Acabando-se com a vida, acabam-se os problemas?

Acabando-se com a vida, acabam-se os problemas?

O mundo assiste mais uma vez, estupefato, a matança de crianças numa escola de ensino fundamental dos EUA. A polícia americana investiga como o atirador que matou 26 pessoas – incluindo 20 crianças conseguindo entrar na escola Sandy Hook, em Newtown, Connecticut,  sexta-feira (14/12/2012). Uma tragédia que têm como pano de fundo outras tragédias onde o personagem principal de uma hora para outra resolve mostrar aos seus compatriotas que algo não está acontecendo da maneira que ele desejava que acontecesse, dizimando vidas e até a sua própria na tentativa de alertar que a maneira pela qual chegara até ali estava errada não por sua culpa.

Nos EUA essa história que acabando com a vida acaba-se com o problema é antiga e antes que a bruma do tempo apague-a de vez de nossa memória, relembro o fato de Robert “Budd” Dwyer (21 de novembro de 1939 – 22 de janeiro de 1987) um político norte-americano da Pensilvânia que cometeu suicídio com um tiro na boca durante uma entrevista coletiva transmitida pela televisão. Bud, como se diz popularmente, não era fraco (em termos de formação acadêmica) graduou-se no Allegheny College, na cidade de Meadville, Pensilvânia. Fez mestrado em Educação e lecionou a disciplina de Estudos Sociais. Foi técnico do time Cambridge Springs de futebol americano. Um republicano, foi membro da câmara da Pensilvânia de 1965 a 1970, e do senado da Pensilvânia de 1970 a 1980. Após seu mandato de senador mudou-se para o tesouro nacional, posição que ocupou até sua morte.

No final do ano de 1986, Budd Dwyer foi acusado de receber uma quantia de US$ 300 mil. Uma barganha feita entre Torquato e o presidente do Partido Republicano no Condado de Dauphin, William Smith — que também era procurador de sua própria esposa e de Torquato — os indicava para testemunhar em defesa de Dwyer. Este fato, juntamente com a recusa do governador em indicar os nomes dos outros culpados, complicou a defesa de Dwyer, pois tudo indicava que os outros envolvidos eram membros do Partido Republicano do Condado de Dauphin. Durante este período, a defensoria do estado ofereceu a Dwyer uma barganha de pegar no máximo cinco anos de cadeia, em troca de um testemunho de culpa, retratação pública e cooperação com as investigações.

Dwyer recusou a oferta e continuou a alegar inocência no caso, da mesma forma que todos ligados a ele. Legalmente, Dwyer poderia continuar a trabalhar na tesouraria do estado até que sua sentença fosse pronunciada. A pena máxima para Dwyer chegava a 55 anos de cadeia e a devolução dos US$ 300 mil.
Em 22 de janeiro de 1987, na véspera do pronunciamento de sua sentença, Budd Dwyer convocou uma coletiva de imprensa para “esclarecer o caso”. Muitos acreditaram que se trataria de uma resignação pública.

Na conferência, um Dwyer nervoso e agitado novamente alegou inocência, e declarou que ele não se afastaria da tesouraria do estado. Aqueles que estavam presentes ouviram suas palavras finais:

“Eu agradeço ao bom deus por ter me concedido 47 anos de desafios instigantes, experiências estimulantes, muitos momentos felizes e, mais do que tudo, a melhor esposa e os melhores filhos que qualquer homem desejaria ter.
Agora minha vida mudou, sem uma razão aparente. As pessoas que me telefonam e escrevem estão exasperadas e sentindo-se desamparadas. Eles sabem que eu sou inocente e quero ajudar. Mas neste país, a maior democracia do mundo, não há nada que eles possam fazer para evitar que eu seja punido por um crime que eles sabem que eu não cometi. Alguns disseram que eu era um Jó dos tempos modernos.
O juiz Malcom Muir é conhecido por suas sentenças medievais. Eu enfrento uma pena máxima de 55 anos numa prisão e o pagamento de US$ 300 mil por ser inocente. O juiz Muir já sinalizou à imprensa que ele, entre aspas, “sentiu-se mal” quando nos foi colocada a culpa, e que planeja me condenar em detrimento dos outros envolvidos. Mas não seria o caso porque cada um dos outros acusados que me conhece sabe que eu sou inocente; isto não legitimaria a punição porque eu não fiz nada de errado. Minha prisão, sendo eu vítima de perseguição política, seria simplesmente um gulag americano.

Eu peço àqueles que acreditam em mim para continuarem com sua amizade e que rezem pela minha família, que continuem a trabalhar por um verdadeiro sistema judicial aqui nos Estados Unidos, e que continuem com os esforços para me ratificar, assim minha família e suas futuras famílias não ficarão maculadas pela injustiça que está sendo perpetrada sobre mim.

Acreditamos que a justiça e a verdade sempre prevalecem, e eu serei inocentado e nós devotaremos o resto de nossas vidas ao trabalho para criar um sistema de justo aqui nos Estados Unidos. O veredito de culpa está cada vez mais ganhando força. Mas na medida em que discutimos nossos planos para expor as mazelas de nosso sistema legal, as pessoas têm dito “por que, irmão?”, “ninguém se importa!”, “você age como um tolo!”, o “60 Minutes”, o “20/20″, a União Americana pelas Liberdades Civis, Jack Anderson e outros que têm publicado estes casos durante anos, e isso não incomoda ninguém…”
Neste momento, Dwyer parou de ler seu discurso e chamou três de seus assessores, entregando um envelope a cada um deles. Depois descobriu-se que um continha uma nota de suicídio para sua esposa. O segundo envelope continha uma nota de doação de órgãos e afins. O terceiro continha uma carta para o governador recém-empossado, Robert P. Casey.

Após distribuir os três envelopes aos assessores, Dwyer pegou um outro envelope e retirou dele um revólver Magnum 357, alertando aos que estavam presentes na platéia:
“Por favor, deixem o recinto se isto os ofende.”
Os que estavam na platéia clamaram a Dwyer para abaixar a arma (“Budd, não!” — ouviu-se na transmissão). Alguns tentaram se aproximar dele, e o ouviram dizer:
“Afastem-se, esta coisa vai machucar alguém.” 

E estas foram suas últimas palavras. Sem dar ouvidos aos clamores, Dwyer enfiou o cano do revólver na boca e puxou o gatilho. Ele caiu no chão, em frente às câmeras de cinco telejornais. Dwyer foi pronunciado morto na cena às 11:31 da manhã.

Em16 de abril de 2007: um aluno de 23 anos de origem coreana mata 33 pessoas antes de se suicidar na Universidade de Virginia Tech, em Blacksburg (Virgínia). O massacre é o pior da história dos Estados Unidos em tempos de paz.

Aqui no Brasil tivemos a invasão da escola dia 07 de abril de 2011 um atirador entra em escola em Realengo, mata alunos e se suicida Segundo hospital, 11 estudantes morreram na Zona Oeste do Rio.
Atirador tinha 23 anos e foi aluno da escola.

Nada disso estaria acontecendo com a humanidade se a realidade de reencarnação estivesse sendo aceita, divulgada e ensinada, pois ciente de que a vida não acaba com a morte do corpo físico e que cada ato ou açao ficam registrados no prontuário de cada um, para posterior avaliação e resgates através das vidas sucessivas, muitos iriam pensar melhor antes de cometer tamanhas barbaridades.

Na outra ponta estão os governos, muitos dos quais se armando até os dentes sem saber que o maior perigo que enfrentam são seus próprios medos. Imaginem o quanto resultaria em termos de aplicação de verbas com a economia através do desarmamento. Dinheiro que poderia estar sendo melhor aplicado para tornar nossas vidas melhor.

Em que situação se encontram hoje os Espíritos de Budd Dwyer e dos jovens responsáveis pelos massacres nas escolas? Só Deus sabe.

Mais um caso de reencarnação comprovada

O então adolescente George Field surpreendeu até mesmo especialistas em reencarnação. Em transe hipnótico disse que em vida anterior fora fazendeiro na cidade de Jefferson, no Sul dos EUA, cuja identidade era Jonathan Powell. Levaram-no para Jefferson, onde teve o ensejo de demonstrar seu conhecimento sobre a região e habitantes. O Dr. H. N. Banerjee, um dos especialistas que acompanhou a experiência, e que na época era Diretor da Pesquisa do Instituto Indiano de Parapsicologia de Jaipur não teve dúvida em afirmar que George Field vivera lá por volta de 1800 como Jonatthan Powell. A Sociedade de Pesquisas Extra-sensoriais de Keene, através de seu presidente,  o Prof. Charles Hapgood, expediu o seguinte veredicto sobre esse caso:
“O cuidadoso estudo feito pela nossa Sociedade e mais especificamente pelo Dr. N. Banerjee, estabeleceu definitivamente que George Field foi Jonathan Powell numa vida anterior. Esse caso incrível de reencarnação, com suas provas irrefutáveis, permite afirmar sem dúvida a existência da vida depois da morte.” (Revista Internacional de Espiritismo” – Maio/1991)

DEVANIR

Religiões que pregam a reencarnação:

Ocidentais:
Cientologia
Cristianismo primitivo ou apostolar
Renovação Cristã
Espiritismo ou Doutrina Espírita
Igreja Católica Liberal
Judaica Ortodoxo e Cabala

Orientais:
Ayyavazhi
Budismo
Caodaísmo
Confucionismo
Hinduísmo
Jainismo
Seicho-No-Ie
Seita dos essênios
Taoísmo

Religiões de mistérios:
Cristianismo Esotérico
Rosacrucianismo

Por influência do espiritualismo brasileiro:
Movimento Ramatis
Racionalismo cristão
Religião de Deus, Legião da Boa Vontade
Santo Daime
Umbanda
Vale do Amanhecer
União do Vegetal
Religião Européia da Bruxaria Pagã:
Wicca

Ele utiliza somente giz e as calçadas do mundo.
ULIAN BEEVER !
ESSE CARA CONTINUA GENIAL…

clip_image001

clip_image002

clip_image003

clip_image004

clip_image005

clip_image006

clip_image007

clip_image008

clip_image009

clip_image010

clip_image011

clip_image012

clip_image013

clip_image014

clip_image015

clip_image016

clip_image017

clip_image018

clip_image019

clip_image020

clip_image021

clip_image022

clip_image023

clip_image024

clip_image025

clip_image026

 

Essa menina Eliane Bartollaci nos manda uma boa dica para a gente viver melhor.

DEVANIR 

Assunto: Fw: 7% (sete por cento)

7% (sete por cento)

Talvez vc já tenha lido ,mas achei legal:

>
>
> Escrito por Regina Brett, 90 anos de idade, assina uma coluna no The Plain
> Dealer, Cleveland, Ohio
>
> “Para celebrar o meu envelhecimento, certo dia eu escrevi as 45 lições que a
> vida me ensinou. É a coluna mais solicitada que eu já escrevi.”
> Meu hodômetro passou dos 90 em agosto, portanto aqui vai a coluna mais uma
> vez:
>
> 1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
>
> 2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno .
>
> 3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.
>
> 4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente. Seus amigos e
> familiares cuidarão. Permaneça em contato.
>
> 5. Pague mensalmente seus cartões de crédito.
>
> 6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.
>
> 7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho.
>
> 8. É bom ficar bravo com Deus. Ele pode suportar isso.
>
> 9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
>
> 10. Quanto a chocolate, é inútil resistir.
>
> 11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.
>
> 12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.
>
> 13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a
> jornada deles.
>
> 14. Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar
> nele.
>
> 15. Tudo pode mudar num piscar de olhos Mas não se preocupe; Deus nunca
> pisca.
>
> 16. Respire fundo. Isso acalma a mente.
>
> 17. Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.
>
> 18. Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte.
>
> 19. Nunca é muito tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda vez é por
> sua conta e ninguém mais.
>
> 20. Quando se trata do que você ama na vida, não aceite um não como
> resposta.
>
> 21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, use roupa chic. Não guarde
> isto para uma ocasião especial. Hoje é especial.
>
> 22. Prepare-se mais do que o necessário, depois siga com o fluxo.
>
> 23. Seja excêntrico agora. Não espere pela velhice para vestir roxo.
>
> 24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
>
> 25. Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você..
>
> 26. Enquadre todos os assim chamados “desastres” com estas palavras ‘Em
> cinco anos, isto importará?’
>
> 27. Sempre escolha a vida.
>
> 28. Perdoe tudo de todo mundo.
>
> 29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
>
> 30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo..
>
> 31. Não importa quão boa ou ruim é uma situação, ela mudará.
>
> 32. Não se leve muito a sério. Ninguém faz isso.
>
> 33. Acredite em milagres.
>
> 34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de qualquer coisa que
> você fez ou não fez.
>
> 35. Não faça auditoria na vida. Destaque-se e aproveite-a ao máximo agora.
>
> 36. Envelhecer ganha da alternativa — morrer jovem.
>
> 37. Suas crianças têm apenas uma infância.
>
> 38. Tudo que verdadeiramente importa no final é que você amou.
>
> 39. Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os
> lugares.
>
> 40. Se todos nós colocássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos todos
> os outros como eles são, nós pegaríamos nossos mesmos problemas de volta.
>
> 41. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
>
> 42. O melhor ainda está por vir.
>
> 43. Não importa como você se sente, levante-se, vista-se bem e apareça.
>
> 44. Produza!
>
> 45. A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente.”
>
> Estima-se que 93% não encaminhará isto. Se você for um dos 7% que o farão,
> encaminhe-o com o título 7%.

Valeu Juarês!

DEVANIR

Só clicar e ler…APROVEITEM!!

LEITURA GRÁTIS, NO ACONCHEGO DO LAR… PENA QUE OS ADOLESCENTES NÃO GOSTAM…

A B
1 Autores só clicar no título para  ler ou  imprimir.
2 Adolfo Ferreira  Caminha Bom Crioulo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2064#_blank>
3 Afonso Henriques de Lima  Barreto Contos de Lima Barreto <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2140#_blank>
4 Afonso Henriques de Lima  Barreto Diário Íntimo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2078#_blank>
5 Afonso Henriques de Lima  Barreto O Homem que Sabia Javanês e Outros  Contos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1861#_blank>
6 Afonso Henriques de Lima  Barreto Triste Fim de Policarpo  Quaresma <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2028#_blank>
7 Alcântara  Machado Brás, Bexiga e Barra  Funda <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7383#_blank>
8 Alcântara  Machado Contos Avulsos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7386#_blank>
9 Aleister  Crowley O Livro da Lei <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2488#_blank>
10 Alexandre Dumas  Filho A Dama das Cam?lias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16517#_blank>
11 Aluísio de  Azevedo A Condessa Vésper <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2124#_blank>
12 Aluísio de  Azevedo Aos Vinte Anos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1731#_blank>
13 Aluísio de  Azevedo Casa de Pensão <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1722#_blank>
14 Aluísio de  Azevedo O Cortiço <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16534#_blank>
15 Aluísio de  Azevedo O Mulato <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2024#_blank>
16 Antero de  Quental Antologia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1738#_blank>
17 Antônio Frederico de Castro  Alves Espumas Flutuantes <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1785#_blank>
18 Antônio Frederico de Castro  Alves Espumas Flutuantes <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2021#_blank>
19 Antônio Frederico de Castro  Alves O Navio Negreiro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2086#_blank>
20 Antônio Frederico de Castro  Alves O Navio Negreiro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1786#_blank>
21 Antônio Frederico de Castro  Alves Os Escravos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16727#_blank>
22 Antônio Frederico de Castro  Alves Vozes d’África <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16725#_blank>
23 Antonio Gonçalves  Dias Canção do Exílio <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2112#_blank>
24 Aristóteles Arte Poética <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2235#_blank>
25 Aristóteles Poética <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=6485#_blank>
26 Arthur Rimbaud Iluminuras <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2271#_blank>
27 Arthur Rimbaud Uma Estação no Inferno <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2260#_blank>
28 Artur Azevedo 345 <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7425#_blank>
29 Artur Azevedo A Ama-Seca <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7426#_blank>
30 Artur Azevedo A Capital Federal <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2222#_blank>
31 Artur Azevedo A Casadinha de Fresco <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1756#_blank>
32 Artur Azevedo A Conselho do Marido <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7428#_blank>
33 Artur Azevedo A Dúvida <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7429#_blank>
34 Artur Azevedo A Melhor Amiga <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7433#_blank>
35 Artur Azevedo A ‘Não-me-toques’! <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7436#_blank>
36 Augusto dos  Anjos Eterna Mágoa <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=5031#_blank>
37 Augusto dos  Anjos Eu <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2066#_blank>
38 Augusto dos  Anjos Eu e Outras Poesias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1772#_blank>
39 Augusto dos  Anjos Outras Poesias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1773#_blank>
40 Bernardo  Guimarães A Dança dos Ossos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16110#_blank>
41 Bernardo  Guimarães A Escrava Isaura <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16580#_blank>
42 Bernardo  Guimarães A Orgia dos Duendes <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2095#_blank>
43 Camilo Castelo  branco A Brasileira de Prazins <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1778#_blank>
44 Camilo Castelo  branco Amor de Perdição <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16586#_blank>
45 Camilo Castelo  branco Coisas que Só Eu Sei <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1780#_blank>
46 Camilo Castelo  branco Coração, Cabeça e  Estômago <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1781#_blank>
47 Casimiro de  Abreu As Primaveras <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2173#_blank>
48 Casimiro de  Abreu Carolina <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1784#_blank>
49 Coelho Neto A Conquista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7524#_blank>
50 Dante Alighieri A Divina Comédia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2203#_blank>
51 Dante Alighieri Divina Comédia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=5779#_blank>
52 Euclides da  Cunha Os Sertões <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2163#_blank>
53 Fernando Pessoa Cancioneiro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15728#_blank>
54 Fernando Pessoa Do Livro do Desassossego <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16740#_blank>
55 Fernando Pessoa Ficções do interlúdio: para além do outro oceano de  Coelho Pacheco <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=24203#_blank>
56 Fernando Pessoa Livro do Desassossego <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=24204#_blank>
57 Fernando Pessoa Mensagem <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15726#_blank>
58 Fernando Pessoa O Banqueiro Anarquista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15729#_blank>
59 Fernando Pessoa O Eu profundo e os outros  Eus <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=24206#_blank>
60 Fernando Pessoa O Guardador de Rebanhos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15723#_blank>
61 Fernando Pessoa O pastor amoroso <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=19803#_blank>
62 Fernando Pessoa Poemas de Àlvaro de  Campos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16746#_blank>
63 Fernando Pessoa Poemas de Álvaro de  Campos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16739#_blank>
64 Fernando Pessoa Poemas de Álvaro de  Campos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16598#_blank>
65 Fernando Pessoa Poemas de Fernando Pessoa <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16090#_blank>
66 Fernando Pessoa Poemas de Ricardo Reis <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16745#_blank>
67 Fernando Pessoa Poemas de Ricardo Reis <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16549#_blank>
68 Fernando Pessoa Poemas em Inglês <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16744#_blank>
69 Fernando Pessoa Poemas Inconjuntos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15725#_blank>
70 Fernando Pessoa Poemas Traduzidos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16114#_blank>
71 Fernando Pessoa Poesias Inéditas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16113#_blank>
72 Fernando Pessoa Primeiro Fausto <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=15727#_blank>
73 Florbela  Espanca A Mensageira das Violetas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1803#_blank>
74 Florbela  Espanca Charneca em flôr <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7531#_blank>
75 Florbela  Espanca Livro de Mágoas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1802#_blank>
76 Florbela  Espanca Livro de Sóror Saudade <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7534#_blank>
77 Florbela  Espanca O Livro D’ele <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7532#_blank>
78 Florbela  Espanca Poemas Selecionados <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2786#_blank>
79 Florbela  Espanca Reliquiae <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7533#_blank>
80 França Júnior Amor com amor se paga <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7536#_blank>
81 Franz Kafka A Metamorfose <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16641#_blank>
82 Fundação Biblioteca  Nacional Catálogo de Autores Brasileiros com a Obra em Domínio  Público <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2137#_blank>
83 Fundação Biblioteca  Nacional Cat?logo de Publicações da Biblioteca  Nacional <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2138#_blank>
84 Gil Vicente Auto da Alma <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1814#_blank>
85 Gil Vicente Auto da Barca do Inferno <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16646#_blank>
86 Gil Vicente Farsa de Inês Pereira <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1819#_blank>
87 Gil Vicente Farsa do Velho da Horta <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1820#_blank>
88 Gregório de  Matos Seleção de Obras Poéticas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1827#_blank>
89 Henry David  Thoreau A Desobedi?ncia Civil <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2249#_blank>
90 Homero Iliada <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2653#_blank>
91 Homero Odisséia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2654#_blank>
92 Honore de  Balzac Béatrix <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2201#_blank>
93 Honore de  Balzac O Elixir da Longa Vida <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2256#_blank>
94 James Joyce Ulysses <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=5246#_blank>
95 João Capistrano de  Abreu Capítulos de História Colonial  (1500-1800) <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2074#_blank>
96 João da Cruz e  Sousa A Poesia Interminável <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2101#_blank>
97 João da Cruz e  Sousa Poemas Humorísticos e  Irônicos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2110#_blank>
98 João do Rio A Alma Encantadora das  Ruas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7616#_blank>
99 João do Rio A Bela Madame Vargas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17347#_blank>
100 João do Rio As Religiões no Rio <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7617#_blank>
101 João do Rio Dentro da noite <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2076#_blank>
102 João Simões Lopes  Neto Contos Gauchescos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1829#_blank>
103 Joaquim José da França  Júnior Amor com Amor se Paga <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1804#_blank>
104 Joaquim Manuel de  Macedo A Luneta Mágica <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2126#_blank>
105 Joaquim Manuel de  Macedo A Moreninha <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16667#_blank>
106 Joaquim Manuel de  Macedo As Vítimas-Algozes <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2134#_blank>
107 Joaquim Nabuco Camões <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2053#_blank>
108 Joaquim Nabuco Minha formação <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2108#_blank>
109 Joaquim Nabuco O Abolicionismo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1835#_blank>
110 Johann Wolfgang von  Goethe Fausto <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2650#_blank>
111 Jonathan Swift Viagens de Gulliver <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2202#_blank>
112 José Carlos do  Patrocínio A Campanha Abolicionista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2121#_blank>
113 José de Alencar A Alma do Lázaro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7545#_blank>
114 José de Alencar A Pata da Gazela <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2096#_blank>
115 José de Alencar A Viuvinha <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2089#_blank>
116 José de Alencar As Asas de um Anjo  (Com?dia) <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16675#_blank>
117 José de Alencar Cinco minutos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2019#_blank>
118 José de Alencar Como e Por Que Sou  Romancista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1837#_blank>
119 José de Alencar Diva <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2033#_blank>
120 José de Alencar Iracema <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2029#_blank>
121 José de Alencar Lucíola <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2047#_blank>
122 José de Alencar O Guarani <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1843#_blank>
123 José de Alencar O que é o Casamento? <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7548#_blank>
124 José de Alencar O Sertanejo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1848#_blank>
125 José de Alencar Senhora <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2026#_blank>
126 José de Alencar Ubirajara <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1851#_blank>
127 José de Santa Rita  Durío Caramuru: poema ?pico do descobrimento da  Bahia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2111#_blank>
128 José Joaquim Cesário  Verde O Livro de Cesário Verde <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1788#_blank>
129 José Maria Eça de  Queirós A Cidade e as Serras <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1790#_blank>
130 José Maria Eça de  Queirós A Ilustre Casa de Ramires <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7529#_blank>
131 José Maria Eça de  Queirós A Relíquia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1794#_blank>
132 José Maria Eça de  Queirós Cartas D’Amor <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16620#_blank>
133 José Maria Eça de  Queirós Cartas D’Amor – O Efêmero  Feminino <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1789#_blank>
134 José Maria Eça de  Queirós Contos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2198#_blank>
135 José Maria Eça de  Queirós O Crime do Padre Amaro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2744#_blank>
136 José Maria Eça de  Queirós O Primo Bas?lio <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16622#_blank>
137 José Maria Eça de  Queirós Os Maias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2683#_blank>
138 José Sarramago Este mundo da injustiça  globalizada <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2913#_blank>
139 José Veríssimo Dias de  Matos História da Literatura  Brasileira <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2127#_blank>
140 Júlio Ribeiro A Carne <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2123#_blank>
141 Júlio Verne A Volta ao Mundo em 80  Dias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=3527#_blank>
142 Ken Knab A Alegria da Revolução <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2638#_blank>
143 Luiz Ferreira Portella  Filho 13 Oktobro 1582 <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=6924#_blank>
144 Luiz Vaz de  Camões Canções e Elegias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1869#_blank>
145 Luiz Vaz de  Camões Os Lusíadas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16841#_blank>
146 Luiz Vaz de  Camões Redondilhas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1871#_blank>
147 Luiz Vaz de  Camões Sonetos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1872#_blank>
148 Machado de  Assis A Carteira <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16915#_blank>
149 Machado de  Assis A Cartomante <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16916#_blank>
150 Machado de  Assis A Causa Secreta <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16917#_blank>
151 Machado de  Assis A Chave <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17900#_blank>
152 Machado de  Assis A Chinela Turca <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1941#_blank>
153 Machado de  Assis A Desejada das Gentes <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16918#_blank>
154 Machado de  Assis A Ela <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1899#_blank>
155 Machado de  Assis A Heran?a <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17350#_blank>
156 Machado de  Assis A idéia do Ezequiel Maia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17896#_blank>
157 Machado de  Assis A Igreja do Diabo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16919#_blank>
158 Machado de  Assis A Inglezinha Barcelos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17352#_blank>
159 Machado de  Assis A mágoa do Infeliz Cosme <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17353#_blank>
160 Machado de  Assis A Mão e a Luva <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16920#_blank>
161 Machado de  Assis A melhor das noivas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17354#_blank>
162 Machado de  Assis A Mulher de Preto <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16923#_blank>
163 Machado de  Assis A mulher Pálida <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17355#_blank>
164 Machado de  Assis A Parasita Azul <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1894#_blank>
165 Machado de  Assis A Pianista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17357#_blank>
166 Machado de  Assis A Segunda Vida <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1915#_blank>
167 Machado de  Assis A Semana <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16924#_blank>
168 Machado de  Assis A Senhora do Galvão <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1919#_blank>
169 Machado de  Assis A Seren?ssima República <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1947#_blank>
170 Machado de  Assis A Última receita <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17941#_blank>
171 Machado de  Assis A Vida Eterna <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17358#_blank>
172 Machado de  Assis A viúva Sobral <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17887#_blank>
173 Machado de  Assis Adão e Eva <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16925#_blank>
174 Machado de  Assis Almas Agradecidas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17359#_blank>
175 Machado de  Assis Americanas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2062#_blank>
176 Machado de  Assis Anedota do Cabriolet <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1961#_blank>
177 Machado de  Assis Anedota Pecuniária <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1913#_blank>
178 Machado de  Assis Antes da Missa <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17370#_blank>
179 Machado de  Assis Antes da Rocha Tapéia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17360#_blank>
180 Machado de  Assis Antes que Cases <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17371#_blank>
181 Machado de  Assis As Academias de Sião <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1920#_blank>
182 Machado de  Assis As Bodas de LuísDuarte <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1895#_blank>
183 Machado de  Assis As Forças  Caudinas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17373#_blank>
184 Machado de  Assis Astúcias de Marido <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17375#_blank>
185 Machado de  Assis Aurora sem Dia <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1897#_blank>
186 Machado de  Assis Ayres e Vergueiro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17376#_blank>
187 Machado de  Assis Balas de Estalo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16926#_blank>
188 Machado de  Assis Bons Dias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1875#_blank>
189 Machado de  Assis Brincar com fogo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17377#_blank>
190 Machado de  Assis Cantiga de Esponsais <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1906#_blank>
191 Machado de  Assis Casa Velha <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1876#_blank>
192 Machado de  Assis Cinco Mulheres <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17379#_blank>
193 Machado de  Assis Confissões de uma Viúva  Moça <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16927#_blank>
194 Machado de  Assis Conto de Escola <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16928#_blank>
195 Machado de  Assis Contos Fluminenses <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1878#_blank>
196 Machado de  Assis Dom Casmurro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16931#_blank>
197 Machado de  Assis Esaúe Jacó <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2042#_blank>
198 Machado de  Assis Felicidade pelo Casamento <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17400#_blank>
199 Machado de  Assis Helena <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16940#_blank>
200 Machado de  Assis Histórias da Meia-Noite <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1893#_blank>
201 Machado de  Assis Memorial de Aires <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2037#_blank>
202 Machado de  Assis Memóias Pótumas de Brás  Cubas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16953#_blank>
203 Machado de  Assis Missa do Galo <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1931#_blank>
204 Machado de  Assis Noite de Almirante <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1916#_blank>
205 Machado de  Assis O Alienista <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16957#_blank>
206 Machado de  Assis O Dicionáio <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1928#_blank>
207 Machado de  Assis O Enfermeiro <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1976#_blank>
208 Machado de  Assis O Espelho <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1948#_blank>
209 Machado de  Assis Pai Contra Mãe <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1951#_blank>
210 Machado de  Assis Papéis Avulsos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1938#_blank>
211 Machado de  Assis Quincas Borba <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16972#_blank>
212 Machado de  Assis Uns Braços <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1967#_blank>
213 Machado de  Assis Várias Histórias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1964#_blank>
214 Mallanâga  Vâtsyâyana Kamasutra <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=5858#_blank>
215 Manuel Antônio Álvares de  Azevedo Lira dos Vinte Anos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1732#_blank>
216 Manuel Antônio Álvares de  Azevedo Noite na Taverna <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2025#_blank>
217 Manuel Antônio Álvares de  Azevedo Poemas Irônicos, Venenosos e  Sarcásticos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=2100#_blank>
218 Manuel Antônio Álvares de  Azevedo Poemas Malditos <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1735#_blank>
219 Manuel Antônio de  Almeida Memórias de um Sargento de  Milícias <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16987#_blank>
220 Manuel Maria de Barbosa du  Bocage Sonetos e Outros Poemas <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1777#_blank>
221 Mário de Sá  Carneiro A Confissão de Lúcio <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=16999#_blank>
222 Miguel de  Cervantes Don  Quijote <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=3768#_blank>
223 Miguel de  Cervantes Don Quixote. Vol. 1 <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17707#_blank>
224 Miguel de  Cervantes Don Quixote. Vol. 2 <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=17708#_blank>
225 Olavo Bilac Alma Inquieta <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=1996#_blank>
226 Olavo Bilac As Viagens <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&amp;co_obra=7565#_blank>
227 Olavo  Bilac

Visite os Sites
www.mulhernatural.vpg.com.br
http://cleusa.bechelani.sites.uol.com.br <http://cleusa.bechelani.sites.uol.com.br/>
www.englishoffice.com.br

 

 

Reflexão

(Enviado pelo Ir.·. Edson F. Sobrinho)

“Uma hora ou outra o destino se ajeita, as coisas se acertam, o passado é esquecido, as dores cicatrizam.
Quem tem que ficar fica, o que é verdadeiro permanece, e o que não é some.
Não tenha pressa, não guarde mágoas, não queira pouco.
Sempre queira o melhor.
Espere na sua.
Aprenda a ser paciente.
Aprenda a ouvir uma boa música quando a tristeza bater.
Aprenda a ignorar o que te faz mal.
Aprenda, sobretudo, a ter fé. Fé de que, por mais difícil que seja, o universo sempre vai conspirar a seu favor, faça seu melhor agora, a colheita será no futuro, o interesse está no futuro, pois é lá que vamos passar o restos de nossas vidas.”
(Charles Kettering)

Jair Duarte – MI – MRA – 33º REAA

Membro da Comissão de Economia e Finanças – GLESP

ARLS 7 de Setembro nº 45

Or.·. Santos – SP

Reuniões às Segundas-Feiras – 20hs

 

 

 

                  Aposentadoria. Leia Importante
AMIGOS, COLEGAS CONHECIDOS…
POR FAVOR… VAMOS ADERIR…
O MÁXIMO QUE PODE ACONTECER É NÃO DAR CERTO…
MAS PARA QUEM AGUENTOU O “LULA” CALADO…
E AGUENTA A “DILMA” CALADO…
NÃO CUSTA NADA GASTAR O DEDINHO TECLANDO
A PRESENTE “PEC” DE INICIATIVA POPULAR…
JÁ DEU CERTO COM A “FICHA LIMPA”…
VAMOS TENTAR…
CASO VC CONCORDE…É SÓ REPASSAR
Se todos nós pobres mortais temos que trabalhar 30 anos para
conquistar a aposentadoria, eles também podem fazer por merecer.
Pessoal, vamos acreditar que é possível mudar este país. Depende de
nós começarmos este movimento, ou então achar que não vale a pena e
ficarmos apenas reclamando. BRASILtem que ser agora.
É assim que começa.
Peço a cada destinatário para encaminhar este e-mail a um mínimo de
vinte pessoas em sua lista de endereços, e pedir a cada um deles para
fazer o mesmo.
Em três dias, a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta
é uma idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o
Povo.
Lei de Reforma do Congresso de 2011
(emenda à Constituição)
PEC de iniciativa popular:
Lei de Reforma do Congresso (proposta de emenda à Constituição Federal)
1. O congressista será assalariado somente durante o mandato. Não
haverá “aposentadoria por tempo de parlamentar”, mas contará o prazo
de mandato exercido para agregar ao seu tempo de serviço junto ao INSS
referente à sua profissão civil.
2. O Congresso (congressistas e funcionários) contribui para o INSS.
Toda a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de
aposentadoria do Congresso passará para o regime do INSS
imediatamente. Os senhores Congressistas participarão dos benefícios
dentro do regime do INSS exatamente como todos os outros brasileiros.
O fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra
finalidade.
3. Os senhores congressistas e assessores devem pagar seus planos de
aposentadoria, assim como todos os brasileiros.
4. Aos Congressistas fica vedado aumentar seus próprios salários e
gratificações fora dos padrões do crescimento de salários da população
em geral, no mesmo período.
5. O Congresso e seus agregados perdem seus atuais seguros de saúde
pagos pelos contribuintes e passam a participar do mesmo sistema de
saúde do povo brasileiro.
6. O Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõe ao povo
brasileiro, sem qualquer imunidade que não aquela referente à total
liberdade de expressão quando na tribuna do Congresso.
7. Exercer um mandato no Congresso é uma honra e uma responsabilidade,
não uma carreira. Parlamentares não devem servir em mais de duas
legislaturas consecutivas.
8. É vedada a atividade de lobista ou de ‘consultor’ quando o objeto
tiver qualquer laço com a causa pública. “
Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas,
em três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem.
A hora para esta PEC é AGORA.
É ASSIM QUE VOCÊ PODE CONSERTAR O CONGRESSO.
Se você concorda com o exposto, REPASSE. Caso contrário, basta apagar
e dormir sossegado.
Por favor, mantenha esta mensagem CIRCULANDO para que possamos ajudar
a reformar o Brasil.
Faça voce também a sua parte !!!

marcelo f. soares

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s