Direito

Associação dos Advogados de São Paulo

 

 

Notícia na íntegra

 

STJ

   

Admitida reclamação sobre cabimento de danos morais pela inscrição do nome de devedor sem prévia notificação

 

Compartilhar

 

O ministro Villas Bôas Cueva admitiu o processamento de reclamação apresentada por um consumidor contra decisão de turma recursal que entendeu que a falta de notificação prévia sobre a inserção de nome em lista de inadimplentes, por si só, não configuraria dano moral. O ministro concedeu liminar para suspender a decisão, até o julgamento final da reclamação pela Segunda Seção, por considerar que, em um juízo de cognição sumária, o entendimento da turma recursal diverge da jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O consumidor ingressou no juizado especial requerendo indenização por danos morais, pelo fato de não ter sido notificado previamente da inscrição em cadastro de inadimplentes. O juízo de primeiro grau concedeu o pedido.
CDC
O entendimento do juiz foi integralmente reformado pela Segunda Turma Recursal Mista do Mato Grosso do Sul ao fundamento de que a falta de notificação prévia da inscrição de nome em cadastro de proteção de crédito, por parte da entidade mantenedora do banco de dados, não configura danos morais. Para o órgão julgador, o interessado deveria demonstrar os transtornos causados pela medida, que não se confundiriam com o mero dissabor.
Irresignado, o consumidor ajuizou reclamação no STJ pleiteando a reforma do julgado. Alega que a decisão da turma recursal contraria entendimento reiterado na Corte, no que tange ao direito de indenização por danos morais na hipótese de indevida inscrição do nome de inadimplentes em cadastros sem a devida comunicação prévia por escrito ao devedor, conforme interpretação do artigo 43, parágrafo 2º, do Código de Defesa do Consumidor (CDC).
Divergência jurisprudencial
Ao analisar o caso, o ministro Villas Bôas Cueva destacou que cabe reclamação quando as decisões de juizados especiais contrariam a jurisprudência do STJ consolidada em súmulas ou teses adotadas no julgamento de recursos repetitivos.
Para o ministro, em uma análise preliminar do caso, há divergência jurisprudencial no tocante à questão da falta de comunicação sobre a inscrição de nome em cadastro de proteção ao crédito. A título de fundamentação, citou o Recurso Especial 1.083.291, submetido ao rito dos recursos repetitivos, nos termos do artigo 543-C do Código de Processo Civil, no qual ficou assentado que a falta de prévia notificação ao consumidor enseja o direito de compensação por danos morais.
Diante dos fatos narrados, o magistrado admitiu o processamento da reclamação e deferiu a liminar para suspender a decisão, determinando que a turma recursal preste informações.
Rcl 10050

 

A VIDA DÁ MUITAS VOLTAS..

A VIDA DÁ MUITAS VOLTAS… HA …HA …HA

Nunca perca as esperanças!

A vida dá muitas voltas…

21 anos atrás, na casa de uma tia, na África.

clip_image001

clip_image002

Hoje, na sala mais poderosa do mundo.

clip_image003

As atitudes movem as pessoas por qualquer caminho.
Nunca devemos desistir, mas sim lutar, diariamente, por tudo aquilo que mais queremos e acreditamos.

A VIDA DÁ MUITAS VOLTAS…

MAS PARA ALGUNS O MUNDO CONTINUA

GIRANDO… GIRANDOGIRANDO… GIRANDO…  GIRANDO…

clip_image004

   

Lula – a batata está assando:

Lula briga com Bastos, desiste do Planalto em 2014 e se preocupa com saúde e processo por improbidade

Edição do Alerta Total –
www.alertatotal.net

Por Jorge Serrãoserrao@alertatotal.net
Pode até ser candidato ao Senado por São Paulo, para ajudar o PT a conquistar o Palácio dos Bandeirantes, mas Luiz Inácio Lula da Silva decidiu
que não vai se candidatar a Presidente da República em 2014. Pretende apoiar a reeleição de Dilma Rousseff ou apostar em um “poste novo” –
se as condições políticas permitirem. Foi o que Lula confidenciou a amigos próximos –
que não conseguem guardar a língua entre os dentes nos fofoqueiros bastidores do poder em Brasília.
Lula agora tem duas preocupações imediatas com o futuro: cuidar da saúde e usar seu prestígio pessoal para evitar que pipoquem
ações judiciais contra ele no pós-mensalão. O medo maior é a Ação Civil Pública (processo 0007807-08.2011.4.01.3400)
que corre na 13ª Vera Federal pela improbidade administrativa de fazer um esforço de propaganda para o banco BMG endividar aposentados e pensionistas do INSS.
O humor de Lula anda péssimo e gerando atritos com amigos e aliados que entendem a delicada situação dele.
Recentemente, brigou com o criminalista Márcio Thomaz Bastos. O ex-Presidente resolveu condenar seu ex-ministro da Justiça
pela atuação em defesa de réus da Ação Penal 470. Bastos teve de aturar Lula reclamar que o advogado não devia ter aceitado participar diretamente da causa.
Motivo: a marca Lula ficou atrelada ao nome do defensor. A ríspida conversa abalou o cordial relacionamento entre os dois.
Lula somatiza o Mensalão. O problema mexe com seu ânimo e afeta sua resistência física.
As derrotas no STF – principalmente com as condenações dos companheiros “Zés” (Dirceu e Genoíno) – o abalaram emocionalmente.
A tensão permanente, que alternou raiva e depressão, prejudicou o tratamento de Lula contra os efeitos colaterais
provocados pela pesada quimio e radioterapia que extirparam o tumor maligno em sua laringe.
O processo contra Lula é sério. O ex-presidente foi autuado no dia 31 de janeiro de 2011 pelo juiz Paulo Cesar Lopes, mas o caso ficou abafado até recentemente.
Na ação civil pública por dano ao erário e improbidade administrativa, Lula e seu ex-ministro da Previdência.
Amir Francisco Lando são processados a pedido do Ministério Público Federal, em Brasília.
O curioso é que, na tela de acesso ao processo, o nome de Lula está escrito erradamente. Lá aparece Luis com “S” e não com “Z”…
Grafia equivocada à parte, a procuradora Luciana Loureiro de Oliveira pede que, condenados, os réus devolvam aos cofres públicos
montante de R$ 9.526.070,64 gastos com as cartinhas enviadas aos aposentados e pensionistas do INSS, convidando-os a
fazer crédito consignado com o banco BMG – citado no processo do Mensalão. O andamento do processo pode ser acompanhado
em http://processual.trf1.jus.br/consultaProcessual/processo.php?secao=DF&proc=78070820114013400
Sem foro privilegiado para prolongar a costumeira impunidade, além deste processo, Lula corre risco de sofrer danos em outra ação parecida.
Tudo vai depender da sede de Justiça do futuro presidente do Supremo Tribunal Federal. Joaquim Barbosa pode retirar o estranho segredo de Justiça sobre o Processo Investigatório 2.474.
Os 77 volumes em sigilo apuram as supostas irregularidades no convênio entre o Banco BMG e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),
com a participação da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), para a “operacionalização de crédito consignado a beneficiários e pensionistas”.
O caso dormita “blindado”, desde 2007, no Supremo.
Por isso, de pouco adianta manobras de ilusionismo como a feita na terça-feira, durante indigesto jantar da Presidenta Dilma Rousseff
com ministros, senadores e deputados do PT e do PMDB, no Palácio da Alvorada. Alegar que “nunca esteve com esse cidadão (Marcos Valério)” é chover no molhado.
Embora vá morrer dizendo o contrário, Lula tem medo de uma reviravolta conjuntural que o leve às barras dos tribunais.
O risco é mais real que nunca, embora, no Brasil, a pizza sempre seja saboreada no final das contas…
A sorte de Lula é que a cúpula da oposição sempre insiste em poupá-lo. As presidências do PSDB e do DEM não aprovam o pedido de investigação contra
Lula feito pelo presidente do PPS, Roberto Freire, e mais três senadores tucanos independentes.
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, tem o dever abrir inquérito para investigar se Lula participou do mensalão –
conforme recentes insinuações do condenado operador publicitário do esquema, Marcos Valério Fernandes de Souza.

—————–

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Novembro de 2012.

   

Estilo Graça Foster pode gerar rebelião na Petrobras

Nova presidente da Petrobras decidiu comprar uma briga daquelas, em pleno ano eleitoral. Ela quer cancelar todos os contratos de patrocínio da estatal e já provoca uma gritaria entre políticos da base aliada

01 de Julho de 2012 às 18:35

247 – Dias atrás, a presidente da Petrobras, Graça Foster, fez uma conferência com investidores e foi de uma sinceridade atroz. Reduziu de 3,1 milhões para 2,5 milhões barris/dia a meta de produção da empresa para 2016. “Os números não eram realistas”. Além disso, cancelou projetos de várias refinarias e manteve apenas a Abreu e Lima, em Pernambuco, que custará nove vezes mais do que o previsto – o orçamento foi de R$ 4,75 bilhões para R$ 42 bilhões. Graça já havia demarcado seu território, ao demitir diretores que haviam sido indicados politicamente – inclusive, pelo próprio PT.

Agora, ela decidiu comprar uma nova briga, segundo informa a coluna do jornalista Ilimar Franco, no jornal O Globo, na nota “Fim da farra”:

A presidente da Petrobras, Graça Foster, decidiu segurar e rever todos os patrocínios concedidos pela empresa. Sua posição atinge eventos, congressos, publicações, filmes, projetos culturais e conferências setoriais e temáticas promovidas pelo governo federal e que tinham patrocínio da estatal. Os marqueteiros petistas estão em polvorosa e, atônitos e irritados, perguntam: “Quem essa Graça Foster pensa que é? A Dilma da Dilma?”

Graça tem o respaldo da presidente Dilma Rousseff, mas seu estilo tem gerado críticas no PT. Seu antecessor, José Sergio Gabrielli, é amigo pessoal do presidente Lula.

Além disso, ao criticar as “metas irreais” da era Gabrielli, ela também critica, indiretamente, a era Lula. A conferência de Graça Foster com investidores ensejou o artigo “O custo Lula”, publicado pelo jornalista Carlos Alberto Sardenberg. Leia:

Há menos de três anos, em 17 de setembro de 2009, o então presidente Lula apresentou-se triunfante em uma entrevista ao jornal Valor Econômico. Entre outras coisas, contou, sem meias palavras, que a Petrobrás não queria construir refinarias e ainda apresentara um plano pífio de investimentos em 2008. “Convoquei o conselho” da empresa, contou Lula. Resultado: não uma, mas quatro refinarias no plano de investimentos, além de previsões fantásticas para a produção de óleo.

Em 25 de junho último, a Petrobrás informa oficialmente aos investidores que, das quatro, apenas uma refinaria, Abreu e Lima, de Pernambuco, continua no plano com data para terminar. E ainda assim, com atraso, aumento de custo e sem o dinheiro e óleo da PDVSA de Chávez. Todas as metas de produção foram reduzidas. As anteriores eras “irrealistas”, disse a presidente da companhia, Graça Foster, acrescentando que faria uma revisão de processos e métodos. Entre outros equívocos, revelou que equipamentos eram comprados antes dos projetos estarem prontos e aprovados.

Nada se disse ainda sobre os custos disso tudo para a Petrobrás. Graça Foster informou que a refinaria de Pernambuco começará a funcionar em novembro de 2014, com 14 meses de atraso em relação à meta anterior, e custará US$ 17 bilhões, três bi a mais. Na verdade, as metas agora revistas já haviam sido alteradas. O equívoco é muito maior.

Quando anunciada por Lula, a refinaria custaria US$ 4 bilhões e ficaria pronta antes de 2010. Como uma empresa como a Petrobrás pode cometer um erro de planejamento desse tamanho? A resposta é simples: a estatal não tinha projeto algum para isso, Lula decidiu, mandou fazer e a diretoria da estatal improvisou umas plantas. Anunciaram e os presidentes fizeram várias inaugurações.

O nome disso é populismo. E custo Lula. Sim, porque o resultado é um prejuízo para os acionistas da Petrobrás, do governo e do setor privado, de responsabilidade do ex-presidente e da diretoria que topou a montagem.

Tem mais na conta. Na mesma entrevista, Lula disse que mandou o Banco do Brasil comprar o Votorantim, porque este tinha uma boa carteira de financiamento de carros usados e era preciso incentivar esse setor. O BB comprou, salvou o Votorantim e engoliu prejuízo de mais de bilhão de reais, pois a inadimplência ultrapassou todos os padrões. Ou seja, um péssimo negócio, conforme muita gente alertava. Mas como o próprio Lula explicou: “Quando fui comprar 50% do Votorantim, tive que me lixar para a especulação”.

Quem escapou de prejuízo maior foi a Vale. Na mesma entrevista, Lula confirmou que estava, digamos, convencendo a Vale a investir em siderúrgicas e fábricas de latas de alumínio. Quando os jornalistas comentam que a empresa talvez não topasse esses investimentos por causa do custo, Lula argumentou que a empresa privada tem seu primeiro compromisso com o nacionalismo.

A Vale topou muita coisa vinda de Lula, inclusive a troca do presidente da companhia, mas se tivesse feito as siderúrgicas estaria quebrada ou perto disso. Idem para o alumínio, cuja produção exige muita energia elétrica, que continua a mais cara do mundo.
Ou seja, não era momento, nem havia condições de fazer refinarias e siderúrgicas.
Os técnicos estavam certos. Lula estava errado. As empresas privadas foram se virando, mas as estatais se curvaram.

Ressalva: o BNDES, apesar das pressões de Brasília, não emprestou dinheiro para a PDVSA colocar na refinaria de Pernambuco. Ponto para seu corpo técnico.

Quantos outros projetos e metas do governo Lula são equivocados? As obras de transposição do rio São Francisco estão igualmente atrasadas e muito mais caras. O projeto do trem bala começou custando R$ 10 bilhões e já passa dos 35 bi.

Assim como se fez a revisão dos planos da Petrobrás, é urgente uma análise de todas as demais grandes obras. Mas há um outro ponto, político.A presidente Dilma estava no governo Lula, em posições de mando na área da Petrobrás. Graça Foster era diretoria da estatal. Não é possível imaginar que Graça Foster tenha feito essa incrível autocrítica sem autorização de Dilma.

Ora, será que as duas só tomaram consciência dos problemas agora? Ou sabiam perfeitamente dos erros então cometidos, mas tiveram que calar diante da força e do autoritarismo de Lula?

De todo modo, o custo Lula está aparecendo mais cedo do que se imaginava. Inclusive na política.

******************

   
CARACTERÍSTICAS DOS EMPREENDEDORES DE SUCESSO

CARACTERÍSTICAS DOS EMPREENDEDORES DE SUCESSO:
SÃO VISIONÁRIOS: Eles têm a visão de como será o futuro para o seu negócio e sua vida, e o mais importantes: eles têm habilidade de implementar seus sonhos.
SABEM TOMAR DECISÕES: Eles não se sentem inseguros, sabem tomar as decisões corretas na hora certa, principalmente nos momentos de adversidade, sendo isso um fator- chave para o seu sucesso. E mais: além de tomar decisões, implementam suas ações rapidamente.
SÃO INDIVÍDUOS QUE FAZEM A DIFERENÇA: Os empreendedores transformam algo de difícil definição, uma ideia abstrata, em algo concreto, que funciona, transformando o que é possível em realidade. Sabem agregar valor aos serviços e produtos que colocam no mercado.
SABEM EXPLORAR AO MÁXIMO AS OPORTUNIDADES: Para a maioria das pessoas, as boas ideias são daqueles que as veem primeiro, por sorte ou acaso. Para os visionários ( os empreendedores), as boas ideias são geradas daquilo que todos conseguem ver, mas não identificaram algo prático para transformá-las em oportunidade, por meio de dados e informação. O empreendedor é um exímio identificador de oportunidades, sendo um indivíduo curioso e atento a informações, pois sabe que suas chances melhoram quando seu conhecimento aumenta.
SÃO DETERMINADOS E DINÂMICOS: Eles implementam suas ações com total comprometimento. Atropelam as adversidades, ultrapassando os obstáculos, com uma vontade ímpar de “fazer acontecer”. Mantêm-se sempre dinâmicos e cultivam um certo inconformismo diante da rotina.
SÃO DEDICADOS: Eles se dedicam 24 h por dia, 7 dias por semana, ao seu negócio. Comprometem o relacionamento com amigos, com a família e até mesmo com a própria saúde. São trabalhadores exemplares, encontrando energia para continuar , mesmo quando encontram problemas pela frente. São incansáveis e loucos pelo trabalho.
SÃO OTIMISTAS E APAIXONADOS PELO QUE FAZEM: Eles adoram o trabalho que realizam. E é esse amor ao que fazem o principal combustível que os mantêm cada vez mais animado e autodeterminados, tornando-os melhores vendedores de seus produtos e serviços, pois sabem, com ninguém, como fazê-lo. O otimismo faz com que enxerguem o sucesso, em vez de imaginar o fracasso.
SÃO INDEPENDENTES E CONSTROEM O PRÓPRIO DESTINO: Eles querem estar a frente das mudanças e ser donos do próprio destino. Querem ser independentes, em vez de empregados; querem criar algo novo e determinar os próprios passos, abrir os próprios caminhos, ser o próprio patrão e gerar empregos.
FICAM RICOS: Ficar rico não é o principal objetivo dos empreendedores. Eles acreditam que o dinheiro é consequência do sucesso nos negócios.
SÃO LÍDERES E FORMADORES DE EQUIPES: Os empreendedores tem um senso de liderança incomum. E são respeitados e adorados por seus funcionários, pois sabem valorizá-los, estimulá-los e recompensá-los, formando um time em torno de si. Sabem que, para obter êxito e sucesso, dependem de uma equipe de profissionais competentes. Sabem ainda recrutar as melhores cabeças para assessorá-los nos campos onde não detêm o melhor conhecimento.
SÃO BEM RELACIONADOS (NETWORKING): Os empreendedores sabem construir uma rede de contatos que os auxiliam no ambiente externo da empresa, junto a clientes, fornecedores e entidades de classe.
SÃO ORGANIZADOS: Os empreendedores sabem obter e alocar os recursos materiais, humanos, tecnológicos e financeiros, de forma racional, procurando o melhor desempenho para o negócio.
PLANEJAM, PLANEJAM, PLANEJAM: Os empreendedores de sucesso planejam cada passo de seu negócio, desde o primeiro rascunho do plano de negócios até a apresentação do plano a investidores, definição das estratégias de marketing do negócio etc., sempre tendo como base a forte visão de negócio que possuem.
POSSUEM CONHECIMENTO: São sedentos pelo saber e aprendem continuamente, pois sabem que quanto maior o domínio sobre um ramo de negócio, maior é a sua chance de êxito. Esse conhecimento pode vir da experiência prática, de informações obtidas em publicações especializadas, em cursos, ou mesmo de conselhos de pessoas que montaram empreendimentos semelhantes.
ASSUMEM RISCOS CALCULADOS: Talvez essa seja a característica mais conhecida dos empreendedores. Mas o verdadeiro empreendedor é aquele que assume riscos calculados e sabe gerenciar o risco, avaliando as reais chances de sucesso. Assumir riscos tem relação com desafios. E para o empreendedor, quanto maior o desafio, mais estimulante será a jornada empreendedora.
CRIAM VALOR PARA A SOCIEDADE: Os empreendedores utilizam seu capital intelectual para criar valor para a sociedade, com a geração de empregos, dinamizando a economia e inovando, sempre usando sua criatividade em busca de soluções para melhorar a vida das pessoas.
Bibliografia: Fonte: DORNELAS, JOSÉ CARLOS ASSIS – Empreendedorismo : Transformando ideias em negócios, Campus,4 EDIÇÃO, 2012

 

 

Voltar

E-zine
VendaMais
Raúl Candeloro

Ano 14

nº 47

20 de novembro de 2012

Nesta edição

Editorial – Devagar, que tenho pressa
Por Raúl Candeloro

Opinião do leitor

Artigo da semana – Prometheus e não Entreghous – filme, seriado ou novela?
Por Scher Soares

Entrevista exclusiva com Prof. Menegatti

Compartilhe:

FBTwttermail

Editorial

Devagar, que tenho pressa

Por Raúl Candeloro

Olá, Osmar.
Na semana passada falei sobre 10x e não pensar pequeno e hoje quero continuar o tema, além de lançar uma promoção/desafio.
Tenho notado com frequência que muita gente está confundindo atividades com resultados. Não adianta fazer mais coisas (10x) se essas coisas não são inteligentes, não agregam valor, não diferenciam o seu trabalho, não permitem que você seja criativo ou, pior, não ajudam você a realizar-se plenamente. Por isso queria dar algumas dicas rápidas sobre o assunto:

1. Libere (ou bloqueie) alguns momentos do seu dia: Se você tem uma agenda e todas as horas e todos os dias estão ocupados, alguma coisa está errada. Essa é a vida de uma formiga. Quando ela morre, ninguém nem nota – vem outra formiga e a substitui. Trabalho inteligente, criativo, que produz verdadeira satisfação precisa de momentos calmos para usar inteligência com foco. Se você não bloquear momentos do dia para trabalhar com o cérebro, com inteligência, então por definição está fazendo justamente o contrário. (E tem gente que ainda faz isso com orgulho!).

2. Diminua o ritmo: Essa é uma luta constante na vida de todos. Parece que está todo mundo a 1000 por hora. Por um lado isso provoca uma sensação de avanço e de realização, mas é como aqueles passeios de trem que cruzam cinco países da Europa em dois dias. Você não consegue prestar atenção de verdade em absolutamente nada. Entendo que existam momentos de alta intensidade e dedicação forte ao trabalho, mas tenho visto muita gente no que chamo de Síndrome da Esteira: corre, corre e não chega a lugar algum.  Pior: fazendo uma série de coisas que não dão resultado simplesmente por que ninguém parou para pensar de verdade em como fazer aquilo com excelência. Diminuir o ritmo tem muitas vantagens (lembre da tartaruga x lebre). Como disse Napoleão: “devagar, que tenho pressa”. Inteligente mesmo é a pessoa que consegue melhores resultados, não a que tem mais coisas para fazer anotadas na agenda.

3. Simplifique: A quantidade de trabalho desnecessário que vemos nas empresas brasileiras hoje é monumental. São relatórios que ninguém lê, reuniões desnecessárias, problemas e correria de última hora provocados por falta de planejamento, falta de comunicação interna, etc. Acho que toda empresa deveria ter um pôster nas paredes de todas as salas escrito: “Não Complique: simplifique”. Melhor ainda, na linha da simplificação: somente “Simplifique”. Comece a tirar coisas da sua mesa, da sua agenda, a eliminar reuniões desnecessárias, a pensar o tempo inteiro em como evitar problemas antes que aconteçam. Seja um campeão/campeã da simplificação. Como disse Saint-Exupéry, “A perfeição é alcançada não quando você não pode colocar mais nada, mas sim quando não precisa tirar mais nada”.

Essas três dicas, quando colocadas em prática, vão ajudar com certeza absoluta a acelerar seus resultados. Como sempre, depende antes de mais nada da sua ATITUDE.
O que nos traz novamente ao desafio deste mês: qual a atitude que você precisa melhorar em 2013 para vender mais e o que vai fazer para melhorá-la? (Seja específico!) Poste sua resposta na nossa página do Facebook: www.facebook.com/VendaMais. As 5 melhores respostas ganharão um vale-compras de R$ 50 a ser utilizado na loja da Editora Quantum.
Abraços simplificados,
Raúl Candeloro

Revista VendaMais Assine já

Opinião do leitor

A Revista VendaMais desse mês está recheada de reportagens interessantes, como sempre excelente!!
Leila Fortuna
Via Facebook

Entrevista

Imagem do livro

“A vida é um processo contínuo de comunicação, persuasão e influência sobre outras pessoas. A capacidade de vender ideias determina o sucesso na vida e na carreira”.
Confira a entrevista com o Prof. Menegatti.Continuar a leitura >>

Para pensar

“Se você quer ser bem-sucedido, precisa ter dedicação total, buscar seu último limite e dar o melhor de si”.
Ayrton Senna

Introdução aos passos da venda - Proposta de Valor - Novo formato

Dica da semana

Sucesso: Prometheus e não Entreghous – filme, seriado ou novela?

Por Por Scher Soares

O artigo de hoje é um paralelo bem-humorado entre um tema de Hollywood e o mundo corporativo.
Aproveitando a recente divulgação da chegada do filme Prometheus às locadoras, dei-me conta de que é quase impossível pensar no nome da película sem fazer um paralelo direto e imediato com o passado do verbo prometer. E eis que, repetindo para mim mesmo o nome do filme, senti-me tentado a fazer uma pequena provocação em forma de brincadeira com as possíveis variações e suplementos do título original no mundo corporativo. Se no campo da arte Prometheus é uma obra que promete nos envolver na sua trama, no mundo corporativo ela está mais para uma novela que se repete em algumas empresas, sempre com as mesmas pessoas. São os atores de um drama que acomete as empresas e as torna mais lentas e improdutivas. Conheça abaixo alguns dos principais personagens.

Continuar a leitura >>

Publicidade

Treinamentos VendaMais
Desenvolver uma equipe vencedora nunca foi tão fácil e barato.
Acesse aqui e confira.

Osmar, mande suas ideias ou contribua com sugestões, enviando sua mensagem para: raul@vendamais.com.br

Telefone: 4004-0174 ou 0300 789-2010 (de 2ª a 6ª, das 8h às 18h)
Para mais informações, envie um e-mail para atendimento@vendamais.com.br

Editora Quantum

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada, adicione os e-mails da Editora Quantum ao seu catálogo de endereços.

A Editora Quantum respeita a sua privacidade e é contra o spam na rede.
Se você não deseja mais receber nossos e-mails cancele sua inscrição.

© Editora Quantum

 

 


À procura de virtudes

Você acredita que ter virtudes é importante para um bom relacionamento?

E você costuma procurar virtudes nas pessoas com as quais convive?

Talvez você acredite que ter virtudes é importante e até as procure nas pessoas de sua relação, mas se questione se essas qualidades não são escassas em alguns indivíduos.

Bem, se você está com essa problemática, talvez possamos pensar juntos sobre como tentar resolver esse impasse.

Já houve algum momento em que você se interessou por algo, e passou a notar esse algo com mais freqüência?

Por exemplo: se você resolve comprar um veículo de tal marca e tal modelo, começa a notar muitos desses veículos circulando pelas ruas, o que não acontecia antes, não é mesmo?

Pois bem, isso é fruto do interesse, da atenção que você presta no objeto que procura.

Algo semelhante pode acontecer também com os defeitos, os vícios, as qualidades, os valores, as virtudes dos indivíduos.

Se você observa uma pessoa à procura de defeitos, certamente vai perceber só defeitos, pois esse é o foco da sua atenção.

Nem sempre isso quer dizer que a pessoa tenha os defeitos que você nota, mas suas lentes estão ajustadas para ver defeitos.

Ao contrário, quando você ajusta seu olhar para detectar virtudes perceberá, sem dúvida, muitas delas.

Experimente fazer isso com alguém do seu círculo de relacionamento em quem você nunca percebeu nenhuma virtude. Comece a observar com olhos de ver, e encontrará virtudes.

Isso fará com que seu conceito sobre essa pessoa se modifique para melhor.

Esse é um bom exercício para quem deseja tornar sua vida de relação mais harmônica.

Não existe uma pessoa no mundo que não tenha pelo menos uma virtude, uma qualidade. Basta procurar.

E quando passamos a ver qualidades nas pessoas que convivem conosco, o relacionamento se torna mais agradável.

Para ajudar nessa procura por boas qualidades, vamos citar algumas delas:

Paciência, pontualidade, boa-vontade, alegria, otimismo, responsabilidade, organização, respeito, espírito de equipe, discrição, lealdade, honestidade, senso de justiça, disposição, sinceridade, tolerância, etc.

Às vezes implicamos com uma pessoa apenas porque ela pensa diferente de nós e por isso a rotulamos e a excluímos do nosso círculo de amizades.

Outras vezes, o simples fato de não simpatizarmos com alguém já basta para nos afastar e evitar aproximações.

E se viver em sociedade é condição natural dos seres humanos, importante que procuremos viver bem com as demais pessoas.

Façamos esse importante exercício de procurar virtudes.

E o mérito será maior quanto mais difícil for para encontrá-las e lhes dar o devido valor.

Afinal, virtudes são como jóias valiosas, é preciso descobri-las e saber apreciá-las.

Que tal essa proposta?

Pense nisso, afinal, você não tem nada a perder.

Pelo contrário, tem muito a ganhar.

Como?

Ora, tornando sua vida de relação mais agradável e contribuindo com seu tijolo de otimismo nessa construção chamada sociedade.

Pense nisso!

Um dia um Sábio de Nazaré disse: “quem tem olhos de ver, veja.”

Pense nisso, ajuste suas lentes, e seja um garimpeiro de virtudes!

Texto da Equipe de Redação do Momento Espírita.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s