Vender Mais

E-zine
VendaMais
Raúl Candeloro

Ano 15

nº 11

26 de março de 2013

Nesta edição

Editorial – “9 Ilusões Que Nos Impedem de Viver Com Tudo”
Por Raúl Candeloro

Opinião do leitor

O perigo de generalizar
Por Edilson Menezes

Compartilhe:

FBTwttermail

Editorial

“9 Ilusões Que Nos Impedem de Viver Com Tudo”

Por Raúl Candeloro

Olá, Osmar.
Leio muito e por isso mesmo é raro encontrar algum artigo que realmente me impressione, principalmente na área motivacional. Muito lero-lero e pouco conteúdo.
Felizmente, de vez em quando encontramos algumas pérolas que fazem a busca e a espera valerem a pena. O texto de Justin Dixon: “9 Ilusões Que Nos Impedem de Viver Com Tudo”, realmente é algo que merece uma reflexão (encontrei originalmente o artigo aqui)
São 9 pensamentos que nos limitam e impedem de vivermos plenamente.
1. Vida fácil.
Isso mesmo, a vida fácil é uma ilusão. Todos têm algum desafio pra enfrentar. Todos têm algum fardo pra carregar, e embora talvez você não esteja passando fome, os problemas que você enfrenta ainda são um desafio, do contrário você já teria os superado. Não importa o que você faz, você terá que enfrentar desafios. Mas não se desespere, isso é uma boa notícia. Se a vida não vai ser fácil, não importa que você escolha fazer algo “prático” ou seguir sua paixão, então, todas as desculpas que dizem que seria difícil demais levar a sério seus sonhos começam a perder suas forças. A vida vai ser difícil, não importa o que você faça. As pessoas vão lhe julgar independente das escolhas que você faça. Então faça as escolhas que vão lhe deixar feliz. Não se preocupe com o fato da vida ser difícil, isso acontece. A pergunta que eu desafio você a se responder é: Você quer atravessar o processo difícil da vida em prol de coisas que são práticas ou por coisas que tem significado pra você?
2. Aquele Um Dia Mágico.
“A estrada para “algum dia” leva à cidade chamada “lugar nenhum.”
Billy Cox

Você pode procurar por ele no seu calendário, você pode checar no seu relógio. Você não vai encontrá-lo. Não existe uma circunstância certa que vai fazer seu “algum dia” acontecer magicamente. Você tem que fazê-lo acontecer. Você terá que estipular datas no calendário para seus objetivos e para que sua mente possa registrar como real. “Algum dia” não existe, mas você tem a força para fazer com que as coisas algum dia aconteçam. Você tem o poder para começar agora, a partir das coisas que você tem adiado. Ou algo vale a pena ser feito ou não. Decida e aja de acordo. Não relegue as coisas para o tal mágico “algum dia”.

 

Opinião do leitor

Gostei muito do artigo da e-Zine do dia 18/03, com o tema: Revisão Pessoal Semanal, do Raúl Candeloro. Achei superválida. Vou testar e já encaminhei para várias amigas e familiares, pois o planejamento é importante para a vida pessoal também, acredito que é em casa que os sucessos começam a acontecer em nossa vida. Obrigado!
Alzenira Cardozo

Para pensar

“Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado”.
Roberto Shinyashiki

3. Um Plano Mágico.
Passei um longo tempo com esse. Eu já tinha determinado que “algum dia” não existia, mas eu precisava de um plano. Na verdade, eu precisava de um plano mágico, algo que faria tudo se alinhar perfeitamente. Não há planos mágicos. Qualquer coisa pode dar errado com qualquer decisão que você tome, não importa o quão informado você esteja. Não cometa o erro que cometi. Não espere que seus planos sejam perfeitos. Não espere a “fada do plano” vir e torná-lo mágico. Pegue seu objetivo e comece a andar em direção a ele. Seja paciente consigo mesmo e corrija os erros que você faz no caminho. Simplesmente comece. Você nunca vai aprender a nadar se você nunca entrar na água, tenha você um bom plano ou não.
4. A Decisão Errada.
Embora existam vários erros que você possa cometer, não há um único erro que vá arruinar completamente sua vida. Se o caminho que você está seguindo não parece bom, então você tem o poder de mudar. Durante todo o tempo você pode escolher ser responsável por si mesmo. Em qualquer situação, você pode encontrar uma lição e pode começar hoje a ir numa direção positiva. Essa mudança não acontece toda de uma vez, mas se você está comprometido a parar de repetir seus erros, então você pode e irá mudar sua vida pra melhor.
5. O Passado.
A razão pela qual chamamos de passado é porque nós já passamos por ele. Não está mais aqui. Este é um novo dia e esta é uma nova oportunidade. O que você faz hoje, o que você faz exatamente agora determina quem você é. Esta é a hora que você pode se colocar onde quiser. Esta é a hora que você pode começar a construir os hábitos que você sempre quis.
6. Não Ser Suficiente.
De acordo com a PhD Susan Jeffers, essa é a raiz de todos os medos. Tememos a morte porque não sabemos se conseguiremos lidar com ela. Tememos a mudança porque não sabemos se somos suficientes para lidar com ela. Um teste rápido para ver se você é suficiente para enfrentar a situação que você está é: você está nela? Sim? Isso significa que você tem o suficiente para atravessá-la. A você não será dado mais do que pode carregar. Isso não significa que você não precisará nunca de ajuda, significa que você pode enfrentar qualquer problema que você esteja passando neste momento.
7. Falta.
Há uma ordem neste universo, eu não a entendo, mas aprendi algumas coisas dela. Não nos falta nada. Tempo? Ideias? Oportunidade? Comida? Tenho uma prática: quando eu fiz tudo que podia para atender minhas necessidades, faço a seguinte prece: “Fiz tudo que podia. Vou confiar em Você (a ordem neste universo) para tomar conta do resto”.
Até hoje, nos dias que eu digo essa prece, eu comi quando deveria ter permanecido faminto. Novas portas abriram quando eu não sabia mais onde ir. Mas se você aceita a ideia de que não há o suficiente de alguma coisa, você vai parar de procurar por essa coisa. Se você parar de procurar pelas coisas que você pode passar sem, você para de procurar pelos caminhos pelos quais você pode fazer boas coisas acontecerem e simplesmente se deixa levar pela derrota. Quando você acredita que há falta, você a cria. Quando o falcão acredita que a corda ainda está lhe limitando o voo, então o falcão recria a corda.
8. Separação.
Toda a matéria tem uma frequência. Para que você possa fisicamente tocar alguma coisa, ela deve estar vibrando na mesma frequência da matéria que você é feito. Na verdade, a física quântica descobriu que tudo está conectado. A realidade é um espectro de frequência onde toda a matéria e energia está conectada. É uma grande rede. Por isso aproveite tudo com os outros. Eles são parte de você. Quando eles forem bem-sucedidos, parte de você também é bem-sucedida. Ajude os outros. Quando você os ajuda, você ajuda parte de si mesmo. Você não pode fazer algo a alguém sem também fazer isso em parte a você mesmo; é uma impossibilidade física. A razão pela qual ver as coisas desse jeito lhe torna livre é que lhe coloca na posição de liderar pelo exemplo. Coloca-lhe na posição de dar e ajudar. Receber esse tipo de reputação pode abrir novas oportunidades que você nunca jamais pensou que poderiam existir.
9. Caos.
O caos é o que você vê quando não está olhando para o quadro inteiro. Sempre há algo bom acontecendo. Sempre há um jeito das coisas funcionarem. Sempre há uma razão para que as coisas sejam do jeito que são e sempre há uma razão para que ela possa se tornar outra coisa.
Abraço e boas vendas,
Raúl Candeloro

Remover | Cadastro | Comentários | Compartilhar | Imprimir


A colheita de amanhã

Aquele homem de cabelos brancos e rosto sulcado por profundas marcas que o tempo esculpiu, certamente tinha acumulado muitas experiências que a vida lhe proporcionara.

Quantos sorrisos, quantas lágrimas já haviam contemplado aquele velho rosto agora cansado e quase sem expressão.

Empregou seu tempo de juventude construindo o futuro e amparando a esposa e os filhos. Agora que suas forças físicas estavam sumindo e o corpo quase não obedecia aos comandos do cérebro, ele foi viver com um dos filhos, a nora e o neto de seis anos de idade.

Sentia-se um intruso naquele lar. Tinha saudades da esposa, que já havia retornado ao mundo dos espíritos há alguns anos.

Nos primeiros dias o vovô se sentava à mesa para fazer as refeições junto com os familiares, mas a nora não estava gostando que aquele velho de mãos trêmulas derramasse alimentos sobre a mesa e no chão.

Sim, uma visão embaralhada e mãos que tremem, deixam rolar algumas ervilhas, derramar o leite do copo, sujar a toalha.

O filho e a nora não suportaram por muito tempo aquela sujeira toda, providenciaram uma mesa pequena e a colocaram no canto da sala. Agora o vovô passaria a comer lá, sozinho, pois o barulho das suas mastigadas rudes também incomodavam o jovem casal.

O velho homem também havia quebrado dois pratos e por isso passou a comer numa tigela de madeira, por ordem do seu filho.

O neto era a única pessoa que se aproximava do velho e só ele percebia que, vez em quando, uma lágrima rolava discretamente do olho do vovô.

Apesar da pouca idade, o garoto sabia que as lágrimas eram por causa do abandono e da solidão e tentava animar o vovô com sua alegria infantil.

Numa noite, em que o casal conversava na sala de jantar, o pai notou que o menino lidava com pedaços de madeira e outras sucatas jogadas no chão, e lhe perguntou interessado:

– Filho, o que você está fazendo com essas madeiras?

O filho respondeu com a doçura e a inocência de seus seis anos:

– Estou fazendo duas tigelas de madeira. Uma é para você, e a outra para a mamãe. Afinal, quando eu crescer vocês precisarão delas.

As palavras do garoto foram um golpe para os pais, que ficaram mudos por alguns minutos.

Depois, entenderam a lição e grossas lágrimas rolaram dos seus rostos jovens.

E, naquela mesma noite, na hora do jantar, o marido foi buscar seu velho pai e o trouxe para sentar-se à mesa e usar talheres e pratos como todos os outros.

Sem entender o que estava acontecendo, aquele homem de cabelos brancos e rosto sulcado por profundas marcas que o tempo esculpiu, pôde fazer parte outra vez do mundo dos vivos, apesar das mãos trêmulas e da visão embaralhada.

***

Os pais são espelhos vivos dos filhos, que neles buscam um norte para suas vidas.

Lembre-se sempre de que eles o observam e seguem as suas pegadas.

Por essa razão, vale a pena deixar marcas de luz e exemplos dignos de serem seguidos.

Redação do Momento Espírita

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s