar com seu padrinho, Sebastião Ferreira Dantas, um cirurgião que lhe deu ensinamentos de Medicina e Odontologia. Ainda jovem, ficou conhecido pela habilidade com que arrancava os dentes estragados das pessoas. Daí veio o apelido de Tira-Dentes. Em 1780, tornou-se um soldado e, um ano à frente, foi promovido a alferes. Nesta mesma época, envolveu-se na Inconfidência Mineira contra a Coroa portuguesa, que explorava o ouro encontrado em Minas Gerais. Tiradentes foi iniciado na Maçonaria pelo poeta e juiz Cruz e Silva, amigo de vários inconfidentes. Tiradentes teria salvado a vida de Cruz e Silva, não se sabe em que circunstâncias.
Tiradentes, Maçonaria e a Inconfidência Mineira:

Como era um simples alferes (patente igual à de tenente), não lideraria coronéis, padres e desembargadores, que eram os verdadeiros líderes do movimento. Semi-alfabetizado, é muito provável que nunca esteve plenamente a par dos planos e objetivos do movimento. Em todos os movimentos libertários acontecidos no Brasil, durante os  séculos XVIII e XIX, era comum o “dedo da Maçonaria”. E Tiradentes foi maçon, mas estava longe de acompanhar os maçons envolvidos na Inconfidência, porque esses eram cultos, e em sua grande parte, estudantes que haviam recentemente regressado “formados” da cidade de Coimbra, em Portugal. Uma das evidências documentais da participação da Maçonaria são as cartas de denúncia existentes nos autos da Devassa, informando que maçons estavam envolvidos nos conluios.
Os maçons brasileiros foram encorajados na tentativa de libertação, pela história dos Estados Unidos da América, onde saíram vitoriosos – mesmo em luta desigual – os maçons norte-americanos George Washington, Benjamin Franklin e Thomas Jefferson. Também é possível comprovar a participação da Maçonaria na Inconfidência Mineira, sob o pavilhão e o dístico maçônico do Libertas Quae Sera Tamen, que adorna o triângulo perfeito, com este fragmento de Virgílio (Éclogas, I, 27).
Tiradentes era um dos poucos inconfidentes que não tinha família. Tinha apenas uma filha ilegítima e traçava planos para casar-se com a sobrinha de um padre chamado Rolim, por motivos econômicos. Ele era, então, de todo o grupo, aquele considerado como uma “codorna no chão”, o mais frágil dos inconfidentes. Sem família e sem dinheiro, querendo abocanhar as riquezas do padre. Era o de menor preparo cultural e poucos amigos. Portanto, a melhor escolha para desempenhar o papel de um bode expiatório que livraria da morte os verdadeiros chefes.
E foi assim que foi armada a traição, em 15 de março de 1789, com o Silvério dos Reis indo ao Palácio do governador e denunciando o Tiradentes. Ele foi preso no Rio de Janeiro, na Cadeia Velha e seu julgamento prolongou-se por dois anos. Durante todo o processo, ele admitiu voluntariamente ser o líder do movimento, porque tinha a promessa que livrariam a sua cabeça na hipótese de uma condenação por pena de morte.
Em 21 de abril de 1792, com ajuda de companheiros da Maçonaria, foi trocado por um ladrão, o carpinteiro Isidro Gouveia. O ladrão havia sido condenado à morte em 1790 e assumiu a identidade de Tiradentes, em troca de ajuda financeira à sua família, oferecida a ele pela Maçonaria. Gouveia foi conduzido ao cadafalso e testemunhas que presenciaram a sua morte se diziam surpresas porque ele aparentava ter bem menos que seus 45 anos.
No livro, de 1811, de autoria de Hipólito da Costa (“Narrativa da Perseguição”) é documentada a diferença física de Tiradentes com o que foi executado em 21 de abril de 1792. O escritor Martim Francisco Ribeiro de Andrada III escreveu no livro “Contribuindo”, de 1921: “Ninguém, por ocasião do suplício, lhe viu o rosto, e até hoje se discute se ele era feio ou bonito…”.
O corpo do ladrão Gouveia foi esquartejado e os pedaços espalhados pela estrada até Vila Rica (MG), cidade onde o movimento se desenvolveu. A cabeça não foi encontrada, uma vez que sumiram com ela para não ser descoberta a farsa. Os demais inconfidentes foram condenados ao exílio ou absolvidos.
A descoberta da farsa:
Há 41 anos (1969), o historiador carioca Marcos Correa estava em Lisboa quando viu fotocópias de uma lista de presença da galeria da Assembléia Nacional francesa de 1793. Correa pesquisava sobre José Bonifácio de Andrada e Silva e acabou encontrando a assinatura que era o objeto de suas pesquisas. Próximo à assinatura de José Bonifácio, também aparecia a de um certo Antônio Xavier da Silva. Correa era funcionário do Banco do Brasil, se formara em grafotécnica e, por um acaso do destino, havia estudado muito a assinatura de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Concluiu que as semelhanças eram impressionantes.
Tiradentes teria embarcado incógnito, com a ajuda dos irmãos maçons, na nau Golfinho, em agosto de 1792, com destino a Lisboa. Junto com Tiradentes seguiu sua namorada, conhecida como Perpétua Mineira e os filhos do ladrão morto Isidro Gouveia. Em uma carta que foi encontrada na Torre do Tombo, em Lisboa, existe a narração do autor, desembargador Simão Sardinha, na qual diz ter-se encontrado, na Rua do Ouro, em dezembro do ano de 1792, com alguém muito parecido com Tiradentes, a quem conhecera no Brasil, e que ao reconhecê-lo saiu correndo. Há relatos que 14 anos depois, em 1806, Tiradentes teria voltado ao Brasil quando abriu uma botica na casa da namorada Perpétua Mineira, na rua dos Latoeiros (hoje Gonçalves Dias) e que morreu em 1818.
Em 1822, Tiradentes foi reconhecido como mártir da Inconfidência Mineira e, em 1865, proclamado Patrono Cívico da nação brasileira. 

Comentário: Se naquele tempo as “autoridades” já agiam assim, imagine o que não fazem hoje os politícos espertalhões, que povoam o Senado, o Congresso, Governos Estaduais e Prefeituras !

Muita paz, saúde e felicidade.

 

 

MEDINDO AS RIQUEZAS DO SER HUMANO!!!

Escrito por Catón, jornalista mexicano.

clip_image001

 

Fabuloso texto escrito por Catón, jornalista mexicano.
“Tenho a intenção de processar a revista “Fortune”, porque fui vítima de uma omissão inexplicável. Ela publicou uma lista dos homens mais ricos do mundo, e nesta lista eu não apareço. Aparecem: o sultão de Brunei, os herdeiros de Sam Walton e Mori Takichiro.
Incluem personalidades como a rainha Elizabeth da Inglaterra, Niarkos Stavros, e os mexicanos Carlos Slim e Emilio Azcarraga.
Mas eu não sou mencionado na revista. E eu sou um homem rico, imensamente rico. Como não? vou mostrar a vocês:

Eu tenho vida, que eu recebi não sei porquê, e saúde, que conservo não sei como.

Eu tenho uma família, esposa adorável, que ao me entregar sua vida me deu o melhor para a minha; filhos maravilhosos, dos quais só recebi felicidades; e netos com os quais pratico uma nova e boa paternidade.
Eu tenho irmãos que são como meus amigos, e amigos que são como meus irmãos.

Tenho pessoas que sinceramente me amam, apesar dos meus defeitos, e a quem amo apesar dos meus defeitos.
Tenho quatro leitores a cada dia para agradecer-lhes porque eles lêem o que eu mal escrevo.
Eu tenho uma casa, e nela muitos livros (minha esposa iria dizer que tenho muitos livros e entre eles uma casa). Eu tenho um pouco do mundo na forma de um jardim, que todo ano me dá maçãs e que iria reduzir ainda mais a presença de Adão e Eva no Paraíso. Eu tenho um cachorro que não vai dormir até que eu chegue, e que me recebe como se eu fosse o dono dos céus e da terra.
Eu tenho olhos que vêem e ouvidos para ouvir, pés para andar e mãos que acariciam; cérebro que pensa coisas que já ocorreram a outros, mas que para mim não haviam ocorrido nunca.
Eu sou a herança comum dos homens: alegrias para apreciá-las e compaixão para irmanar-me aos irmãos que estão sofrendo.
E eu tenho fé em Deus que vale para mim amor infinito.
Pode haver riquezas maiores do que a minha?
Por que, então, a revista “Fortune” não me colocou na lista dos homens mais ricos do planeta? “
E você, como se considera? Rico ou pobre? 

Há pessoas pobres, mas tão pobres, que a única coisa que possuem é … DINHEIRO.

Armando Fuentes Aguirre (Catón)

 

 

Prezados IIr.’., boa tarde.

Hoje lendo o Jornal Folha de São Paulo, tive a possibilidade de ler o outro lado da história do nosso Brasil dos anos de 1964 a 1985, alguns chamam de Golpe Militar de 1964 outros designam como Revolução de 1964 ou Contrarrevolução de 1964. (vejam o site http://www.ternuma.com.br ).

Foi bom, pois estava cansado de ouvir e ler apenas a versão de um lado (cujos integrantes estão no poder), tendo a possibilidade de ler e conhecer um pouco a outra versão dos fatos.

Confesso que estou preocupado com a criação e a instalação desta Comissão da Verdade, que visa apurar violações aos direitos humanos de 1946 e 1988 (!?). Será mesmo?

Por mais que se diga que não é movida por ódio ou revanchismo, até agora não vejo motivos que justifiquem a sua criação, bem como o objetivo a ser alcançado com o relatório que será  produzido.

A meu ver, não existe imparcialidade nesta Comissão, não foi respeitado sequer à paridade na escolha dos seus integrantes, (http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/05/conheca-os-escolhidos-de-dilma-para-compor-comissao-da-verdade.html), a grosso modo, todos tiveram de alguma forma (direta ou indiretamente) participação nos episódios ou detêm certa simpatia por algum movimento da época.

Se, na escolha dos membros da Comissão não foi respeitado os princípios da imparcialidade e da paridade, será que os princípios constitucionais do contraditório, da ampla defesa, da legalidade, da igualdade, da liberdade, da isonomia, da proporcionalidade da lei, etc…, serão respeitados?

Essa Comissão que foi criada sob o manto da democracia, lembra bem um Tribunal de Exceção (aquele instituído em caráter temporário e/ou excepcional), claro, com outro nome, nova roupagem, etc…

Outra questão que me dá calafrios, são os ilustres personagens que defendem esta bandeira, cito apenas os ex-presidentes e a atual: José Sarney; Collor, Fernando Henrique Cardoso; Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

Todas elas são pessoas consideradas ilibadas, de perfil ético, profissional e comprometidas com os direitos humanos e, que nunca aparecem em denúncias sobre corrupção e outros escândalos, é isso mesmo?

Já estava me esquecendo, essas pessoas são isentas, também não tiveram participação em nenhum momento da história e estão apenas interessas em “passar o passado a limpo” (vejo, que alguns estão cuspindo no prato que comeu)

Por outro lado, os ditos algozes de ontem, estão com certa idade, não estão no exercício do cargo, também não parece que tenham condições financeiras para contratar as melhores bancas de advocacias para um julgamento justo, também, não são bem quisto pela mídia, não existem grupo marchando e gritando em sua defesa e, quando existe algum encontro, são massacrados por aqueles que clamam por justiça (http://oglobo.globo.com/pais/comemoracao-de-militares-termina-em-pancadaria-no-centro-do-rio-4446158 .).

CADÊ A LIBERDADE DE EXPRESSÃO?

Neste caso, vejo que a balança pende apenas para um lado, será que neste relatório vão levar em consideração o contexto histórico da época (comunismo, pós-guerra mundial, crises financeiras, revoltas internas, etc…), a cultura do povo (não se falava em divórcio) os usos e costumes (a missa era rezada em latim e de costa para o povo, as pessoas tinham sagui, araras, entre outros bichos, como animais de estimação), economia (formada basicamente na agricultura) etc…

Hoje, basta ver os noticiários e ler as manchetes: marcha da maconha, marcha das vadias, busca da legalização dos casamentos homossexuais, surgimento das igrejas universal (Macedo) e mundial (Valdomiro), prisão de pessoas pelo IBAMA, economia globalizada, mercado de capitais, etc…

Como se vê, o mundo hoje é outro, não podemos aplicar o conceito de hoje nos fatos do passado de 30 (trinta) anos atrás, sem levar em consideração as peculiaridades e as singularidades da época.

Aliás, cadê os direitos humanos para defendê-los, a final de contas, independente do lado que estão, todos são seres humanos, até que provem o contrário!

JUSTIÇA SIM! TOTALITARISMO NÃO!

Bom domingo a todos!

TFA

Valmir André

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s