gnosis

Novos Textos no GnosisOnline

Link to GnosisOnline


Câncer – De 21 de junho a 22 de julho

Posted: 22 Jun 2013 08:03 AM PDT

Magia Cósmica

Regências e Relações

Região do corpo:

Estômago

Metal:

Prata

Pedras preciosas:

Pérola

Perfume:

Cânfora

Planta:

Eucalipto, violeta, cerejeira

Flor:

Rosa Branca

Planeta:

Lua

Cor:

Prateado

Elemento:

Água

Palavra-chave:

Fecundação

Dia da semana:

Domingo

Arcanjo Regente:

Gabriel

Gênios do Zodíaco:

Randhar e Phakiel

Tattwa:

Apas

Querido discípulo:

Já haveis estudado e praticado a lição de Gêmeos.

Hoje, entramos na constelação de Câncer.

Através de vossos estudos já vos destes conta de que nós, os Gnósticos, somos essencialmente práticos.

Francamente, não nos agrada passar a vida teorizando; nós vamos ao grão, estamos enfastiados de tanta teoria. Somo essencialmente realistas. Queremos fatos, não teorias nem intelectualismos morbosos. Gostamos das realidades efetivas. Vamos às grandes realizações.

Todas as escolas espiritualistas falam dos mundos suprassensíveis, porém nós vamos mais longe porque somos mais práticos . Ensinamos nossos discípulos a entrar nesses mundos em corpo astral e até com o próprio corpo de carne e osso, de uma forma totalmente consciente e positiva.

Isto de entrar com o corpo físico nos mundos ultrassensíveis causa espanto aos teóricos, porque eles nada mais sabem que teorizar, todavia aos compreensivos não causa espanto, uma vez que isso é tão antigo quanto o mundo. Em tempos não remotos, o corpo físico se desenvolvia e desabrochava dentro do plano astral.

Depois desse curto preâmbulo, entremos de vez em nossa presente lição de Câncer.

Câncer é a casa da Lua.

A Lua influi sobre os sucos leitosos de todas as espécies vivas.

A Lua ajusta a procriação de todo o ser vivente. Governa a seiva dos vegetais e o fluxo e refluxo das marés.

A Lua ajusta a procriação de todo o ser vivente. Governa a seiva dos vegetais e o fluxo e refluxo das marés.

A Lua tem poder sobre o sal e o sal é a base de todo ser vivo. Dentro de nosso organismo existem 12 sais que são os 12 sais dos signos zodiacais.

Câncer é o signo do escaravelho sagrado.

Câncer é o signo da reprodução. A concepção fetal se verifica com os raios do signo de câncer e por isso ele é o signo do escaravelho sagrado.

No Egito o escaravelho sagrado simboliza a alma. As almas reencarnantes passam pela esfera de Câncer antes de tomar corpo.

Câncer produz a enfermidade que leva o seu nome. Câncer é o karma dos fornicários.

A Lua é o símbolo de um planeta secreto que está atrás dela.

As hierarquias violeta do templo-coração da Lua deram ao homem o corpo vital.

A Lua está habitada do lado que não se vê. Os selenitas são os seres mais atrasados e vulgares de nossa terra: houve que se encerrá-los lá. Quase todos os habitantes dessa população lunar são mulheres. Tais seres não são bons nem maus, apenas atrasados. Conforme evoluam, torna-se a lhes dar um corpo aqui em nossa terra e por fim todos o terão de novo. Também existe outra pequena lua chamada de Lilith pelos astrônomos. Lilith é a Lua Negra. Ali vão ter as almas que já se separaram totalmente de sua santa trindade formada por Atman-Budhi-Manas.

Semelhantes almas são de uma perversidade indescritível e ali passam pela segunda morte à qual se refere o Apocalipse. Cristo também nos falou dela.

HPB alude ao Avitchi e à segunda morte no 6º volume de A Doutrina Secreta.

O Bhagavad Gita também nos fala do abismo, porém bastou que falássemos nós desse tema para que os espiritualistas da Colômbia se rissem de nós.

Jamais disse que minha pessoa física se ocupasse em encerrar as almas perversas no abismo. Isso seria um absurdo, pois eu sou um homem, como qualquer outro. Esses poderes apenas Deus os possui. Maravilhas deste tipo apenas Atman as faz, o grande Espírito Universal da Vida; Alaya, a superalma de Émerson, a grande alma do mundo. Essas maravilhas só as faz meu Deus Interno, meu Purusha, minha Mônada, meu Ser Superior, meu Íntimo, meu Mestre Interno, meu Anjo Interno, diante do qual tenho de me ajoelhar, porque ele é Atman, o Inefável.

Isso pode fazer também o Deus Interno de qualquer um de vós, porquanto Atman é Onipotente e Inefável. Mestres há muitos, porém a Alma Mestre é uma só: a Alma do Mundo, o Alaya divino que se parece como muitos.

Samael Aun Weor é o nome autêntico de uma chama da grande fogueira diante da qual eu tenho de me prosternar.

Aun Weor significa Vontade de Deus e foi a vontade de Deus quem fez essa obra. Assim, quando falamos do Avitchi nada de novo dizemos, quase todos os melhores espiritualistas o comentam, o citam, o descrevem.

Surpreendem-se os espiritualistas de que Atman, o grande espírito Universal de vida, esteja atuando através de uma de suas chamas para cumprir uma missão cósmica. Estranham sim, porque a ignorância em sua atrevida simplicidade é uma pedinte ladina com a qual não se pode ter um contato asseado. Onde está a sabedoria desses mentecaptos que me criticam? Que fizeram?

O Avitchi é um tema muito velho, o próprio Dr. Jorge Adoum (mago Jefa), falou da segunda morte em A Sarça de Oreb. E então?

Antigamente, as personalidades totalmente separadas de sua divina tríade ficavam no Avitchi de nossa terra. (Veja-se o 6º volume da Doutrina Secreta de HPB.)

Hoje os tempos mudaram. Estamos iniciando a Nova Era de Aquário e as personalidades já separadas de suas divinas tríades, temos de isolá-las deste globo terrestre para limpar a atmosfera de toda a maldade. Isso é tudo. Se isto é motivo de zombaria por parte dos espiritualistas de aula e de leitores ocasionais, de quem é a culpa?

Quando se rompe a ponte chamada Antakarana que comunica a divina tríade com os corpos inferiores, então a parte inferior fica separada e se afunda no Abismo de Forças destrutivas, onde vai se desintegrando pouco a pouco; esta é a segunda morte de que nos fala o Apocalipse ou o estado de consciência chamado Avitchi.

Nestes casos, a divina tríade se reveste de um novo corpo mental e astral para continuar sua evolução e a personalidade descartada submerge no estado de Avitchi, entre sofrimentos indescritíveis.

Todas as luas do nosso sistema solar estão sob o governo de Jeová, porém nosso satélite terrestre é governado diretamente pelo anjo Gabriel.

O mago deve fixar bem as influências lunares porque todas as energias siderais se cristalizam em nossa terra por intermédio das forças lunares.

Tudo o que se inicia no quarto crescente, progride rapidamente.

Tudo o que se faz na minguante, fracassa

A lua nova é muito débil e a lua cheia muito forte, serve para realizar com êxito todo tipo de magia prática.

O último dia de Lua significa abortos e fracassos…

Fazei sempre vossos negócios na lua crescente para que triunfeis.

Hitler lançou-se contra a Rússia na Lua minguante e fracassou.

Quando dentro de uma auréola da lua brilha uma estrela, é sinal de que um general está sitiado por inimigos

A lua produz o fluxo e o refluxo do mar, produz as altas e baixas das marés, bem como atrai ou repele o magnetismo terrestre.

A lua influi sobre a glândula Timo, que regula o crescimento do ser humano.

O mago deve preparar seu corpo para o Exercício da Magia prática. O corpo do Mago é diferente dos demais porque está preparado.

Exercício

Sentai-vos em uma cômoda poltrona. Fechai vossos olhos. Apartai-vos de todo pensamento. Focalizei no vosso íntimo e rogai assim:

“Meu pai, tu que és meu real ser; Senhor, eu te suplico para que entres no templo-coração da Lua e me tragas o anjo Gabriel. (Em seguida, o discípulo fará, com as mãos entrelaçadas sobre o coração, uma pequena reverência saudando o guardião da direita. Inspirará fundo, como num suspiro, e pronunciará a palavra de passe: JÁKIN. Posteriormente, fará idêntica saudação ao guardião da esquerda e pronunciará a palavra: BOAZ.)
Meu senhor… Amém.

Em seguida, dirigi-vos aos quatro pontos cardeais e fazei a seguinte invocação do Anjo Gabriel, bendizendo o norte, o sul, o leste e o oeste:

Invocação

“Treze mil raios tem o Sol, treze mil raios tem a Lua, treze mil vezes se arrependam os inimigos que eu tenho.”

O discípulo rogará ao anjo Gabriel para que prepare seu corpo para fazê-lo invisível, para lhe transformar o rosto, deter balas ou facas em momentos de perigo ou para materializar qualquer entidade superior. Jâmblico, o grande Teurgo, fazia visíveis no mundo físico os Deuses siderais porque tinha o corpo bem preparado.

O anjo Gabriel tratará ocultamente o canal e certos centros da coluna espinhal do discípulo. Quando ele já puder fazer o Anjo Gabriel visível e tangível no Mundo físico, é porque seu corpo estará preparado. Então, num momento de perigo, invocará o Anjo Gabriel.

Se o discípulo quiser fazer-se invisível, o Anjo Gabriel o apagará da visão dos inimigos ou transformará seu rosto, caso o exija. A invocação será feita sempre com a bênção dos 4 pontos cardeais.

Pratica-se estes exercícios para preparar o corpo durante toda a vida..

O teurgo pode fazer visíveis no plano físico aos Deuses Siderais, quando tem o corpo bem preparado. Isto requer paciência e constância. Nada se consegue de presente. Tudo custa luta e sacrifício.

As forças que descem do céu, ao chegarem em nossa glândula timo, se encontram com as forças que sobem da terra através do organismo. Ali, na glândula timo, os dois triângulos das forças superior e inferior se entrelaçam para formar o Selo de Salomão.

Prática

Sentados, imaginai este maravilhoso encontro das forças cósmicas, formando o Selo de Salomão na glândula Timo. Submersos em profunda meditação interna, rogai a vosso íntimo para que se adentre no templo sideral da principal estrela de Câncer e traga as hierarquias principais dessa constelação a fim de que despertem os poderes internos e tratem dessa glândula.

Vocalizai a letra A diariamente por 1 hora.

Tipo astrológico de Câncer

Os cancerianos são pacíficos, porém, às vezes demasiado coléricos. Têm disposição às artes manuais, são sensíveis e seu caráter muda com as fases lunares. Servem-lhes as longas viagens. São românticos, amorosos e bastante tenazes.

A Esfinge Elemental do Egito

Posted: 22 Jun 2013 02:00 AM PDT

Magia Elemental

A Esfinge do Egito é a representação do poderoso “Intercessor Elemental” da Grande Deusa Mãe do Mundo

Naquele velho Egito Elemental que cresceu e amadureceu sob as protetoras asas da Esfinge Elemental da Natureza, a Cerimônia da Iniciação era algo terrivelmente Divino.

Quando o Venerável Mestre esgrimia a espada no ato de admissão, os canais de Idá e Píngala (as duas testemunhas) e o canal de Sushumna, junto com as forças que por ele circulam, recebiam um tremendo estímulo.

No Primeiro Grau este estímulo só afeta a corrente feminina lunar de Idá. No Segundo Grau afeta a Píngala, a corrente masculina, e no Terceiro recebia o estímulo da corrente ígnea da Kundalini, que flui ardente pelo canal medular de Sushumna. Com este Terceiro Grau ficava desperta a Kundalini.

É claro que esses três estímulos estão correlacionados com o trabalho de Magia Sexual, que o Iniciado realizava com a Vestal do Templo. Seria inútil tal estímulo se o candidato fosse fornicário. Isto é para gente que está praticando Magia Sexual intensamente.

Idá sai da base da espinha dorsal, à esquerda de Sushumna, e Píngala à direita. Na mulher estão invertidas estas posições. As linhas terminam na medula alongada. Tudo isso se acha simbolizado no Caduceu de Mercúrio, com suas asas abertas.

Essas duas asas do Caduceu de Mercúrio significam o poder de viajar em Corpo Astral, o poder de viajar em Corpo Mental, o poder de viajar nos veículos Causal, Conscientivo e Espiritual.

O fogo concede a todos aqueles que seguem a Senda do Fio da Navalha o poder de sair do corpo físico à vontade. A Kundalini tem o poder de despertar a consciência do ser humano.

Com o fogo ficamos absolutamente despertos nos Mundos Superiores. Todos aqueles que despertaram nos Mundos Superiores vivem durante as horas de sono completamente conscientes fora do corpo físico.

Os que despertam a Consciência jamais voltarão a sonhar. Convertem-se de fato e por direito em cidadãos absolutamente conscientes nos Mundos Superiores. Tais seres trabalham com a Loja Branca enquanto seu corpo físico dorme. São, portanto, colaboradores da Grande Fraternidade Universal Branca.

Esclarecemos: Idá e Píngala não são físicos, pois nenhum médico poderia encontrá-los com o bisturi. Idá e Píngala são semi-etéricos, semifísicos.

Os Grandes Mistérios do Velho Egito, assim como também os Mistérios do México, de Yucatán, Elêusis, Jerusalém, Mitra, Samotrácia etc., estão todos em íntima correlação e são, de fato, absolutamente sexuais.

Pedi e recebereis, batei e abrir-se-vos-á. Os grandes Iniciados sempre respondem. Os Guardiães da Esfinge Elemental da Natureza sempre respondem.

Todo aquele que pratica Magia Sexual deve pedir o Fogo. Rogai aos Guardiães da Esfinge, invocai o Deus Agni. Esse Deus restaura o poder ígneo em cada um dos sete corpos.

Cinco são as grandes Iniciações do Fogo sagrado. A primeira significa a saída daquele que entrou já na corrente que conduz ao Nirvana. A Quinta significa a entrada no templo erigido no cume da montanha. Com a Primeira saímos do caminho trilhado e com a Quinta entramos no Templo Secreto.

Pergunta: O que representa a Esfinge com a metade do corpo em forma de animal e o rosto de homem?

Samael Aun Weor: O rosto representa o Mercúrio da Filosofia Secreta, o esperma sagrado de onde sai o Homem Verdadeiro. Quanto às asas, obviamente representam ao Espírito. A Esfinge é importantíssima, ela veio da Atlântida, lá a usavam na Universidade Atlante os membros da “Sociedade Ákaldam”. Esta Sociedade Ákaldam tinha sempre a Esfinge ali, para nos representar o Homem, para representar o Caminho que conduz à Liberação Final. Originalmente, a cabeça da esfinge tinha uma coroa de 9 pontas de aço, que representa a Nona Esfera, o sexo; tinha um báculo em sua garra direita, em sua outra mão a espada flamígera (originalmente, é claro, já que a atual está despojada de tudo isso,porém originalmente tinha isso tudo).

Significa o caminho esotérico, o caminho sagrado que há que se fazer, os Mistérios que há na Nona Esfera, o sexo, o Trabalho com os 4 Elementos da Natureza dentro de nós mesmos aqui e agora para poder fabricar os Corpos Existenciais Superiores do Ser e converter-se em um Homem verdadeiro.

Porém, nisso há que distinguir entre a Roda que gira incessantemente do Arcano 10 do Tarô (que é a Roda do Samsara) e a Esfinge. A Roda do Samsara significa a Evolução e sua irmã gêmea a Involução; pela direita Anúbis evolucionante, pela esquerda Tiphón involucionante. A Esfinge está sobre a roda, ela é o Caminho da Revolução da Consciência; devemos nos meter pelo Caminho da Revolução em marcha, da rebeldia psicológica, este é o Caminho que nos leva à revolução final; temos de nos afastar da Evolução e da Involução e nos meter pela Senda da Revolução em marcha, ser revolucionários, ser rebeldes. Se é que queremos realmente chegar a liberação necessitamos da grande rebeldia psicológica.

A Virgem do Mar (5ª letra do alfabeto hebraico: He – O Hierarca )

Existe uma grande Deusa, e esta é a Virgem do Mar.

A Virgem do Mar é Ísis, Adonia, Astarté, Maria.

A Natureza não é inconsciente.

A Natureza é uma Mãe bondosa e austera.

Quando nos Mundos Internos invocamos à Grande Mãe, a Natureza nos contesta com um som metálico aterrador, que faz estremecer todo o Universo.

Realmente a Natureza é o corpo de um Guru-Deva.

Esse Guru-Deva tem sido adorado em todas as religiões.

Esse Guru-Deva tem sido chamado Ísis, Adonia, Isoberta, Maria, Maya, Perséfone etc.

Quando o Cristo necessitou se reencarnar para salvar o Mundo, então esse Guru-Deva nasceu no Monte Carmelo e foi batizado com o nome de Maria, a Virgem do Carmo.

Essa é a Virgem do Mar, a Bendita Deusa-Mãe do Mundo.

Todo aquele que quiser ser mago e ter poderes mágicos tem de fazer-se discípulo da Virgem do Mar.

A descascada Esfinge que vemos no deserto do Egito é a imagem de uma criatura inteligente que existe nos Mundos Internos.

Essa criatura é a Esfinge Elemental da Natureza.

A Esfinge Elemental da Natureza tem toda a Sabedoria da Magia Elemental da Natureza.

Essa Esfinge é o Intercessor Elemental da Bendita Deusa Mãe do Mundo.

A Esfinge obedece a todas as ordens da Virgem do Mar.

Todos os poderes da terra saem do mar.

Todo aquele que quiser ser um mago poderoso tem de fazer-se discípulo da Virgem do Mar.

Todo aquele que quiser fazer-se discípulo da Virgem do Mar tem primeiro de aprender a sair em Corpo Astral.

Aquele que invocar, nos Mundos Internos, a Virgem do Mar receberá dela todos os seus ensinamentos.

Toda classe de Poderes Mágicos deve ser pedida pessoalmente à Virgem do Mar.

Há magos que levam a imagem da Virgem do Carmo tatuada sobre o coração para impedir que as balas inimigas lhes ocasionem danos.

Há que aprender a sair em Corpo Astral para falar com a Virgem do Mar.

Mantra Poderoso para Desenvolver o Dom da Viagem Astral Consciente

Adormeça ao mesmo tempo em que vocaliza o mantra Faraon distribuído em três sílabas, desta maneira:

FFFFFAAAAAAA… RRRRRRAAAAAAA… OOOOOOONNNNN…

A vocalização da letra R já foi explicada. O discípulo deverá deitar-se, horizontalmente, de barriga para cima. Colocará as palmas das mãos estendidas sem rigidez sobre a superfície do colchão; os joelhos, flexionados para cima, com as solas dos pés descansando sobre a cama.

Todo o corpo deve estar relaxado, membro a membro.

Disposto assim, adormeça fazendo inspirações profundas, vocalize o mantra Faraon.

Inevitavelmente, o discípulo adormecido sairá do corpo físico sem saber em que momento nem como.

Já nos Mundos Internos na Quarta Dimensão, aonde irresistivelmente se projetará seu Astral, despertará consciência total, ou seja, se dará conta de suas inauditas experiências nesses mundos e, assim, poderá se dedicar ao exercício da Teurgia.

Mas, antes de se deitar, faça o signo da Estrela Microcósmica. Com efeito, levantam-se os braços para cima, até que as palmas das mãos se tocarem entre si sobre a cabeça; depois, estenda-as lateralmente de modo que fiquem em posição horizontal, formando com o resto do corpo uma cruz. Por último, cruzam-se os antebraços sobre o peito tocando esta região com as palmas, até que as pontas dos dedos cheguem à frente dos ombros.

Nosso adorável Salvador do Mundo, o Cristo Jesus, utilizava esta misteriosa Chave, hoje revelada por nós, quando estudava na Pirâmide de Kéfren.

O Mestre Huiracocha aconselhava com esta prática queimar algum defumador, algum incenso ou simplesmente impregnar a habitação com um bom perfume.

Livros apócrifos mencionados na Bíblia, mas perdidos

Posted: 22 Jun 2013 12:11 AM PDT

Teologia Gnóstica

Teriam os livros bíblicos, chamados Apócrifos, informações secretas e fantásticas capazes de modificar nossa visão dos Ensinamentos de Cristo para a humanidade?

Se não, então por que foram extirpados abruptamente da Bíblia? Reconhecemos que sem uma Chave, nenhum livro sagrado pode nos dar as informações necessárias para a autorrealização espiritual, mas seu conhecimento esclareceria inúmeros pontos doutrinários da Sabedoria Crística.

Observe em seguida a lista, possivelmente completa, dos livros “perdidos” da Bíblia.

Velho Testamento

1. Livro do Convênio (Êxodo 24:4, 7)

2. Livro das Guerras (Números 21:14)

3. Livro de Jasher (Josué 10:13) e (2 Samuel 1:18)

4. Livro dos Estatutos (1 Samuel 10:25)

5. Livro dos Atos de Salomão (1 Reis 11:41)

6. Livro de Natã (1 Crônicas 29:29) (2 Crônicas 9:29)

7. Livro de Gade (Mesmo do número 6)

8. Profecias de Aías (2 Crônicas 9:29; 2:15; 13:22)

9. Visões de Ido (Mesmo do número 8)

10. Livro de Semaías (2 Crônicas 12:15)

11. Livro de Jeú (2 Crônicas 20:34)

12. Atos de Uzias, Escrito por Isaías (2 Crônicas 26:22)

13. Livros dos Videntes (2 Crônicas 33:19)

14. Profecias de Enoque Jude 14

15. Comentários de Mateus de Nazaré (Mateus 2:23)

Escritos perdidos do Novo Testamento (ou seja, somente mencionados, mas infelizmente totalmente perdidos)

16. Epístola Perdida de Paulo (1 Coríntios 5:9)

17. Segunda epístola perdida de Paulo (Efésios 3:3-4)

18. Terceira epistola perdida de Paulo (Colossenses 4:16)

19. Epístola perdida de Judas

Os livros da Bíblia Apócrifos (Escritos do Velho Testamento)

20. Tobit

21. Judite

22. Adição do livro de Ester

23. Sabedoria de Salomão

24. Eclesiásticos ou a Sabedoria de Jesus

25. Baruque

26. A Carta de Jeremias

27. Oração de Azarias

28. Canção dos Três Judeus (estes são os livros perdidos de Daniel)

29. Susana

30. Sino e o Dragão

31. I Macabeus

32. II Macabeus

33. III Macabeus

34. IV Macabeus

35. I Esdras

36. II Esdras

37. Oração de Manassés

38. Salmo 151

Novo Testamento
Escrito do Novo Testamento que foi eliminado, mas mencionado

39. Livro de Maria

Os seguintes textos perdidos são mencionados em História Eclesiástica, de 337 d.C., pelo bispo Eusébio de Cesaréia, o qual os suprimiu por considerá-los “heresias”.

40. Atos de Paulo

41. Atos de André

42. Atos de João

43. O Proto-Evangelho

44. Infância I

45. Infância II

46. Cristo e Abgarus

47. Nicodemos

48. O Credo dos Apóstolos

49. Laodiceanos

50. Paulo e Sêneca

51. Paulo e Theca

52. Revelação de Pedro

53. Epístola de Barnabas

54. O Evangelho Perdido de Acordo com Pedro

55. Evangelho de Tomé

56. Evangelho de Matias

57. Clemente I

58. Clemente II

59. Efésios II

60. Magnésios

61. Tralianos

62. Romanos II

63. Filadelfos

64. Smaraneas

65. Policarpo

66. Filipenses (II)

66. Evangelho referido somente pela letra Q

Algumas destas podem ser referência nos escritos por Marcion, 150 d.C., e Muratória, 170 d.C.

67. Sheppard de Hermas

68. Hermas I (Visões)

69. Hermas II (Mandamentos)

70. Hermas III

71. Cartas de Herodes e Pilatos (Ref. para o julgamento de Cristo)

Os seguintes são uma lista de Escritos Apócrifos que não mais existem; no entanto, eles são mencionados e referidos em outros, mais recentes, no século 4º d.C.

72. O Evangelho de André

73. Outos livros abaixo de André

74. Evangelho de Afiles

75. O Evangelho de Acordo com os Doze Apóstolos

76. O Evangelho de Barnabé

77. Os Escritos de Bartolomeu, o Apóstolo

78. O Evangelho de Bartolomeu

79. O Evangelho de Basilides

80. O Evangelho de Cernithus

81. A Revelação de Cernithus

82. Uma Epístola de Jesus Cristo para Pedro e Paulo

83. Vários outros livros abaixo do nome de Cristo

84. Uma Epístola de Cristo (produzido por Maniqueu)

85. Um Hino, ensinado por Cristo para seus Discípulos

86. O Evangelho de Acordo com os Egípcios

87. Os Atos dos Apóstolos II

88. O Evangelho de Ebionitas

89. O Evangelho de Encratites

90. O Evangelho de Eva

91. O Evangelho de Acordo com Hebreus (ou Hebreus II)

92. O Livro de Helkesaites

93. O Falso Evangelho de Hesíquius

94. O Livro de Tiago

95. Os Atos de João

96. Evangelho de Jude

97. Evangelho de Acordo com Judas Iscariotes (recentemente descoberto, causando furor no meio teológico. Para saber mais sobre o Evangelho de Judas Iscariotes, clique aqui.)

98. Atos do Apóstolo Leucius

99. Atos do Apóstolo Lentitus

100. Atos do Apóstolo Leontius

101. Atos dos Apóstolos Leuthon

102. Os Falsos Evangelhos, publicado por Lucianus

103. Atos dos Apóstolos (usado por Manichees)

104. O Evangelho de acordo com ou de Marcion

105. Livros abaixo de Mateus:

– O Evangelho de Matias
– As Tradições de Matias
– O Livro de Matias
– O Evangelho de Merinthus

106. Evangelho de Acordo com os Nazarenos

107. Os Atos de Pedro e Thecla

108. As Pregações de Pedro e Paulo

109. As Revelações de Paulo

110. O Evangelho da Perfeição

111. Atos Adicionais de Pedro

112. A Doutrina de Pedro

113. O Evangelho de Pedro (não confundir com o Evangelho de acordo com Pedro)

114. O Julgamento de Pedro

115. As Pregações de Pedro

116. As Revelações de Pedro

117. Os Atos de Filipe

118. O Evangelho de Filipe

119. O Evangelho de Scythianus

120. Os Atos dos Apóstolos, por Seleucus

121. A Revelação de Estêvão

122. O Evangelho de Titan

123. O Evangelho de Tadeu

124. Os Atos e o Evangelho de Tomé

125. O Evangelho da Verdade

126. Contra a Heresia

Números 66 (abaixo) e 72 a 126 somente existem nas referências, eles nunca foram encontrados, mas estão sendo ou foram conhecidos. Conhecidos porque muitos cristãos antigos referiam-se a eles em suas cartas (não oficiais, como as Epístolas) e outros tantos escritos religiosos. Alguns eruditos ainda debatem a legalidade destes escritos:

Modernas descobertas de textos considerados totalmente perdidos
Escrituras Bíblicas

127. Livro de Moisés

128. Livro de Abraão (127 e 128, foram encontrados em tumbas egípcias em 1830)

129. Profecia de José do Egito 2 Néfi 3

130. Profecia de Zenoque 1 Néfi 19

131. Profecia de Neum (mesmo # 130)

132. Profecia de Zenos (mesmo # 130)

O despertar dos chacras

Posted: 21 Jun 2013 11:00 PM PDT

Medicina Esotérica

Quando nos damos conta da existência daquela parte divina dentro de cada um de nós; quando descobrirmos com a emoção mais profunda do coração que nossa Divindade Íntima quer que desvendemos as esferas superiores de nossa Consciência; enfim, quando em nossas viagens internas começamos a responder à inteligência do Pai Íntimo, então sim, como filhos pródigos poderemos nos considerar um Deus, em potencial.

A investigação de nossa Alma nos faz conceituar que existem poderes que levariam nossa vida a uma mudança tão radical que os limites de nosso cotidiano se confundiriam com o ilimitado. Com o uso de sons vocálicos, mântricos, podemos conquistar nossa herança mágica, perdida num passado longínquo. Mantras são invocações sonoras que o mago utiliza para harmonizar seu corpo e seus Centros com as forças mais sutis da Natureza.

O homem possui ao todo 12 poderes, ou sentidos. Cinco sentidos físicos (olfato, audição, paladar, tato e visão) e sete suprafísicos, atrofiados na grande maioria de nós. Eventualmente, um ou outro sentido suprafísico se manifesta, dando-nos a certeza de que eles existem. Esses poderes são:

1. Clarividência

2. Clariaudiência

3. Intuição

4. Telepatia

5. Viagem Astral

6. Recordação de Vidas Passadas

7. Polividência

1. Clarividência: É a Terceira Visão. Com este poder, apresenta-se ante nosso olho interior todo o universo oculto, as dimesões superiores e inferiores, os elementais e os anjos, os corpos sutis, os desencarnados e as formas-pensamento. Desenvolve-se a clarividência despertando o chacra frontal (entre as sobrancelhas) e trabalhando-se a Ira. As virtudes para se despertar este chacra são paciência, serenidade e Imaginação consciente (não confundir com fantasia). A cor deste chacra é azul com matizes de rosa e prata. Um dos mantras para seu despertar é INRI…

2. Clariaudiência: É o chamado Ouvido Interno ou Oculto. Com este sentido podemos escutar a voz dos desencarnados, dos Mestres, a Música das Esferas, compreender cada palavra pronunciada, valorizar a virtude do amor à Verdade e compreender as Leis de Causa e Efeito. O chacra deste sentido é o Laríngeo, situado na base da garganta. Suas cores são índigo e prata. O mantra é ENRE…

3. Intuição: É a voz divina que nos fala por meio do Cárdias, o chacra do coração. Com este sentido captamos o profundo significado das coisas e ficamos sabendo com antecedência o que fazer. Os místicos afirmam que este chacra desenvolvido nos dá também o poder da levitação (Jinas). A virtude para este chacra é o Amor. E a cor é o dourado. O mantra é ONRO…

4. Telepatia: Quando andamos pela rua, pensamos em alguém e logo passamos por ele; isso se chama captação de pensamento, e é despertado com as virtudes do respeito a tudo e a todos, a discrição, o não julgar ninguém. O chacra é o do plexo solar, na altura do umbigo. É chamado de Solar por ser o acumulador dos átomos ígneos, ou Prana, que vêm do Sol. Aclaramos que a Transmissão das ondas de pensamento se faz por meio do chacra frontal e a captação pelo solar. As cores são o verde e o amarelo.O mantra é UNRU…

5. Viagem Astral: Todos, sem exceção, saímos do corpo físico nas horas de sono. Nossos sonhos são vivências (quase sempre inconscientes) de fatos ocorridos no mundo astral, ou quinta dimensão. Quem de nós, em um dado momento, estando relaxados, de repente nosso corpo sente um leve choque, como que assustados? Na verdade, sem o saber, estivemos saindo gradativamente do corpo físico e voltamos bruscamente. Quando um indivíduo domina relativamente esse poder, consegue conversar com os mestres e todos os desencarnados, penetrar nos templos das igrejas elementais, viajar a qualquer lugar do mundo, acima e sob a terra. Quando todos os chacras, especialmente cardíaco, prostático e hepático, estão em perfeita sintomia com as forças sutis do Cosmos, a saída astral se torna mais consciente. A virtude é a Vontade e os defeitos a serem trabalhados são a preguiça, o medo e a gula. A cor é o azul celeste. O mantra é FARAON…

6. Recordação de Vidas Passadas: Essa função depende de um sistema nervoso equilibrado, ou seja, um cérebro e uma coluna vertebral carregados de energias transmutadas. Porém, os chacras ligados a esse poder são os pulmonares, que se situam na parte superior das costas. A virtude requerida para o despertar desse centro é a Fé consciente e serena. Trabalhando-se com os chacras pulmonares conseguimos absorver a experiência e o conhecimento acumulados de vidas passadas. A cor é o violeta. O mantra é ANRA…

7. Polividência: É a virtude dos atletas da meditação, dos adeptos do Êxtase espiritual, ou pré-Samadhi. O chacra coronário, o do topo da cabeça, é a porta de entrada e saída da Essência. A polividência é a capacidade da nossa consciência (Essência ou Budhata), desligar-se parcialmente de seus sete corpos e penetrar na Realidade Única, na essência profunda e na razão de ser das coisas. Todas as sete cores ao mesmo tempo. O mantra sagrado é TUM…

Despertando os 7 Chacras

Existem 7 Templos sagrados no mundo astral ligados aos elementos cósmicos e nos conectamos magneticamente a eles por meio de nossos sete principais chacras, batizados no esoterismo crístico de Igrejas do Apocalipse ou Velas do Candelabro do Templo. De acordo com o Yoga, os chacras principais são :

Muládhara (Igreja de Éfeso ou Básico): situa-se entre os genitais e o ânus, e sua raiz fica na ponta da espinha dorsal. Liga-nos ao elemento Terra e seus mantras principais são o IAO e o S (como o silvo prolongado de uma serpente). Os grandes magos afirmam que ao se despertar esse centro dominamos externamente os gnomos e pigmeus, além dos fenômenos telúricos, como terremotos, erosão, pragas de formigas, lesmas e outros. Internamente, desenvolvemos a Paciência, a Diligência e a Laboriosidade. Todos os chacras das pernas (dos joelhos, do descarrego nos calcanhares, das solas dos pés etc.) estão subordinados ao Básico.

A Kundalini acha-se encerrada no chacra muládhara e deste chacra emanam quatro Nádis semelhantes a pétalas da flor de lótus. Muládhara é a morada do Tattwa Prittivi (ou, Elemento Etérico da Terra).

Swadhishtana (Igreja de Smirna, Prostático; chamado de uterino, nas mulheres): Localiza-se a quatro dedos acima dos órgãos sexuais, no púbis. Seus mantras principais são M e Bhuvar. Com ele trabalhamos o Tattwa Apas, com os elementais das águas, ondinas e nereidas, dominando as nuvens chuvosas, as ondas dos mares, as enchentes e as leis de equilíbrio da natureza (chamadas de Leis do Trogo Autoegocrático Cósmico Comum. É um nome complexo, mas significa Tragar e Ser Tragado, Receber e Doar, Dar para Receber). Interiormente, desenvolvemos a Castidade, a Fidelidade e a compreensão da Prosperidade. Este chacra é o centro de irradiação e controle de outros, como o da bexiga, testículos (ou ovários) e rins.

Manipura (Igreja de Pérgamo ou Solar): Confere o poder da telepatia. Mas também dominamos o Fogo, e seus seres, as Salamandras e os Vulcanos. Psiquicamente, pode-se dominar os incêndios, as fogueiras, o poder curativo das velas. Seus mantras principais são: U e RAM. Tattwa Tejas. Este chacra domina os chacras secundários e terapêuticos, como do fígado, do baço, do pâncreas, o da boca do estômago etc.

Anahát (Igreja deTiatira, Cárdias): O chacra cardíaco, por nos ligar aos elementais do Ar, Silfos e Sílfides, Fadas e Elfos, nos dá poderes sobre o vento, os furacões, as brisas, a levitação, o teletransporte. Tattwa Vayú. Também nos confere a compreensão da natureza pela teologia, pelos rituais e a mensagem dos símbolos pela Intuição. O Cárdias controla os chacras pulmonares, os das axilas, dos cotovelos e os das palmas das mãos.

Vishudda, Ajna e Sahásrara (Igrejas de Sárdis, Filadélfia e Laodicéia; Laríngeo, Frontal e Coronário): Auxiliam-nos a trabalhar e compreender as energias cósmicas, superiores, do Ser, como o desapego, a sabedoria, a verdade, a inteligência, a justiça, a misericórdia etc., já que a Loja Branca Atômica de nosso corpo físico situa-se no cérebro. Esses três chacras sagrados têm sob sua influência outros, como o do cerebelo, o “chacra oculto”, os sete chacras especiais que circundam o coronário, o do hipotálamo, do timo, do palato etc.

Enfim, nosso organismo psíquico contém uma fantástica constelação de chacras que nos ligam às mais variadas energias cósmicas e telúricas. Alguns afirmam que nosso corpo astral possui cerca de 10 mil chacras e o corpo mental está estruturado com mais de 200 mil chacras. Isso, sem contar os chacras dos outros corpos.

Conhecendo a parte enferma da alma e do corpo, deficiências ou com bloqueios, podemos trabalhar com as salamandras, os gnomos etc. Conhecendo o procedimento ritualístico, os símbolos, os mantras, os nomes das Deidades especialistas em determinadas energias, podemos iniciar um verdadeiro trabalho magístico. O grande segredo é o Conhecimento prático, e não unicamente a teoria estéril. É o que se propõe ensinar neste site.

Prática 1

Procure mais uma vez uma postura de relaxamento e meditação. Imagine que seus chacras tomam a forma de luminosas flores cor de rosa. Dos mantras acima citados (para despertar um dos sentidos paranormais), escolha um deles que você sinta mais afinidade e pratique por cerca de 10 minutos. Visualize que o chacra correspondente ao mantra escolhido se transforma num templo dentro de você. Penetre com a Imaginação Consciente dentro desse templo e sinta a Sabedoria ali contida. Ore à sua Mãe Divina e peça que Ela preencha seu corpo e sua Consciência com Amor, Sabedoria e Força. Lembre-se: cada exercício deve ser praticado por pelo menos uma semana, e todos por toda sua vida. Sinta a energia contida em cada prática. Ao final de cada exercício mântrico, agradeça ao Pai Celestial por mais esta oportunidade de Despertar sua Consciência.

Prática 2

Fique de pé, feche os olhos e relaxe seu corpo. Imagine que das solas de seus pés saem gigantescas raízes coloridas e muito fortes. Essas raízes penetram no mais profundo da terra, alcançando as regiões mais inacessíveis do corpo planetário. Invoque a Divina Mãe, que reside lá no fundo de sua Alma e suplique-lhe que lhe desperte Consciência e lhe dê como graça os seus atributos e poderes, tais como saúde, estabilidade, sabedoria, contemplação, compreensão profunda etc. Imagine que tudo o que você pediu está penetrando pelas raízes de seus pés e se espalha por todo o corpo e finalmente até sua Alma e sua Consciência. Ao final, antes de agradecer à Mãe Divina, vocalize o mantra sagrado AOM três vezes…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s